quinta-feira, 11 de agosto de 2016

InteraBanger: Rotting Christ



A seção InteraBanger do Blog Arte Metal, além de procurar inovar e tirar o veículo de certa rotina, tem o intuito de interagir com o leitor, músicos e especialistas no assunto sobre álbuns polêmicos ou não de bandas já consagradas e relevantes. Outros assuntos relativos às bandas ‘mainstream’ (ou nem tanto) também serão comentados esporadicamente.

“Rituals”, o mais recente full-lenght dos gregos do Rotting Christ, é a bola da vez. O disco traz toda uma aura pomposa que envereda seu Black Metal. A banda, já não faz tanta questão de manter suas características antigas, que eram mais diretas, porém se sobressai na maturidade e criatividade, sendo que atualmente fazem um som único. Confira a opinião do pessoal.

“Minha banda favorita de Black Metal. Fiquei um pouco decepcionado com a sonoridade do álbum. Eu acho que eles atingiram uma maturidade muito grande na temática, explorando a espiritualidade pagã de várias culturas, incluindo hinduísmo e rituais xamânicos com psicoativos, mas eles não conseguiram transmitir toda essa viagem no som. Toda música parece que vai começar algo grande, mas aí acaba, principalmente aquela do videoclipe (que por sinal o clipe é muito bom, mas a música nem tanto). Nos álbuns “Khronos” (2000) e “Theogonia” (2007) (meus favoritos) eles conseguem fazer um Black Metal muito mais viajado, o que condiz muito mais com a temática desse “Rituals”. Talvez na faixa Devadevam eles tenham conseguido isso, que foi a que mais gostei. Não ligo para eles terem perdido certos elementos dos anos 90, mas acho que eles ainda precisam alcançar algo nessa nova fase, talvez num próximo álbum. Enfim, a banda ainda é foda (não vejo a hora de ver ao vivo esse ano) e o álbum não é ruim, mas é fraco se comparado a grandes trabalhos deles.” (Rômulo Machado, leitor – Londrina/PR)

“Bem próximo do apogeu da banda que é a fase do clássico "A Dead Poem" (1997). Este não fica atrás!” (Leandro Fernandes, colaborador)

“Esse por enquanto está sendo o meu "xodó" na lista top 10. Daqui para o final do ano, vai ser difícil ele sair dela. (risos)” (Leonardo M. Brauna, Roadie Crew – www.roadiecrew.com)

“Uma verdadeira pedrada sonora! Todos os elementos necessários para um grande disco de Metal Extremo estão presentes em “Rituals”. Além de uma produção muito acima da média!” (Paulo Pontes, Roadie Crew – www.roadiecrew.com)



“Achei sensacional e bem à frente do anterior a este.” (Jairo Vaz Neto, vocalista/baixista da Chaos Synopsis - http://www.chaossynopsis.com/)

“Muito bom! Meu favorito ainda é o “Aealo” (2010), mas esse abalou a ordem das coisas aqui!” (Flávia Morniëtari, vocalista da Hellarise - https://www.facebook.com/hellarise)

“Um dos meus álbuns prediletos do ano.” (Lucas Lofrano, baterista da Kripta - https://www.facebook.com/bandakripta/?pnref=lhc)

“Eu ouvi e gostei, porém nenhum álbum deles consegue superar o “Theogonia”. (Bruno Faustino, Musikkaos - https://www.facebook.com/Musikkaos/?fref=ts)

“Gostei, porem o meu favorito deles é o “Triarchy Of The Lost Lovers...” (1996).” (Leonardo Moraes, Underground Rock Report - http://undergroundrockreport.com.br/)

“Achei maravilhoso, melhor que os últimos.” (Cassiano Carvalho S, leitor – São Paulo/SP)

“Não curti, fogem muito de suas características!” (Emerson Sousa, leitor – Florianópolis/SC)

“Eu ouvi e curti. Foge muito do que propunham, mas achei o álbum muito bem feito. Mas pra quem gostava do anterior esse não vai descer.” (Wendel Martins, leitor)

“Puta álbum, por sinal a fase atual da banda é excepcional!” (Cires Waldez, leitor – Marabá/PA)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records