sábado, 3 de junho de 2017

Slug Comparison – “Ila”

(2017 – EP – Importado)
                                    
Independente           

O Slug Comparison é um projeto de Doug Harrison, vocalista da banda canadense Fen. Apesar de algumas referências (poucas) à banda principal, o EP mostra um trabalho que explora muito mais o acústico, os vocais limpos, melodias e certo flerte com o Pop. Há uma diferença entre o Pop (de popular) e a música puramente comercial.

O Fen é uma banda de Progressive Metal com vocais limpos alternado com os extremos. O progressivo está muito mais nas referências das ‘texturas viajandonas’ da década de 70, que no virtuosismo dos integrantes. No entanto, como diria meu antigo professor de violão clássico: “Menos é sempre mais”.

Na década de 80, houve o surgimento de alguns supergrupos, formados por músicos oriundos da cena progressiva da década anterior. O Asia, por exemplo, era um deles e tinha na formação membros do King Crimson e EL&P. O estilo flertava bastante com o Pop, com harmonias mais simples (mais ou menos), porém com melodias fabulosas! (para quem gosta, o meu caso... risos).

A música radiofônica tinha qualidade técnica, variação de estilos e ótimos compositores e arranjadores. Foi a época do Rock de Arena (e dos “mullets”... risos), que precedeu a explosão do Hard Rock (ou Hair Metal) californiano. Diferente da atualidade, na qual 5 produtores comandam, escrevem e arranjam a mesma música (risos) para trocentas divas e divos (risos).

As três canções (Let Some light, Exactly What You Do e Becoming) do “IIa”, remetem ao começo da década de 80, à proposta dos supergrupos já citados. Melodias fortes, arranjos concisos, mas inteligentes, que elevaram o nível nas (e das) rádios comerciais. A mistura de partes acústicas, refrães pegajosos com distorções serenas (risos) – diferentes do peso do Fen – e, principalmente, o timbre limpo dos vocais faz a audição mais prazerosa ainda.

Projetos paralelos, na maioria das vezes, são uma continuação da banda principal. No caso do Slug, nota-se a intenção de se afastar do ‘dia a dia musical, buscar e experimentar diversas linguagens sonoras. Vale a pena conhecer. Ah, e para quem se interessar pelo Rock de Arena, fica a dica da banda Toto, outra banda formada por supermúsicos.


8,0

Adalberto Belgamo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records