segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Masterplan – “Novum Initium” – 2013 – Shinigami Records (Nacional)

Masterplan – “Novum Initium” – 2013 – Shinigami Records (Nacional)
Após três anos do mediano “Time To Be King”, o Masterplan, capitaneado pelo ex-Helloween Roland Grapow (guitarra), retorna com “Novum Initium”. O álbum representa um novo começo para a banda, que sofreu a perda de três integrantes chave como Jorn Lande (vocal), Mike Terrana (bateria) e o baixista Jan-Sören Eckert.

Quem pensa que o grupo alemão perdeu com isso se engana, já que os novos membros, Rick Altzi (vocal, At Vance, Epysode, dentre outros), Jari Kainulainen (baixo, ex-Stratovarius) e Martin "Marthus" Skaroupka (bateria, Cradle Of Filth) se saem muito bem e adicionaram muito à sonoridade da banda.

Resgatando a aura Power Metal, “Novum Initium” talvez seja o disco mais pesado da banda, mesmo contendo boas doses de melodia. Isso fica evidente desde o início do trabalho com as faixas The Game (que tem um forte refrão) e Keep Your Dream Alive e sua cadência com riffs pesadíssimos, e mais um bom refrão. Ouça ainda No Escape, que segue essa linha.

A veia Prog Metal continua, mas de forma mais discreta e pode ser sentida em faixas como Pray On My Soul, que tem um quê de AOR escondido ali no fundo. Outro destaque nessa linha é a épica faixa título com seus mais de dez minutos, um show das guitarras e uma ótima variação rítmica.

Não poderia deixar de mencionar o grande trabalho das linhas de teclados. Axel Mackenrott criou ótimas orquestrações e passagens, que só somaram na qualidade das composições. Altzi também se sai muito bem nos vocais, considerando que substituiu um mito. Aliás, sua voz tem o timbre bem parecido com o de Lande. A cozinha é um show a parte, já que Jari é um monstro do baixo e Skaroupka possui uma forte pegada e técnica.

Com mais uma primorosa produção do próprio Grapow, no Grapow Studios, situado na Eslováquia, o novo trabalho do Masterplan traz uma banda renovada e com mais energia. O lançamento nacional da Shinigami Records ainda traz dois bônus, que saíram na versão digipack do trabalho.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records