terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Darkside – “Prayers In Doomsday” – 2012 – Independente (Nacional)

A grande qualidade da banda cearense Darkside é saber mesclar seu Thrash Metal de forma equilibrada com o Speed Metal e ainda deixar fluir as influências do Metal tradicional. É impressionante como o quarteto de Fortaleza consegue fazer isso sem perder o peso típico do Thrash.

Riffs característicos com solos velozes dão a tônica do trabalho, enquanto a cozinha segue dando a sustentação necessária. O vocalista Alex Eyras (que foi substituído por Marcelo Falcão em 2013) tem um timbre agressivo, mas ao mesmo tempo melódico, o que faz o som da banda lembrar algo de Anthrax e Nuclear Assault, mas bem de longe.

As duas primeiras faixas que abrem o disco servem para mostrar as características da banda, já que Bubonic e Sacrificed Parasites são faixas que mesclam exatamente os estilos citados no primeiro parágrafo e possuem ótimos refrãos.

A influência do Metal oitentista se evidencia na faixa título onde Alex canta bem na linha melódica do gênero, com direito a agudos. Cursed by the Dawn também segue essa linha e possui uma ótima melodia. Destaque para a mudança de ritmo e os agressivos solos. Destaque também para Born For War. O Darkside se saiu muito bem em sua estreia e que o segundo petardo siga esta linha.


8,0

Vitor Franceschini



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records