quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Metal Church – “Classic Live”

(2017 – Nacional)
                              
Shinigami Records

O retorno de Mike Howe e todo seu carismo ao Metal Church, vinte anos após fora da banda, fez a alegria de uma das maiores potências do Heavy Metal tradicional em todo o mundo. “XI”, disco lançado em 2016 consolidou de vez essa ‘volta’ real da banda, que não perdeu tempo e fez um registro da turnê que marcou o retorno.

 E esse novo ao vivo traz uma banda tinindo, fazendo jus por ter alcançado tal status (mesmo contando com novos integrantes) e realmente representa o nome que tem. Afinal, há aqui somente clássicos do Metal Church abrangendo também sua primeira fase, já que Howe veio substituir o saudoso David Wayne, que gravou os dois clássicos definitivos da banda.

De qualquer forma, impressiona a energia que Howe passa no álbum, mesmo nós restritos apenas à audição do mesmo. Sim, a banda é coesa, o som soa natural (a produção, mixagem e masterização ficou a cargo do mentor da banda Kurdt Vanderhoof), mas é nítida a garra do vocalista, que soa enérgico e mesmo em meio a leves desafinadas, mostra uma interpretação ‘raçuda’ e coerente.

Seja nas imbatíveis Beyond The Black, Start The Fire e Watch The Children Pray, ou em nas originalmente gravadas com Howe, como Gods of A Second Chance e In Mourning, a coisa aqui soa bem, o disco é gostoso de ouvir e foge dos exageros comuns em registros ao vivo. O papo aqui é reto.

 Ainda há duas faixas em estúdio, sendo uma delas Fake Healer, regravação que virou clipe e conta com participação de Todd La Torre (Queensrÿche) e outra regravação para Badlands. Lembrando que ambas as faixas saíram em “Blessing in Disguise”, disco de estreia de Howe na banda em 1989. Edição de colecionador, mas para quem também quer se divertir.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records