sexta-feira, 18 de março de 2016

The Goths – “The Death”

(2016 – Nacional)
                                    
Independente

Vamos imaginar que, se no começo de sua carreira o Metallica resolvesse investir mais em suas influências clássicas da NWOBHM adicionando mais elementos do gênero em seu estilo. Talvez o resultado seria este que se ouve em “The Death”, primeiro disco da banda paulista The Goths.

Mas, antes que o ouvinte ou até mesmo a própria banda tirem conclusões precipitadas, isso não quer dizer que a banda é uma cópia. Até porque apenas os vocais de Felipe Disselli (também guitarrista) e alguns riffs se assemelham a James Hetfield e sua trupe, sendo que a banda possui uma melodia e modernidade diferenciadas.

Aliás, a produção a cargo de Renato Napty no Soul Studio é primorosa e traz a banda direto aos tempos atuais, sem soar plastificada demais. Voltando ao conteúdo musical, temos um grupo coeso, com trabalho de guitarras excelente (ótimos solos e nada exagerados), além de uma cozinha com pegada e linhas sólidas.

Outro grande trunfo é a levada interessante das músicas que não soam nem velozes e nem cadenciadas demais, o que dá um destaque tremendo aos riffs e coloca o trabalho em outro patamar. Com uma média de quatro minutos por música, o The Goths se mostra objetivo também.

São oito composições em cerca de 35 minutos, sendo que se destacam The Death, Killing Your Fate, a belíssima ‘power ballad’ Waiting For Changes e Strange Way Of Living, sendo essa última a mais versátil do trabalho. Bela largada da banda de Campinas, agora é colher os frutos.


8,5


Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records