quinta-feira, 16 de maio de 2019

Heretic – “To The False”


(2017 – Nacional)

Independente

O Heretic é uma banda comandada por Guilherme Aguiar, multi-instrumentista que inicialmente priorizou músicas instrumentais, sempre mesclando o Metal com sonoridades orientais. De forma precisa, criativa, o foco principal sempre teve o Power/Prog Metal como referência.

Mas, o Heretic não fecha o leque e traz uma variedade enorme de influências dentro do próprio Heavy Metal. “To The False” é o primeiro disco onde a banda prioriza músicas com vocal e o negócio funciona muito bem, até porque a versatilidade de sua música compreende com isso.

O cantor Erich Martins (ex-Terminator) se encaixa muito bem na proposta da banda, por também soar versátil, possuir um timbre bem original e interpretar as composições de forma emotiva. Ou seja, não podia ficar melhor. Levando linhas mais brandas, e na maioria das vezes, agressivas com leves melodias, o cara se sai muito bem.

As composições soam intimistas, com guitarras esbanjando riffs e bases bem propostas, solos intrincados e os arranjos orientais, comandados por citaras efervescentes, dão o tom do disco. É só ouvir as excelentes faixas Unobtainium, a instrumental Sitar Sauvage, que conta com Mario Duplantier (Gojira), Until the Day It Comes e Rising Power.

A produção soa um pouco estourada e suja neste trabalho, mas nada que tire o brilho de um repertório equilibrado e que se destacam mais faixas a cada audição. Aliás, talvez seja o melhor da banda. No mais, o prolífico Heretic merece mais destaque do que lhe é dado, não pela mescla, simplesmente pela qualidade de sua música.


8,5

Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records