quarta-feira, 15 de julho de 2015

Exodia – “Hellbringer” – 2014 – Independente (Importado)

Os espanhois do Exodia chegam ao seu segundo disco mantendo a energia característica, mas dando um grande salto em relação à coesão e produção. Algo natural de certa forma, mas que definitivamente expõe a banda de forma mais séria e profissional.

“Hellbringer” pode ser mais melódico que seu antecessor, mas mesmo assim ainda é um disco agressivo. Aliás, agressividade é o forte da banda, que não dá muito espaço para andamentos mais cadenciados e se utiliza de quebradas relâmpagos seguidas por viradas insanas.

As guitarras ‘meio’ magras são bem características e neste trabalho destilam solos melodiosos muitas vezes com duas guitarras simultâneas, enaltecendo essa veia mais técnica da banda. A cozinha é direta, com um baixo reto e uma bateria com pegada, mas que dá ênfase ao peso.

Com um instrumental preciso, o vocalista Amando Milla destila seus vocais nervosos trazendo à tona temas como problemas sociais, morte e guerra, além da vida cotidiana de um headbanger. Destaque para as faixas Wicked Seed, Shout the Nations, Future Generations e o hino das biritas The Art of Drinking.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records