quarta-feira, 23 de maio de 2018

In Lo(u)co: SWU, caxumba e chuva

Foto: Marcos Hermes



Por Adalberto Belgamo

Mudando de século (risos), indo para o XXI, festivais, apesar de cansativos, são a “Terra do Nunca” para quem gosta de Rock, Metal e derivados! No Brasil tomaram corpo a partir da década de 90. Rock in Rio, Hollywood Rock e Monsters of Rock são alguns exemplos.

São eventos sensacionais para ver as bandas preferidas, conhecer as novas, encontrar e fazer novos amigos. Eu tento ir a todos (não em todas as edições, claro – risos), apesar do joelhinho não ser o mesmo de décadas atrás (risos). Uma das melhores experiências foi ter participado na segunda edição do SWU, a de 2011. Porém...

Imagine alguém espirrar no Canadá, o vírus atravessar as três Américas, passar na alfândega (risos), pegar um ônibus para Araraquara e se instalar (por meio de um nariz um tanto quanto robusto – risos) em uma pessoa. Imaginou? Pois bem, o hospedeiro do nariz robusto é quem vos escreve. Qualquer surto e/ou doença viral... quem é o primeiro da fila a hospedar o viajante? “Euzinho” (risos). Dizem que é uma falha genética na imunidade. No entanto, não posso reclamar. Não dá para ser “bonito” e saudável ao mesmo tempo... (risos). Brincadeirinha, lógico. Consegui a façanha de ser exótico e hospedeiro de espirros alheios (risos). Dei aulas por mais de 20 anos. Ambiente fechado com a molecada expirando e tossindo na minha cara, tive de fazer uma carteirinha de descontos em uma rede de farmácias (risos).

Um dos vírus mais bizarros, que ainda pode se hospedar, inclusive nos adultos, é o da “caxumba”. Quinze dias antes do festival recebi essa notícia maravilhosa (risos)! Em adultos, o tratamento é repouso absoluto em ambientes mais quentes por uns dez dias. Se não seguir as recomendações médicas, pode se transformar no “homem do saco”, que assusta as criancinhas na rua (risos)! Fui autorizado a ir, desde que ficasse quieto e longe do “gelado”. No dia do festival choveu o tempo todo, esfriou e tive de fazer esforço físico para lidar com o barro... e não consegui seguir à risca o mais importante: ficar quieto, enquanto as bandas tocavam! (risos). Não. Não virei o homem do saco! (risos)



Vamos aos shows!

Fui ao último dia do festival. Infelizmente, perdi os shows do Duff, BRMC, Ash, 311 e Down. Mas os que vieram a seguir, misericórdia (risos). Nem me lembrei das recomendações da doutora (muito atenciosa e bonita (risos), apesar da vergonha em conversar sobre o possível estrago no escroto, sem o repouso necessário. (risos).

A chuva não parava... Sonic Youth, uma das minhas bandas preferidas! Um dos meus guitarristas preferidos: Lee Ranaldo! Avant Jazz, Rock, Noise, Distorção, afinações diversas, peso, caos e neurose urbana! Pena que a banda estava fazendo o último show da carreira.

Primus. Sensacional! Foi tudo aquilo e mais um pouco, além do que eu conhecia dos álbuns de estúdio. Instrumental e técnica apuradas. Músicas complexas! Fica a dica para os que acham que o braço da guitarra só serve para treinar “masturbação” (risos). Outro nível musical.

Megadeth. Bom show! Mas como eu já havia visto a banda em outras ocasiões, apesar de empolgar em alguns momentos, passaram a impressão de “burocracia”. Gostei mais quando abriram para o Sabbath no Campo de Marte.

Stone Temple Pilots. Surpresa muito agradável! Show empolgante! Uma aula de Hard & Heavy.  Além de cantar e interpretar as canções com maestria, a presença de palco do “finado” Scott Weiland (RIP), apresentou um dos melhores performances que vi ao vivo. O show só serviu para confirmar a grandeza dos álbuns em estúdio!

Alice in Chains. Maravilhoso! Sensacional! Sou suspeito em falar sobre a banda. Uma das minhas preferidas! O Jerry Cantrell é um dos melhores guitarristas “econômicos” (notas, riffs e harmonias perfeitamente equilibradas em prol da arte!). Um gênio! Fui ao Hollywood Rock, na primeira passagem da banda pelo Brasil. Deu certa ansiedade em ver (e querendo ou não, comparar...) o Duvall. A música do AIC sempre foi densa e pesada. Combinava perfeitamente com o vocal do inesquecível Layne e as “dobras vocais” com o Jerry. Apesar de ter um estilo diferente, o Duvall provou ter sido a escolha correta para banda.  A impressão passada é que o clima do show ficou um pouco mais leve, menos denso. Mas sem perder o peso e a genialidade! Estarão de volta com o Judas em outubro. Bora ver pessoal!

