sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Flagellant – “Maledictum” – 2013 – W.T.C. Productions (Importado)

Um critério que uso quando vou resenhar (e não deve ser exclusividade minha) é procurar buscar as características próprias da banda, antes mesmo de perceber suas influências. Comparar uma banda com outra não é bom, mas quando existem semelhanças e influências em demasia, isso se torna inevitável.

Este é o caso destes suecos que lançaram seu segundo álbum, este “Maledictum”. De cara, ao ouvir os vocais de E. (sim, eles usam apenas uma letra em seus nomes) logo nos vem à mente o Hellhammer/Celtic Frost, pois se assemelha muito aos vocais de Tom Warrior.

Porém, ao ouvir o trabalho com mais atenção, notamos um trabalho de guitarras que segue a linha atual do Immortal. Riffs apocalípticos e com uma boa pegada servem de base para uma cozinha ora cadenciada, ora mais agressiva. Ou seja, o Flagellant é uma ótima mescla de Celtic Frost com Immortal.

E como isso poderia ser ruim? De maneira alguma, o som consegue caminhar entre o ‘old school’ e o Black Metal contemporâneo, sem gerar atritos e agradando a todos. Ouça From the Abyss they Shine, Necromantic Revelations e Horned Shadows Rise e tire as próprias conclusões.


8,0


Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records