terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Jailor – “Stats of Tragedy” – 2015 – Independente (Nacional)

Prestes a completar sua maioridade e dez anos após o lançamento de seu primeiro disco, “Evil Corrupts” (2005), os curitibanos da banda Jailor chegam ao segundo álbum completo de inéditas e prova que o tempo é um dos melhores remédios sim, como diz o ditado.

Afinal, em sua primeira obra ainda sofreram com produção e inexperiência, aresta essa aparada e com êxito no novo disco. A essência é mantida, mas a banda mostra uma evolução natural em todos os aspectos, além da energia extra, pois disso o grupo nunca deu falta.

A produção feita no Avant Garde Studios (Curitiba) por Maiko Thomé Araújo é primorosa, dando uma roupagem atual, mas mantendo os aspectos do Thrash ‘old school’ na sonoridade da banda. Esse fator foi preponderante, pois temos em mãos um trabalho detalhado.

Apostando na velocidade na maior parte do tempo, a banda despeja riffs de qualidade e solos melodiosos muito bem encaixados. Como já dito, impressiona a energia e isso merece menção pela cozinha matadora e os vocais insanos de Flávio Wyrwa que berra temas abordando a sociedade e seus problemas, além de ódio e a rotina no Metal.

É difícil destacar uma composição ou outra, mas a cada ouvida Stats of Tragedy, Throne of Devil, Jesus Crisis, Ephemeral Property e Six Six Sickness chamam mais atenção. Porém, o ouvinte sentirá que um trator passou em cima dele ao terminar a primeira audição e irá notar que se trata de uma aula de Thrash Metal!


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records