quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Arte News

HAMMURABI: confira agora teaser do novo trabalho

O primeiro teaser do single que marca o retorno do HAMMURABI traz o vocalista da banda, Daniel Lugondi, comentando sobre esse lançamento, suas expectativas e ainda flashes dos bastidores da gravação. O single foi intitulado ‘The Emperor Returns to the Front’.

Todo o trabalho audiovisual para o novo material ficou a cargo de Willians de Abreu da Lab Brain Filmes (http://williansdeabreu.com). Confira o teaser:

https://www.youtube.com/watch?v=dLT8kPDn1FE

‘The Emperor Returns to the Front’ é esperado para o início de março em formato virtual. O HAMMURABI acaba de anunciar também que o single – e o vindouro clipe para a mesma música – conta com a participação de Dick Siebert, baixista da tradicional banda paulista de Thrash Metal, Korzus.

O single marca não apenas o retorno do grupo ao mercado, mas também é a estreia da nova formação que conta com Uila Max e Leandro Gavazzi ao lado do fundador Daniel Lugondi.

Capa, data de lançamento e mais detalhes sobre ‘The Emperor Returns to the Front’ serão anunciados em breve.

Contato: hammurabi@hammurabi.com.br

Sites relacionados:
www.facebook.com/HammurabiBrasil
www.metalmedia.com.br/hammurabi



INFESTATIO: baterista convidado gravará o novo trabalho

Com a saída do baterista André “Fanta”, o INFESTATIO anuncia que terá um baterista convidado para a gravação do novo trabalho.

Estamos falando de um dos grandes nomes da bateria de Jundiaí e do estado de São Paulo: Guilherme Favero.

O jovem músico de apenas 28 anos, conta com mais de uma década de estudos e no ano passado lançou vários métodos para bateria e percussão: Afro Grooves, 232 Grooves e o primeiro método em braile do Brasil. Workaholic, atualmente Guilherme vem trabalhando com o trio Thera (Rock Progressivo instrumental), um DVD vídeo-aula, aulas presenciais, freelance, gravações e desenvolvendo trabalhos com deficientes visuais.

Conheça mais sobre o músico pelo link: www.thera.net.br

Agora o INFESTATIO junto com Guilherme entram no estúdio Wink para gravar o novo trabalho. Em breve, mais detalhes sobre o trabalho, além de vídeos do making of e uma data de lançamento serão anunciados.

Lembrando que a banda acaba de disponibilizar para download gratuito o EP ‘F.Y.A.’. Para baixar, clique no link abaixo:

http://infestatio.com/fya.zip

Contato para shows e merchandise: infestatio@infestatio.com

Sites relacionados:
www.infestatio.com
www.facebook.com/Infestatio
www.metalmedia.com.br/infestatio



KING BIRD: entrevista e músicas novas via streaming no Programa Metal Heart

Para o pessoal que perdeu a entrevista do KING BIRD no tradicional Programa Metal Heart no domingo 25 de janeiro, já está disponível via streaming todo o programa.

Nesta edição – que contou ainda com a banda Nacionarquia – além da tradicional entrevista coordenada pelo carismático apresentador Renato Orsi, o KING BIRD apresentou, em formato acústico, músicas de seu vindouro álbum de inéditas.

No programa estavam presentes o vocalista Ton Cremon, o guitarrista Silvio Lopes e o baterista Marcelo Ladwig, em uma noite de papo agradável e muita música, confiram:

https://soundcloud.com/nbjr/programa-metal-heart-605-de-25-de-janeiro-de-2015-entrevista-king-bird-e-nacionarquia

O KING BIRD continua trabalhando no seu novo álbum de inéditas junto com o produtor Henrique Baboom. Como noticiado o grupo anunciou que o músico Rodrigo Hid, da banda Pedra, participará com algumas linhas de Hammond para enriquecer ainda mais o vindouro disco.

