quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Endrah – “Shoot, Shovel, Shut up”

(2016 – EP – Nacional)
                                
Independente

O Endrah surgiu chutando a porta, doa a quem doer. Fundada pelo guitarrista Covero (Voodoopriest, ex-Nervochaos), já teve em sua formação nomes como Billy Graziadei (guitarra, Biohazard) e Fernando Schaefer (bateria, Pavilhão 9, Worst, entre outros), sendo que atualmente se estabiliza – além de Covero – com Bruno Santin (bateria), Adriano Vilela (baixo) e o norte-americano Ryan "Relentless" Raes (vocal).

Quatro anos após seu segundo disco, o quarteto traz este EP que foi precedido pelo single “Cadáver na Barragem” (2014), e traz a sua sonoridade característica. Isto é, a mescla nem tão comum do Death Metal com o Hardcore e músicas totalmente adaptadas aos tempos atuais.

Isto significa que a banda encaixou sua identidade aos dias de hoje, mostra ainda mais maturidade, com composições que se encaixam perfeitamente ao seu estilo e ao que ouvimos hoje, sem necessariamente soar tendencioso ou atingir padrões pré-estabelecidos.

As cinco composições aqui mostram uma sonoridade carregada de peso, com riffs extremamente potentes e cativantes, com uma bateria animalesca e um baixo que se destaca pelas suas linhas com ‘groove’ na medida certa e até inusitadamente influenciadas pela música brasileira.

‘Relentless’ continua berrando como poucos, mantendo uma pegada e energia admiráveis e que soa como a assinatura da banda. Destaque para Priced out of Paradise, Bully e para a versão 2016 de Cadaver na Barragem. Se todo Metal extremo moderno fosse assim, seríamos mais felizes.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records