terça-feira, 1 de outubro de 2013

Uganga – “Eurocaos – Ao Vivo” – 2013 – Metal Soldiers/SapólioRádio/Incendio (Nacional)

Seria uma tremenda injustiça ficar se referindo ao Uganga como a banda do ex-baterista do Sarcófago, Manu ‘Joker’. Afinal, há 20 anos a banda caminha com suas próprias pernas e lançou três ótimos álbuns de estúdio, o que culminou em uma carreira sólida e certo reconhecimento por aqui e na Europa.

Comemorando essas duas décadas, a banda mineira, que atualmente conta com Christian e Thiago (guitarras), Ras (baixo), Marco (bateria), além do próprio Manu nos vocais, lança este trabalho minucioso gravado ao vivo no Razorblade Festival, em Datteln, na Alemanha, em 2010.

Show mais bem estruturado dos 18 que a banda fez no velho continente, a apresentação mostra toda a energia do quinteto ao vivo. Com seu Thrashcore cheio de ‘groove’, o Uganga bota os alemãs para ‘pogar’ com faixas como Asas Negras, Meus Velhos Olhos de Enxergar o Mal (2 lobos), Zona Árida, além de mandar covers para Troops Of Doom e Nightmare, de Sepultura e Sarcófago respectivamente.

Com uma boa captação, a cargo do engenheiro de som alemão Oliver Okunneck, o que se ouve é uma banda com sangue nos olhos expelindo uma música pesada e intensa. O fato de cantar suas letras em português parece impor ainda mais sua musicalidade ao público alemão, mostrando realmente porque os caras estão na ativa há 20 anos.

Mas quem pensa que o trabalho se resume a isso, pode ficar sentado que ainda vem mais história. “Eurocaos – Ao Vivo” traz muitos detalhes. Ainda há as 3 faixas bônus que trazem 2 covers. Um para Não Desista, do Stress e a outra para Desespero, do Pastel de Miolos. A outra é Antwerpen Dub, algo meio que sem graça e pra encher linguiça, passa batido.

Não, não acabou ainda, longe disso. Este magnífico lançamento ainda traz um documentário com relatos da turnê que passou por sete países. Atenção para a briga generalizada em L’Estartit, Espanha, que é relatada com muito bom humor pelos integrantes da banda.

Dois clipes ainda compõem o material em vídeo, Fronteiras da Tolerância e Meus Velhos Olhos de Enxergar o Mal (2 lobos). Não bastasse todo esse recheio, “Eurocaos – Ao Vivo” traz, além do encarte com fotos, informações e crédito, um livreto intitulado “Eurocaos Tour Report” escrito pelo próprio Manu, que narra a passagem pela Europa e com depoimentos dos integrantes e do manager da banda, Eliton Tomasi em relação à turnê.

Tudo isto embalado em uma luxuosíssima slipcase. “Eurocaos –Ao Vivo” não merece ter apenas a alcunha de um trabalho ao vivo, já que celebra 20 anos de uma carreira consolidada. O disco é um documento histórico, não só do Uganga, como de parte da luta das bandas nacionais do underground em busca de seu lugar ao sol. Quase perfeito.


9,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records