O novo single, ‘Daybreak’, que já conta com a presença do vocalista Ton Cremon, também está disponível no CD Baby pelo link:http://www.cdbaby.com/m/cd/kingbird12

Contato: shows@kingbird.com.br

Sites Relacionados:
www.kingbird.com.br
www.facebook.com/KingBirdBand
www.metalmedia.com.br/kingbird



MACHINAGE: uma das atrações do festival Rock Clube Live

O MACHINAGE está confirmado como uma das bandas a tocar no festival amparense Rock Clube Live que acontece no dia 7 de fevereiro de 2015 e é GRATUITO! O lineup conta ainda com as bandas Executer, Oligarquia, Slasher, Sangrena e Kamala.

Coordenado pelo site homônimo, o festival Rock Clube Live visa apoiar as bandas independentes e 100% autorais do gênero Rock/Metal de todo território nacional, e teve sua primeira edição no ano de 2013.

Conheça mais do evento pelo link: http://www.rockclubelive.com.br/eventos/em-amparo-rock-clube-live-2015-07022015.html

Desde o começo da produção do álbum do novo álbum, ‘Slave Nation’, o MACHINAGE tem investido pesado não só na composição das músicas, mas também nos profissionais que trabalham no disco.

Aproveitando a sua terceira turnê pelos Estados Unidos no ano passado, a banda se trancou no estúdio Smile em Ohio com o produtor Curran Murphy (Annihilator e Nevermore) para gravar o disco.

Para mixar o disco, um dos maiores nomes da história da música pesada: o inglês Max Norman que tem em seu currículo nomes como Ozzy Osbourne, Megadeth, Bad Company e Fates Warning, como exemplo.

Para masterização, Maor Appelbaum, israelense radicado nos Estados Unidos, que através de seu estúdio em Los Angeles já masterizou gigantes do mundo da música como Halford, Yes, Lita Ford, Adrenaline Mob, Therion e muitos outros.

Contatos: booking@machinage.net

Sites Relacionados:
www.machinage.net
www.metalmedia.com.br/machinage
www.facebook.com/machinage


HELL DIVINE elege "10 discos para sair da mesmice"
Por Pedro Humangous
Tudo bem, eu sei que bandas como Metallica, Megadeth, Iron Maiden, AC/DC, Motorhead, entre tantas outras clássicas, são ótimas. Isso todo mundo já sabe. Também as ouço de vez em quando, sempre empolgam quando colocamos pra rodar em um churrasco ou no intervalo entre uma banda e outra nos shows. Mas, será que não tá na hora de deixa-las de lado um pouquinho e ouvir coisas novas? Que tal dar uma chance para que outras bandas incríveis também ganhem espaço na sua coleção e nos seus ouvidos? Fizemos então uma pequena lista de discos para que possam conhecer e sair da mesmice! Não são as melhores bandas, nem as mais inovadoras, são apenas dicas de gosto pessoal do redator. Esperamos que gostem e possam compartilhar com os amigos!

Não gostou da minha lista? Não tem problema, crie a sua própria lista e poste também! Tenho certeza de que muita gente irá gostar e assim estaremos todos conhecendo mais bandas!

Antes que perguntem: “Mas só tem gringa, onde estão as nacionais?” Calma, fique de olho em nossa página que em breve faremos as dicas das brasileiras ok? facebook.com/helldivine

1) Death Of An Era - Black
Sim, é moderno. Sim, é core. Mas, e daí? Acho que já deu pra amadurecer e admitir que existem bandas nesse estilo que podem ser muito boas, e esse é o caso. Um toque de Djent com Deathcore e muitos breakdowns, isso sem falar nas incríveis letras que falam da nossa realidade. Pra você se situar, a banda segue a linha do Chelsea Grin, Whitechapel e afins.


2) Gormathon - Following The Beast
A banda Gormathon surgiu na Suécia no ano de 2009 e de lá pra cá lançou apenas dois álbuns. O mais recente, “Following The Beast”, foi lançado no ano passado através da Napalm Records. O grupo pratica um Death Metal com bastante melodia, composições extremamente viciantes! Indicados para fãs de Amon Amarth e Tyr.


3) King 810 – Memoirs Of A Murder
Aclamado pela crítica mundial, essa é uma das grandes revelações de 2014. Um som moderno, agressivo e diversificado. O grande destaque fica para o estilo vocal utilizado, muitas vezes falado e sussurrado, com uma performance incrível. A banda está em turnê pela Europa com o Slipknot.


