segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Lugnasad – “Smell Of A Grey Sore” – 2012 – Art Of Propaganda (Importado)

Sempre bato na tecla das atuais produções ruins do Black Metal. Tudo bem que a origem do estilo priorizava tal raiz, mas com os recursos de hoje em dia há como se fazer música odiosa com uma boa produção. Felizmente é isso que fazem os franceses do Lugnasad.

“Smell Of A Grey Sore” é o primeiro trabalho do quinteto parisiense e traz toda a essência do Black Metal escandinavo de forma rara e bem feita. Guitarras ríspidas, com a uma cosinha seca e vocais rasgados/guturais dão a essência da música do grupo que se extingue de arranjos e passagens de teclados.

E quem pensa que a banda não consegue encaixar melodia em sua música se engana. Há sim momentos melódicos, mas nada que soe meloso e tudo na medida certa. Isso fica evidente nas duas faixas que iniciam o trabalho. Four In The Fifth Finger e Xerolagnia dão as boas vindas de forma categórica, principalmente a segunda que possui uma quebrada e riffs apocalípticos de arrepiar, além de um solo matador.

Aliás, este tipo de riff que nos arranca a alma de tanta raiva é recorrente durante o álbum. A variação rítmica também se faz presente e, apesar das faixas possuírem uma média de 6 minutos, elas não soam cansativas em momento algum.

Ainda menciono The Frigid Feast e a épica Scarified (ver vídeo no final da resenha) que fecha o disco magistralmente. Ah! E não podemos deixar de mencionar a ótima produção que deixou todos os instrumentos audíveis e soando organicamente, sem deixar nada artificial. Um dos melhores do estilo no ano.


9,0

Vitor Franceschini



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records