quarta-feira, 25 de maio de 2016

Van Canto – “Voices of Fire”

(2016 – Nacional)
                                             
Shinigami Records         

Há dez anos os alemães do Van Canto surgiram com uma fórmula inovadora cantando covers tradicionais de nomes como Metallica, Iron Maiden, Manowar e outros à cappella. Chamando atenção imediata dos fãs, logo começaram a lançar álbuns mesclando sons próprios e covers.

A fórmula foi cansando um pouco já que covers diferenciados, tocados e/ou cantados com forma/instrumentos diferentes deixa de ser novidade e o artista tem que se virar (lembra do Apocalyptica?). No caso do Van Canto também pelo seu Power Metal à cappella não ser muito impactante, a banda tem sempre que dar um extra e os shows suprem isso (são muito legais!).

Mas, neste seu sexto álbum, o grupo tenta se reinventar e consegue dar um passo à frente. Afinal, dispensa os covers, aposta numa Metal Opera e adota linhas vocais mais intensas que contam com a ajuda do London Metro Voices e do coral infantil da Chorakademie Dortmund.

Partindo para um lado mais sinfônico, o grupo destila um Power Metal emotivo, com muito sentimento e com passagens interessantes. Os arranjos feitos por voz (guitarra, baixo, teclado) já não chamam tanto a atenção, mas interessante como a banda consegue manter a sonoridade densa mesmo sem o peso de instrumentos tradicionais.

Não que isso faça diferença, mas para este redator o Van Canto soava mais interessante nos covers. Porém, “Voices of Fire” traz um conceito diferenciado e uma proposta interessante. Com uma produção de qualidade incontestável, o disco agradará em cheio a fãs de Power e Metal sinfônico. Vale destacar as narrativas de John Rhys-Davies, além de faixas como Dragonwake e The Bardcall.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records