terça-feira, 1 de abril de 2014

Soturnus – “Of Everything That Hurts” – 2013 – Eternal Hatred Records (Nacional)

Os paraibanos do Soturnus iniciaram sua trajetória em 2000 investindo em um autêntico Gothic Metal e, conforme foram amadurecendo, seu som adquiriu mais peso ao adicionar elementos do Black e do Death Metal em suas composições.

“Of Everything That Hurts” é o segundo álbum da banda e já mostra esses novos elementos, mesmo ficando evidente que a banda mantém a aura soturna (sem trocadilhos, por favor), além de passagens melancólicas. As temáticas também se mantêm, sendo que continua abordando em suas letras temas como sentimentos, dor e morte.

O primeiro destaque é ótimo trabalho de guitarras. Timbres muito bem escolhidos e solos melodiosos diferenciados é a base das músicas, mostrando um lado agressivo e sentimental ao mesmo tempo. A cozinha e seu andamento intricado é um show a parte e mostra versatilidade.

A alternância entre vocais guturais e limpos (graves masculinos) praticado pela banda deveria ser obrigatório no estilo, pois soam muito bem e o contraste é quase que perfeito. Tudo com uma produção de primeira que ficou a cargo do guitarrista Andrei Targino e Victor Hugo Targino.

Destaque para I Wish I Knew, The Shame Within, Of Everything That Hurts, Empty Man e Another Lonely Day. Não bastasse a parte musical ser excelente, o disco ainda vem embalado por uma grandiosa e bela arte a cargo de Gustavo Sazes. Às almas mais obscuras e de bom gosto.


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records