quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Entrevista


Desde 2013, os fluminenses da Left Hand vêm divulgando seu segundo EP, o ótimo “Scientifical Plague” que traz um Thrash Metal atual influenciado pela década de 90 e Hardcore novaiorquino. Com a boa repercussão do trabalho, a banda deu um grande passo e já promete mais lançamentos, como contou Hugo Castor (bateria) nesta entrevista. Completam o time: Lenhador (vocal), Rafael Souza e Emerson Guedes (guitarras), além de Gil Chicano no baixo.

Até então, como tem sido a repercussão do EP “Scientifical Plague”, já que faz mais de um ano de seu lançamento?
Hugo Castor: Tem sido muito satisfatória, tem nos rendido muitas oportunidades e contatos. O pessoal tem curtido bastante o disco.

E qual a principal diferença que vocês sentiram em relação ao primeiro trabalho auto-intitulado?
Hugo: De cara, maturidade. No primeiro, nós estávamos no primeiro ano de banda, ainda nos encontrando como músicos. No “Scientifical Plague”, além de boa parte da formação ter mudado, estávamos mais certos do que queríamos, encontramos nossa personalidade musical e continuamos amadurecendo em termos de composição.

Essa diferença se deu desde o processo de composição ou vocês mantiveram a mesma fórmula?
Hugo: Então, como disse na resposta anterior, nossa forma de compor também evoluiu, e continuamos sempre inovando para não nos estagnar. A ideia é ter sempre um pé nas raízes e outro na inovação.

O som da banda engloba, além do Thrash Metal, ‘groove’ e influências do Hardcore nova-iorquino. Vocês concordam? Esta sempre foi a proposta da banda?
Hugo: Legal você ter entendido nosso som dessa forma. Na realidade, nós temos muitas influências. Apesar de nos considerarmos uma banda de Thrash Metal, somos fãs de música pesada e acrescentamos esta influência ao nosso som. Foi natural que esta forma de compor e entender a música tenha gerado a cara que nosso som tem hoje.

Inclusive essa mescla faz com que as composições possuam um ritmo variado.
Hugo: Sim, é verdade, ficamos felizes que tenha percebido.

Um fator de destaque em “Scientifical Plague” são os refrãos. Como vocês trabalharam nisso?
Hugo: Na verdade, nós adoramos refrãos, somos muito fãs disso. Costumamos ter como meta criar refrãos interessantes e marcantes, então é natural que nossos refrãos estejam se destacando. Para nós, o fato de você comentar sobre isso mostra que estamos fazendo nosso dever de casa (risos).



A produção do disco também chama atenção pela qualidade. Vocês trabalharam com Marcello Pompeu e Heros Trench (ambos do Korzus), no Mr. Som. Como surgiu essa oportunidade e como foi trabalhar com estes dois ícones do Metal nacional?
Hugo: Eles são proprietários do Mr Som Studio, nós estávamos buscando um estúdio de referência em qualidade para confiar nosso material e o nome deles surgiu. Trabalhar com eles foi uma experiência incrível, são profissionais competentes, músicos experientes e pessoas incríveis. Passamos ótimos momentos lá e aprendemos muito com verdadeiros mestres da música pesada nacional.

Hoje, como as músicas de “Scientifical Plague” têm se saído nos shows? Quais causam mais impacto, enfim a que vocês sentem mais aceitação por parte do público?
Hugo: Difícil dizer, nossos shows são muito agitados, o público costuma responder bem no decorrer dele todo, criamos um clima de intensidade durante todo o tempo, mas acredito que Scientifical Plague e Last Bitter Tear acabam se destacando um pouco mais em virtude de terem se tornado mais conhecidas através dos clipes que lançamos.

Faz mais de 1 ano que o EP foi lançado, portanto vocês devem estar trabalhando em outro lançamento. Podem nos adiantar algo?
Hugo: Sim, em breve estaremos lançando material novo, inclusive clipe. Por enquanto é só, pra não estragar a surpresa (risos).

Muito obrigado pela entrevista, este espaço é de vocês para considerações finais.
Hugo: Agradecemos o espaço concedido, obrigado por apoiar nosso trabalho e curtir nosso som. Pra quem ainda não nos conhece, curta a nossa página no facebook pra acompanhar nossa correria, baixe nosso EP “Scientifical Plague” no site de graça e assista nossos clipes. Um grande abraço de todo mundo da Left Hand!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records