terça-feira, 22 de abril de 2014

Inaftor – “A Última Rodada” – Demo – 2013 – Independente (Nacional)

Criatividade não faltou ao grupo da Grande São Paulo na hora de escolher o nome da banda, afinal Inaftor é a junção de três palavras que, segundo os próprios, descrevem sua ideologia: infame, afronta e torpe.

Outra coisa interessante é a sonoridade adotada, afinal, em meio a tanta ‘modernice’, o Inaftor aposta em um som rústico, para não dizer tosco. As influências vão desde o Crossover, passando pelo Speed Metal e chocando-se no Thrash Metal. Um som rápido e agressivo resume bem a parada.

Guitarras cortantes destilam bases velozes, enquanto a cozinha segue rápida sem frescura e nem virar muito a coisa. As letras são cantadas em português, mas os berros rasgados de Marcos Metralha são ininteligíveis, ou seja, faz pouca diferença no contexto final.

Se o ouvinte for atento encontra até algo de Celtic Frost no instrumental, mas o esquema aqui é indicado para fãs de Whiplash, Toxic Holocaust e afins. Profana Celebração é a faixa de destaque, mas todas mantêm certo nível. ‘Tosqueira’ por modernidade em excesso, sou mais o Inaftor.


7,0


Vitor Franceschini

2 comentários:

  1. HAILLS VITOR FRANCESCHINI
    muito obrigado mesmo cara, vc disse nessa resenha tudo oq eu esperava ouvir sobre essa minha querida banda cara
    VALEU

    ResponderExcluir
  2. HAILLS VITOR FRANCESCHINI
    muito obrigado mesmo cara, vc disse nessa resenha tudo oq eu esperava ouvir sobre essa minha querida banda cara
    VALEU

    ResponderExcluir

Shinigami Records