terça-feira, 14 de julho de 2015

Existance – “Steel Alive” – 2014 – Mausoleum Records (Importado)

Às vezes acredito que o sujeito que diz que gosta de Metal e não se empolga com o Heavy Metal tradicional não gosta de Metal. Por quê? Porque o estilo é carismático de nascença, enérgico na maioria das vezes, além ser perfeito para manter o equilíbrio entre ‘feeling’ e técnica.

Esses jovens franceses fazem exatamente isso. Sua música traduz o estilo perfeitamente, deixando apenas uma pequena brecha para o Hard Rock. O melhor de tudo é que a banda consegue passar longe de ser datada e ainda traz uma produção natural, que nem passa perto das ‘coisas’ plastificadas de hoje em dia.

Linhas de guitarras corretíssimas, com uma melodia milimetricamente na medida certa, e uma cozinha que dá a sustentação necessária ajudam a entoar os vocais de Julian Izard (também guitarrista) que possui um timbre natural muito bom e que não exagera em momento algum.

O disco empolga desde a primeira audição, mas vai ficando cada vez melhor e acaba se tornando viciante, principalmente em se tratando das quatro primeiras composições Legends Never Die, Black Viper, The Siren e Dead or Alive, sendo que ainda sobra espaço para a ‘hardrocker’ Burning Angel. Enfim, “Steel Alive” além de tirar o fôlego, reabastece o amor por este estilo chamado Heavy Metal. Muito bom!


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records