terça-feira, 17 de novembro de 2015

Crotch Rot – “Pata de Camelo” – 2015 – Independente (Nacional)

Dificilmente, quem entende de um estilo e, obviamente, saiba tocar algum instrumento erra quando é algo bem específico. Afinal, o Crotch Rot (aroma pungente oriundo da região do púbis genital característico de quem tem doença venérea em progressão) é formado por amantes do Grindgore.

Apesar de despojada, sarcástica e bem humorada, a banda leva a sério a execução das composições e, como dito, mostrando conhecimento de causa. Após a assustadora introdução de Orgia de Crackudo (um Funk carioca de dar náuseas), o que vemos é podreira pura. Guitarras mórbidas diretas e sem frescuras, sendo a cozinha reta e eficiente e vocalizações típicas com incrementos e efeitos bem engraçados.

A produção de Fabio Gorresen (Zombie Cookbook) traz qualidade à sonoridade, se encaixando bem com a proposta. Mas, as letras são o ápice do grupo. Obviamente ininteligíveis, os temas abordam muita pornografia, sarcasmo e afins, o que pode assustar os mais sensíveis.

Interessante ressaltar a variação rítmica e a inclusão de batidas secas e riffs cavalgados em algumas composições como a metafórica Mérito Calcinha. Ainda temos como destaques a faixa título e Porn Tube e sua pegada Hardcore. Antes que chamem a banda de sexista temos duas mulheres na formação que comanda a parada: Cynthia (guitarra, ex-Terrorgasmo) e Angela (baixo, Necrose). Completam o line-up atual Muringa (vocal, ex-Furúnculo Anal) e Leonardo (bateria) – sendo que o ex-baterista Magno gravou o material.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records