quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Illnulla – “Illnulla” – 2012 – Independente (Importado)

Oriundo de Pescara, Itália, este duo formado por Cris (todos os instrumentos) e Al (vocal), ambos ex-integrantes da banda My Dark Sin, surgiu em 2011 e este é o debut dos caras. Auto intitulado, o trabalho traz uma sonoridade focada no Black Metal.

O diferencial do Illnulla, é que a banda se preocupou com a qualidade da produção do disco (a cargo deles mesmos), além de executar as composições com técnica e competência. Isto é, a banda não se prendeu ao estigma de produções ruins e falta de técnica que tanto assola o gênero.

Os riffs de guitarra são bem elaborados e a parte da cozinha é simples, mas bem executada. Uma leve dose de melodia nas composições, assim como nos solos só aumentam a qualidade das músicas, que não são incrementadas com arranjos sinfônicos excessivos.

Algumas passagens eletrônicas (bem poucas) soam totalmente desnecessárias e sem nexo no disco. Mas, ainda bem que são passagens e não estão incluídas em meio às boas composições, somente em introduções. Esse é o ponto negativo do disco, mas não afeta o lado bom da coisa.

O fator importante também fica por conta da variação rítmica e pela dupla não explorar somente a velocidade. As letras em italiano caíram muito bem às músicas. Destaque para Lupo, Nessun Confine per la Follia, L'era dei Trenta Denari e Credimi!.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records