quinta-feira, 9 de março de 2017

Kreator – “Gods of Violence”

(2017 – Nacional)
                                       
Shinigami Records

Um dos pilares do Thrash Metal mundial, o Kreator se enveredou por vários caminhos sem nunca perder sua essência. Sempre houve burburinho ao redor da banda, mas conservadorismo há em todo lugar e é fato que nunca fizeram nada de ruim em seus 35 anos de carreira.

“Gods of Violence” é um disco que não vai escapar, aliás, já há ‘chiados’ em torno dele, mas não vai escapar das almas infelizes. Azar, afinal de contas o disco traz o Thrash Metal furioso dos alemães se aliando a novos elementos e a dose extra de melodia, que com certeza foi o motivo dos narizes torcidos.

Um disco imponente, o novo trabalho traz a banda mais entrosada do que nunca – bem pudera, afinal são mais de 15 anos de estabilidade da formação. Com um primoroso trabalho de guitarras e imprimindo um dinamismo que empolga, as composições são de fácil assimilação, porém de execução intrincada.

A cozinha precisa dá a tônica nos ritmos insanos e agressivos das músicas, músicas essas de fortes refrãos (praticamente todas), mostrando um Kreator versátil sem perder a identidade. Tudo com uma produção moderna e equilibrada de Jens Brogen (Sepultura, Amon Amarth).

Difícil e complicado destacar as faixas, mas World War Now, Satan Is Real, Totalitarian Terror, Gods of Violence, Hail to the Hordes (com uma ótima incursão de gaita de fole) e a atípica Side by Side – onde Mile canta com vocal limpo em cima de um ótimo dedilhado – são as que chamam atenção de início, além da homenagem Fallen Brothers, que celebrou os diversos ídolos do Rock/Metal que já se foram em seu videoclipe.

Vale lembrar que a temática é baseada em cima da evolução da maldade do ser humano, inspirada pelos atos de terrorismo e o caos mundial, e traz ainda mais conteúdo ao disco. Tudo isso mostrando que a banda soube encaixar bem demais os temas às músicas e vice-versa, afinal, apesar da melodia imposta, as composições soam tensas.

Mas, não acabou não. A versão nacional traz um DVD com apresentação da banda no Wacken em 2014. Tocando em casa, o show mostra uma banda que faz jus ao que conquistou durante todos os anos de carreira, energia e um repertório abrangente na medida do possível, já que o tempo é menor por ser um show em um festival. Com filmagem e som de qualidade, o trabalho é um bônus e tanto. A embalagem digipack luxuosíssima mostra que a coisa foi lançada aqui seriamente. Essencial.


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records