quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Desdominus – “Devastating Millenary Lies” – 2013 – Misanthropic Records/Soul Erazer Distribution/Brutaller Records/DeathSquad Distro (Nacional)

São 20 anos de carreira e após um hiato de 10 anos, os paulistas do Desdominus soltam seu segundo álbum, este atormentador “Devastating Millenary Lies”. Sucessor do ‘maldoso’ “Without Domain” (2003), a missão deste novo trabalho não é das mais fáceis, mas após sua audição, algo me diz que os objetivos foram atingidos.

Inovando ao trazer – após a introdução Asleep (Preludium) – uma faixa de abertura cantada em português, o quarteto de Americana já mostra a que veio. Expressando todo ódio contra a religião e seus derivados, a banda estremece tudo em A Queda Dos Ídolos e quase não deixa vestígios para continuarmos nossa prazerosa missão ao ouvir este petardo.

Mesclando perfeitamente o Death ao Black Metal, as guitarras de Paolo Bruno (também vocalista) e Wilian Gonsalves destilam riffs cortantes e mortais, que ainda despejam solos melodiosos muito bem executados. Enquanto a cozinha sustenta o peso, com uma bateria insana e técnica, por conta de Ney Paulino,  o baixo estremecedor de Rafael de Faria dá ainda mais densidade às composições. Os vocais rasgados de Paolo chegam a assustar, tamanha a raiva que ele os propaga.

Com uma variação rítmica muito bem encaixada, algumas belas quebradas e passagens acústicas, as composições mostram um grau de amadurecimento elevadíssimo. Isso pode ser confirmado em faixas como Dethroning the Inferior Ones (talvez a melhor do disco), Autolatry e No Retribution, uma trinca matadora!

Tudo isso provido de uma ótima produção realizada no Estúdio RG, a cargo de Guilherme Malosso e da própria banda, com masterização de Lauro Nightrealm (baixista do Queiron). Além disso, o disco é embalado em uma bela arte gráfica feita pelo próprio Paolo. Sem sombras de dúvidas “Devastating Millenary Lies” compensou a espera de 10 anos!


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records