quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Prey of Chaos – “2018”


(2018 – Nacional)

Nyarlathotep Records

A Prey of Chaos, banda do interior paulista, ficou praticamente três anos inativa, sem gravar nada praticamente por cinco. O tempo nem é tão grande assim, mas parece uma eternidade para uma banda com tanta qualidade e, principalmente para quem aprecia sua música visceral e de protesto.

Eis que retornam com um novo trabalho, na verdade o primeiro full, trazendo sua formação clássica (Fabio Ramos na guitarra e vocal, Chis Koda na bateria e Danilo Jarrão na bateria), além de suas características tanto musicais, quanto estéticas (capa do disco, produção sonora e letra).

Surpreendemente coesa, a POC (como é carinhosamente conhecida) destila seu Grindcore de sempre, com aquelas pitadas Crust e uma dose homeopática de Hardcore. Provando que é uma banda que já tem uma assinatura, no mínimo suas digitais impressas no estilo, o trio não decepciona.

Com guitarras gordas destilando bases agressivas, a banda traz músicas ainda mais objetivas, e leves mudanças de ritmos e quebradas, mantendo em sua cozinha aquele ‘groove’ que nem os caras sabem da onde vem. O som é denso, agressivo e ainda traz Fabio cantando mais cavernoso, porém mais ‘inteligível’. Nas letras em português, o nosso cotidiano e sua forma doentia de se proceder.

A produção do baixista Jarrão atingiu um nível interessante que casa perfeitamente com o som da banda com um grave condizente. Não é ficar no muro, mas as composições praticamente se completam, e ainda tem um cover para Worms, da clássica e cult banda Rotting Flesh. Participações de Alcir Figueira e Luiz Martinho da banda Nunca, enriquecem o disco. Tudo embaladinho numa bela digipack. É, a Prey está de volta!


8,5

Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records