terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Vulcano – “Live II – Stockholm Stormed”

(2015 – Nacional)

Vingança Music

Todos sabem que o Vulcano teve sua estreia oficial com o álbum “Live!”, gravado ao vivo em 1985 em Americana/SP e que se tornou um clássico absoluto do Metal extremo mundial. Quem não sabe e está chegando agora no Metal, que fique sabendo da importância deste trabalho.

30 anos depois, a Vulcano ‘homenageia’ “Live!” e solta este portentoso “Live II – Stockholm Stormed” que, mesmo com formação diferente e recursos bem melhores, possui uma relação estreita com o mitológico disco da década de 80, que está até na capa feita por Manoel Neto, que é concebida em cima da arte original de Américo Rodrigues Martins.

Indo ao conteúdo mais importante do disco, “Live II” foi gravado em Estocolmo, na Suécia, no dia 9 de maio de 2013. A qualidade sonora do trabalho é muito boa, acima de muitos lançamentos ao vivo cultuados, e capta a interação de banda e público perfeitamente, além, é claro, de tudo que é destilado musicalmente.

O repertório é baseado no clássico “Bloody Vegeance” (1986) e nos discos pós-retorno que teve início com “Tales from the Black Book” (2004), além é claro das eternizadas faixas do disco “Live!”. São 15 composições que parecem ser da mesma época, tamanha a desenvoltura que a banda impõe no palco.

Não há como destacar senão a coesão da banda, tamanha a qualidade e precisão na execução das músicas, que ainda têm nos vocais de Luiz Carlos Louzada a fúria engrandecida das composições. Destaque para The Man, The Key, The Beast, The Signals e Bloody Vegeance que se mostram propícias ao vivo.

Mas é claro, quando se ouve a execução de clássicos como Witche’s Sabbath (essa com participação de Hellbutcher e Tyrant do Nifelheim), Total Destruição e Guerreiros de Satã os ‘pelinhos’ da nuca se arrepiam. Impressionante como essas músicas viraram clássicos absolutos e vale ainda destacar que a performance da banda conta com as tradicionais introduções narradas ‘Os portais do inferno se abrem...’ e ‘Eu sou, o quinto cavaleiro do apocalipse...’. Apoteótico!


9,0

Vitor Franceschini


Um comentário:

  1. Um dos pilares do metal extremo nacional e mundial.
    Ansioso pra sacar aqui.

    ResponderExcluir

Shinigami Records