quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Broken Jazz Society – “Gas Station”

(2016 – EP – Nacional)
                                             
Independente

Dois anos após seu primeiro disco, “Tales From Purple Land” (2014), a banda mineira Broken Jazz Society lança um segundo registro só que no formato de EP. Trata-se deste “Gas Station” que traz em seu conceito um tema como se existisse um posto de ideias onde nós abastecemos nossa mente o tempo todo.

A sonoridade contida tem como foco o Stoner Rock, mas o leque não se fecha apenas ao estilo, já que encontramos nuances com o Hard Rock e até o Alternativo. Fato é que a banda consegue fazer com que o estilo soe menos enfumaçado e mais sóbrio, trazendo uma consistência e densidade não encontradas no debut.

Mateus Graffunder (guitarra/vocal), João Fernandes (baixo) e Felipe Araújo (bateria) conseguem fazer com que sua música soe natural e sem exigir uma digestão forte por parte do ouvinte. A faixa título, por exemplo, já soa enérgica ao abrir o trabalho e atrai a atenção do ouvinte sem fazer muito esforço, sendo um belo cartão de visitas.

A excelente Riot Spring é uma regravação retirada do debut e prova a intensidade adquirida pela banda nos dias atuais, além de se mostrar uma composição de uma beleza ímpar e até acentuação pop. Mean Machine leva o ouvinte ao Rock Clássico com uma base simples, mas contagiante e fecha o EP com dignidade.

Com peso na medida certa e a suavidade contrastando em certos momentos, o “Gas Station” ainda possui uma produção orgânica que só acrescentou ao seu resultado final, mérito de Ricardo Barbosa que produziu o disco no 106 Studio. Música alternativa e Rock acima de tudo!


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records