terça-feira, 3 de maio de 2016

Aeon Prime – “Future Into Dust”

(2015 – Nacional)
                            
Independente

Ah, como é bom receber trabalhos que não soam forçados na incessante busca pela reinvenção ou provar que é o mais original de todos, ou pior, quando a banda anda em círculos sem sair do lugar. O Aeon Prime faz Metal e junta ainda a isso doses de Hard Rock, o que já está bom demais.

Longe de fazer o mais do mesmo, o grupo paulistano sabe manter o equilíbrio em sua música e injeta suas características criando certa identidade. Dentre elas, está o belíssimo trabalho de guitarras que soa pesado dentro das devidas proporções e versátil, com riffs/bases bem desenvolvidos e solos muito bem encaixados.

A cozinha faz seu papel de segurar a bronca com maestria, sendo que ainda há inclusões de partes acústicas nos arranjos que caíram como uma luva, sendo mais uma das características do grupo (ouça a música About Dreams na Lies). Tudo tendo a frente a ótima voz de Michel de Lima que casa com a proposta e também mostra equilíbrio.

As músicas bem estruturadas são pegajosas (no bom sentido) e mesmo com certa dose de peso soam acessíveis. Com refrãos fortes e melodias cativantes destacam-se Coliseum, Revolving Melody, a ‘rádio rock’ Ghost, além de The Commandments e Deadly Sacrifice. Tudo com uma gravação acima da média e bem cuidada.

Apesar de não serem burocráticas, as dez composições do disco soam um pouco longas (média de cinco minutos) e mesmo sendo faixas bacanas cansam um pouco o ouvinte – sem contar que não é algo propício para o mercado atual um disco de quase uma hora. Mas, esse é apenas um ponto de vista diante de um trabalho tão bacana. Aprovado!


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records