sexta-feira, 21 de junho de 2013

Tropa de Shock – “Immortal Rage” – 2011 – MS Metal Records (Nacional)

Uma banda persistente é o que pode ser chamado o Tropa de Shock. Reconhecida na Europa após turnês pelo velho continente, já dividiu o palco com nomes como Pink Cream 69 e Primal Fear, além de já ter participações em seus discos de nomes como Rafael Bittencourt (Angra), Edu Ardanuy (Dr. Sin) e Michael Weikath (Helloween).

Isso sem contar que a banda figurou em publicações como Metal Hammer e Rock Hard pela Europa também, além de outras. Porém, a banda não tem a mesma atenção em território nacional, mesmo tendo certo nome na cena. Os caras merecem bem mais, principalmente ao se ouvir “Immortal Rage”.

Apesar de começar no Hard Rock há mais de 20 anos com o álbum “Fragmentos” em 1990, a partir do segundo trabalho a banda começou a investir em um Heavy Metal tradicional e é isso que vem fazendo desde 1997, sempre evoluindo gradativamente. Este último trabalho se identifica bem com essa proposta.

O diferencial do Tropa de Shock é a identidade própria. Mesmo praticando um estilo que já impôs limite à criatividade, a banda consegue soar características e homogênea. Você ouve o primeiro acorde e já identifica. Riffs variados típicos do estilo, solos muito bem desenvolvidos e uma cozinha certeira e com pegada marcam as composições.

Tudo com o já característico e fundamental vocal de Don. Mesmo possuindo um timbre que lembra nomes como Ralf Scheepers e Zak Stevens em alguns momentos, a forma dele interpretar as composições o torna único. A única ressalva fica por um detalhe da produção um pouco aguda e que tirou o peso das composições.

Destaque para You Are A Liar, Alone In The Dark, The Real Fear e Unjust World, só pra citar algumas músicas. Acompanho a banda desde o EP “The Blade Of The Wind” (2001) e posso afirmar que é uma das mais importantes bandas do Metal Tradicional brasileiro.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records