terça-feira, 25 de abril de 2017

Gestos Grosseiros – “World’s Hypocrisy”

(2017 – Nacional)
                           
Independente

“World’s Hypocrisy”, terceiro disco do Gestos Grosseiros, demorou 6 anos pra sair em relação ao ótimo “Satanchandising” (2011), segundo da carreira do grupo. Porém, o trabalho que teve a difícil e árdua tarefa de superar seu antecessor, corresponde às expectativas.

O novo disco, mesmo saindo um tempo considerável depois do anterior, dá continuidade à proposta da banda e ainda traz mais elementos, além de mostrar uma evolução natural e mais versatilidade.

O Death Metal do trio continua intacto, mas carrega mais variação rítmica e traz menos intensidade nas batidas velozes. Não, isso não tirou a agressividade das músicas, pelo contrário, trouxe mais peso e deixou as composições mais bem estruturadas, além de mostrar que a banda é capaz de variar sem mexer nas estruturas.

A parede sonora criada pela guitarra de Kleber Hora impressiona pela consistência e riffs de ótimo bom gosto. Além disso, surgem solos com certa dose de melodia, o que dá ainda mais versatilidade às músicas. Tudo tendo o baixo de Eduardo Ossucco fazendo sua lição de casa e aumentando a densidade das músicas.

O baterista e vocalista Andy Souza, fundador da banda, consegue esbanjar técnica em seu instrumento, com precisão no bumbo duplo e ainda urra feito poucos. Os temas que atacam a religião e seus dogmas, falam sobre guerra e destruições causadas pela política e continuam em voga.

The Ambition, Intelectual Death (que conta com uma bela participação de Flávia Mornietari da Hellarise), Killing With the Religion e a excelente The Antichrist encabeçam os destaques. Mas, o conselho é que “World’s Hypocrisy” seja ouvido na íntegra, ainda mais por fãs do verdadeiro Death Metal.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records