quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Enslaved – “E”


(2017 – Nacional)

Nuclear Blast / Shinigami Records

Os noruegueses do Enslaved se tornaram a primeira referência quando o assunto é Progressive Black Metal e é inegável que mereçam tal honraria. Afinal de contas, a banda de Haugesund, hoje radicada em Bergen, o faz por merecer por conseguir manter suas raízes no estilo extremo e mesclar com equilíbrio com a música progressiva.

A arma do quinteto sem dúvidas é o equilíbrio, e o fato de a banda ter moldado sua sonoridade com o tempo, não faz com que o fã que sempre acompanhou a banda (com mente aberta, é claro), sinta a diferença tão intensa da sua musicalidade do ontem para a de hoje. É como ver um filho crescer diariamente e não perceber todas as suas transformações.

“E” é um disco completo no sentido de Progressive Black Metal e traz uma banda consciente de sua proposta, mesmo tendo sido lançado após dois discos ótimos – os de estúdio “RIITIIR” (2012) e “In Times” (2015). Isso porque o disco soa natural, mostrando uma sequência nada forçada e composições belíssimas.

O instrumental soa tão equilibrado quanto a proposta, tendo guitarras ríspidas e agudas (típicas do Black Metal), que conseguem se encaixar às linhas progressivas, enquanto a cozinha mescla peso e suavidade enquanto dita o ritmo, sem contar as linhas de teclados com efeitos clássicos e que nos remetem a era prog dos anos 70.

O trabalho vocal é um dos melhores já feitos num disco do Enslaved, contando é claro com os rasgados típicos, linhas limpas sutis e coros que enriquecem a sonoridade da banda. Ainda há hammonds, saxofone e músicas que nos levam a uma viagem com volta e parada na agressividade típica do Black Metal. Sensacional.


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records