sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Rattle – “Tales of the Dark Cult” – 2015 – Shinigami Records (Nacional)

Parece que demorou mais para sair esse debut do que realmente foi a espera. Afinal, o Rattle se manteve prolífico desde sua fundação e este debut ficou na fila durante 6 anos apenas. Antes a banda lançou um EP, Split e participou da coletânea Hellstouch, da qual foi selecionada para lançar um CD pela Shinigami Records.

Eis que aqui está o tão sonhado full-lenght destes baianos que têm ‘sangue nos olhos’. A mescla do Thrash com o Death Metal aqui soa um tanto quanto atípica, pois a banda ainda incrementa em suas composições elementos do Metal tradicional, dando um diferencial considerável à sua música.

Diferentemente de formações mais diretas do estilo, o Rattle busca uma postura mais burocrática, variando em andamentos e dando um instrumental mais intrincado às músicas. Mas, o leitor deve ler burocrático como algo positivo aqui, pois não se trata de algo cheio de ‘embramação’, mas sim de uma música não muito direta que não aposta apenas em velocidade.

Não bastasse a técnica estabelecida, o vocalista Val Oliveira urra como poucos nos dias atuais. Com linhas inteligíveis, seu gutural é imponente e pode assustar os menos desavisados. Destaque para as faixas The Embodiment Of Evil, Call of Duty e a ‘progressiva’ The Dark Cult, dentre as 11 ótimas composições.

É importante mencionar a qualidade da produção de Marcos Franco no Revolusom Studio que conseguiu captar a essência da banda sem deixar o som modernoso demais. Melhor que a encomenda (sem ser pejorativo com os lançamentos anteriores), “Tales of the Dark Cult” é um debut que saiu na hora certa e honra o nome do Metal baiano!


8,5

Vitor Franceschini


Um comentário:

Shinigami Records