terça-feira, 6 de março de 2018

Eshtadur – “Mother Gray”


(2017 – Impotado)


Bleeding Music Records

Os colombianos do Eshtadur  estão na ativa desde 2005. Influenciados por Ihsahn, Dimmu Borgir, At the gates, Behemoth, Cradle of filth e Soilwork, lançaram em 2017 o terceiro full, “Mother Gray”.

Poderíamos definir o som do grupo como um Death Metal melódico, que explora nas letras temas como a escuridão e a rebeldia. As letras se encaixaram perfeitamente à proposta musical, a qual é guiada pela agressividade, peso e técnica.

Os riffs de guitarra, além de criativos, trafegam por todos os caminhos do estilo. Vale destacar o trabalho dos vocais, que, pela mudança de timbres dentro das canções, adicionam um diferencial ao trabalho. Difícil destacar uma ou outra faixa, pois o álbum está coeso como um todo. No entanto, Plaguemaker e The Day After I Die merecem uma menção honrosa (risos). Ah, o cover do Survivor ficou excelente! Balboa rocks! (risos)

Formação: Jorg August (vocais e guitarra) , Mauro Marin - (bateria), Alejo Bet (guitarra)  e Victor Valencia (baixo). Faixas: 1. Belong To Nowhere 3:27 2. Plaguemaker 4:28 3. Cornered At The Earth 5:01 4. Desolation 6:50 5. Time Hole To Paris 5:21 6. March Of The Fallen 7:32 7. The Day After I Die 5:06 Oblivion/Burning Heart bonus tracks 8. Heavens to The Ground 3:26 9. Last Day Of The Condors 3:15 10. Burning Heart (Survivor cover) 4:33.


9,0

Adalberto Belgamo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records