4) Bane Of Winterstorm – The Last Sons Of Perylin
Se você achava que o Power Metal pomposo e melódico, que fala de reis, espadas e dragões, era exclusividade dos italianos, se enganou. A Austrália apresenta sua versão do Rhapsody Of Fire, conheçam o excelente Bane Of Winterstorm! O grupo apresenta um Dark Symphonic Power Metal (como eles mesmo se intitulam) e misturam bem aquela fase clássica do Rhapsody com essa mais moderna (após a adição do “Of Fire” no nome). As músicas são todas bem longas, com uma orquestração de tirar o fôlego!


5) Barrier – Eventide
Os amantes do Hardcore não foram esquecidos! Pense em uma versão mais pesada do cruzamento entre o Hatebreed e o Killswitch Engage e terá uma leve noção do que esperar desses americanos do Barrier. O mais legal aqui é a ambientação criada com diversas camadas de distorção de guitarra e sintetizadores, misturada aos vocais insanos e um timbre brutal dos instrumentos. Para fãs de Norma Jean e Everytime I Die.


6) Engel – Blood Of Saints
Melodic Death Metal com Industrial e pitadas de eletrônico? Isso mesmo! O projeto capitaneado pelo vocalista Niclas Engelin é ousado e interessante! Há uma variedade incrível de linhas vocais (masculinas e femininas), além da criatividade sem limites. Seria algo como In Flames + Dubstep, com muito peso e melodias transbordando. Um álbum de extrema facilidade de assimilação, repleto de refrãos grudentos!


7) Damned Spirits Dance – Weird Constellations
Está de pé? Então, sente. É necessário calma e mente aberta para curtir essa loucura em forma de música. Custei a assimilar a proposta desses húngaros. Mas, após algumas audições, o álbum foi tomando forma e soando cada vez mais atrativo. O lance aqui é teatral, viajante e impossível de rotular. É preciso ouvir para crer.


8) Rise Of Avernus – L’Appel Du Vide
Quem aí gosta de um som arrastado, obscuro e pesado? A Austrália vem surpreendendo com a qualidade de suas bandas de Metal. O Rise Of Avernus resolveu tocar um Progressive Gothic/ Doom Metal, e essa “mistureba” ficou sensacional! Uma sonoridade ímpar, com uma construção instrumental belíssima, contrastando com os vocais cavernosos e guturais – sem falar nos vocais femininos. Epica meets Novembers Doom!

9) Aspherium – The Fall Of Therenia
Um dos discos que quase arrancou minha cabeça do pescoço! Um dos melhores trabalhos do ano passado e que pouquíssimas pessoas ouviram falar. Graças à internet e as milhares de horas “gastas” procurando coisa nova pra ouvir, me deparei com “The Fall Of Thereria” completo para audição. As músicas são atmosféricas e ultra técnicas, feitas para bater cabeça enquanto arregala os olhos, assustados com tamanha perfeição. Estruturas complexas e ritmos quebrados do Prog Metal, vocais extremos e uma atmosfera sci-fi de cair o queixo. Com pouco mais de uma hora de duração, eis uma obra de arte que deve ser, obrigatoriamente, conferida!


10) Empires Of Eden – Chanelling The Infinite
Gosta de projetos com vocalistas famosos? Então você precisa conhecer o Empires Of Eden, do guitarrista Stu Marshal (Dungeon). O cara chamou simplesmente Udo Dirkschneider (U.D.O., ex-Accept), Rob Rock (Impelliteri, Avantasia), Steve Grimmet (Grim Reaper, Onslaught), Sean Peck (Cage), Ronny Munroe (Metal Church), Mike Dimeo (ex-Riot, ex-Masterplan), Carlos Zema (Immortal Guardia, ex-Vougan, ex-Outworld), entre outros. Temos aqui um Power Metal de primeira, obviamente voltado para as guitarras e seus talentosos vocalistas. Não chega a ser um álbum fantástico, mas é bem legal para curtir as vozes de cada um emprestadas em músicas energéticas e grudentas!


