sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Eluveitie – “Evocation II – Pantheon”

(2017 – Nacional)
                                                          
Nuclear Blast / Shinigami Record

Os suíços do Eluveitie passaram por uma grande reformulação, já que a vocalista Anna Murphy, Merlin Sutter (bateria) e o guitarrista Ivo Henzi saíram do grupo e formaram o Cellar Darling. Seus substitutos foram Fabienne Erni (voz), Alain Ackermann (bateria) e Jonas Wolf (guitarra).

E com este novo time, completado por Chrigel Glanzmann (vocal, flautas, bandolin, gaita), Kay Brem (baixo), Rafael Salzmann (guitarra), Nicole Ansperger (violino), Matteo Sisti (gaita de fole) e Michalina Malisz (hurdy gurdy), a banda chega à segunda parte de “Evocation” oito anos após a primeira.

Para quem conhece a saga, trata-se de um disco acústico, uma verdadeira referência à música Folk celta, portanto não há elementos de peso como guitarras e/ou guturais (algumas leves incursões como backing vocals), o que não deixa de fazer do disco uma obra prima do Heavy Metal.

Afinal, temos a intensidade do estilo aliada a belíssimos elementos da música tradicional dos povos celtas, trazendo um ar dançante, porém sisudo e melancólico em certos momentos. Cantado em gaélico, típica língua dos celtas, o disco traz em suas vocalizações, narrações, sussurros e cantigas, tudo com uma ótima interpretação de Fabienne, que foi uma substituta a altura de Anna.

O instrumental é um show à parte, afinal, a violino, hurdy gurdy, flautas e gaitas, acompanham violões, baixo e bateria com uma riqueza impressionante, levando o ouvinte a uma verdadeira viagem no tempo. Por fim, “Evocation II – Pantheon” é um disco que deve ser ouvir por inteiro, pois a sensação que o mesmo proporciona é única.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records