segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Kataklysm – “Of Ghosts and Gods”

(2015 – Nacional)
                                
Shinigami Records

E os canadenses do Kataklysm chegam ao seu 12º disco e fincam o pé de vez no Melodic Death Metal, estilo com qual vem flertando desde o álbum “Heaven’s Venom” (2010). É claro que muitos fãs já torcem o nariz para tal mudança, mas é de se ressaltar que o talento e qualidade do grupo encabeçado pelo vocalista Maurizio Iacono continuam intactos.

Lançado em 2015, “Of Ghosts and Gods” chegou agora ao Brasil por intermédio da gravadora Shinigami Records. O trabalho mostra a banda mais dinâmica, melódica e com uma variação rítmica mais limitada, além de as composições contarem com arranjos mais modernos, sem exagerar ou soar tendencioso.

A veia Death Metal de outrora aparece aqui e acolá, mas aquele clima fúnebre do estilo já não se faz mais presente, sendo trocado por algo mais eufórico, enérgico... O trabalho das guitarras de Jean-François Dagenais se mostra excepcional, mostrando que o guitarrista tem grande influência neste novo segmento. Suas bases soam perfeitas, com bases/solos bem encaixados, além de um timbre muito bem escolhido.

A cozinha de Stéphane Barbe (baixo) e do baterista Olivier Beaudoin – que estreou em estúdio – mostra coesão e firmeza. Maurizio traz um vocal mais rasgado, porém com seu timbre característico bem exposto, isto é, a banda mantém sua assinatura mesmo adotando uma postura mais acessível.

A belíssima produção de Dagenais contou com mixagem e masterização de Andy Sneap, portanto não poderia soar melhor. Destaque para as faixas Vreaching The Asylum, The Black Sheep, Marching Through Graveyards, Shattered e The World Is a Dying Insect. Vale destacar que a versão nacional traz quarto faixas bônus no “Live In South Africa”.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records