Mais informações:


RAVEN e HEATHEN: Confira as informações do show de Sorocaba/SP
As veteranas bandas, Raven (Inglaterra) e Heathen (EUA), se apresentam no dia 13 de Março, na cidade de Sorocaba/SP. O show acontece no Pirilampus Bar E Boliche
(Av. Comendador Pereira Inácio, 1801, Sorocaba/SP)

A produção é da Open The Road Bookin & Management

A abertura da casa será às 21h A previsão dos shows é Heathen : 22h50 e Raven : 00h30

Os ingressos podem ser adquiridos no site da Ticket Brasil:

Acompanhe a página do evento no Facebook:

RAVEN
O Raven foi formado em 1974, na Inglaterra, e ao longo de sua carreira, construiu grandes álbuns na década de 80, dando importantes contribuições para o que convencionou a ser chamado de speed metal.

A banda sempre foi considerada uma das “mais rápidas” da NWOBHM. Seus três primeiros discos são irrepreensíveis – e o duplo ao vivo “Live at the inferno” mostra toda a fúria deste power-trio. Em determinado ponto da carreira quiseram amaciar seu poderoso som, percebendo logo em seguida que isso era uma besteira. Logo após dois discos comedidos (“Stay Hard” e “The Pack is Back”), voltaram com o razoável “Life is a Bitch”, conseguindo depois a redenção com o ótimo “Nothing Exceeds Like Excess”.

Em 1981, foi lançado "Rock Until You Drop", seu primeiro álbum. Com ele, tocaram por quase toda a Europa. No ano seguinte, lançaram o álbum "Wiped Out". Com composições bastante rápidas, é um dos álbuns preferidos entre os fãs. Depois, trabalhando com Michael Wagner e Udo Dirkschneider (Accept, UDO) gravaram o álbum "All For One", aquele que é considerado a obra prima do Raven,  tocando no festival de Aardschock na Holanda – também fizeram sua primeira tour nos Estados Unidos, com o Metallica abrindo seus shows (a famosa “KIll ‘Em All For One Tour”)

Depois de outros tantos registros, a banda se prepara para o lançamento de seu 13º álbum de estúdio, “ExtermiNation”, que promete ser um resgate de seu som mais clássico e veloz, do começo da carreira.

Ano passado fizeram a abertura para o Metallica, em São Paulo, a pedido da banda, num Morumbi lotado!

Veja a banda tocando “Break The Chains” na Europa:
http://youtu.be/Po2OCLrEsLs

A formação conta com John Gallagher (baixo e vocais), Mark Gallahger (guitarra) e Joe Hasselvander (bateria)

HEATHEN
O Heathen é uma banda de Thrash metal da Bay Area de São Francisco (EUA). Foi fundada em 1984 pelo guitarrista Lee Altus e o baterista Carl Sacco, e já lançaram três álbuns: “Breaking the Silence” (1987), “Victims of Deception” (1991) e “The Evolution of Chaos” (2010).

Lee Altus, também é famoso por integrar o Exodus, desde que Rick Hunolt deixou a banda, participando de álbuns incríveis, entre eles, o mais recente, “Blood In Blood Out” (2014).

No ano de 1988 gravaram uma demo com o lendário vocalista Paul Baloff - R.I.P (Exodus). David Wayne – R.I.P. (ex-Metal Church), também integrou a banda por um curto período.

Em 2004, lançaram “Recovered” álbum com alguns covers de bandas como, Tygers Of Pan Tang, Sweet Savage, Thin Lizzy, Queen…

O Heathen é considerado uma das principais bandas de "Thrash Metal" da atualidade, tendo seu terceiro álbum, “The Evolution of Chaos” como um dos melhores lançamentos dos últimos tempos, no gênero.

Assista o vídeo de “Dying Season”:
http://youtu.be/pVLuHsPVHXI


A formação do Heathen traz: Lee Altus (guitarra), David White (vocais), Kragen Lum (guitarra), Jason Viebrooks (baixo) e Darren Minter (bateria).

Obs.: As notas publicadas nesta seção são de responsabilidade das assessorias das bandas/artistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records