Faith No More. Os caras simplesmente criaram um estilo nos anos 80. A miscelânea musical, que fazem, influencia até hoje as bandas que procuram caminhos não ortodoxos para a elaboração e criação da arte, da forma mais pura e, acima de tudo, com liberdade, sem se importar com rótulos! Show inesquecível!

Depois do baque (positivo!), só restou enfrentar o barro para sair do Parque Brasil (local do festival), encontrar os amigos (em especial, os que tivessem um “cigarrinho genérico”... e vício maledeto! risos), encontrar a van, parar em um posto, comer e voltar para Texascoara. Detalhe: a chuva parou, logo que os shows terminaram! “Pacabá”! (risos). Ah, e a caxumba não deixou sequelas... (risos) Inté... é noise!

Adalberto Belgamo é professor, atuando no museu (sem ser peça... ainda - risos), colaborador do Arte Metal, além de ser Parmerista, devorador de música boa, livros, filmes e seriados. Um verdadeiro anarquista fanfarrão.

Blues Pills – “Lady In Gold - Live In Paris”


(2017 – Nacional)

Nuclear Blast / Shinigami Records

E chega ao Brasil, através da parceria entre Nuclear Blast e Shinigami Records, essa maravilha lançada em 2017, que coroa uma primeira parte da trajetória de uma das bandas mais legais da atualidade, o Blues Pills. Sim, é digno dizer isso com empolgação pois não há argumentos contra fatos.

E o DVD “Lady In Gold - Live In Paris” faz jus a todo esse alvoroço, pois é um trabalho que capta uma banda extremamente competente ao vivo, enérgica e com uma qualidade de captação acima da média, com diversas câmeras e uma produção que climatiza a fotografia do trabalho conforme os momentos do DVD.

Gravado no lendário Le Trianon, em Paris, o trabalho é simples e meticuloso ao mesmo tempo. Por se tratar de um show numa casa centenária, o negócio soa muito ‘classudo’ e a banda se mostra em uma apresentação de tirar o fôlego. Por outro lado, não há nenhuma produção estratosférica que não seja a música, música muito boa diga-se.

O guitarrista anfitrião e único estrangeiro da banda, Dorian Sorriaux, parece ter vindo direto dos anos 60/70, com sua performance memorável e feeling impressionante, que se mistura à presença de palco de Elin Larsson, a loira de alma negra (no sentido étnico da coisa), que agita e canta como uma diva.

Isso sem contar a cozinha imponente de Zack Anderson com seu baixo distorcido e correto, e a bateria de André Kvarnström, que mostra que menos é mais. Claro, as linhas de órgão/piano de Rickard Nygren enriquecem a apresentação, que se não fosse as ‘jams’ e improvisos no meio do set, seria até perfeita demais para uma banda de Classic Rock.

Como o lançamento nacional é triplo, se estiver no carro dirigindo e não puder conferir essa apresentação magistral, o DVD é acompanhado de um CD duplo com todo áudio da apresentação, que é tão bom quanto o show e se completam. Só faltou um bônus do tipo clipes e mais interatividade. Porém, quase nem deu pra perceber.


9,0

Vitor Franceschini

Arte News: WARSICKNESS apresenta nova/velha formação


WARSICKNESS apresenta nova/velha formação
Após a saída do baixista Alan Magno, os paulistas do Warsickness decidiram por voltar ao formato de quarteto, como nos primórdios da banda. Carlos Ferreira deixou a guitarra para assumir as quatro cordas, no lugar de Alan.

O vocalista Diogo Moreschi comentou a mudança: "Com isso, apostamos no reavivamento de nossa fase mais tradicional e ganhamos mais precisão no trabalho de guitarra da banda. Voltamos ao passado para nos renovarmos."

Prestes a lançar seu novo álbum "Sick Existence", o Warsickness segue nos palcos já divulgando as novas músicas de seu Thrash Metal.
Parte desse novo material já se encontra disponível em plataformas como Deezer, Spotify, BandCamp, assim como YouTube, no qual o último vídeo lançado foi o lyric video da faixa "Reborn From Bullet":

Curta e siga a página da banda no Facebook: 

Formação atual do Warsickness:
Guilherme Alan - Guitarra
Fernando Henrique - Bateria
Diogo Moreschi - Vocal
Carlos Ferreira - Baixo


TORTURE SQUAD: Apresentação, entrevista e premiere de novo clipe no programa "É Noize"
Sexta-feira (25/05) vai ao ar mais uma edição do programa “É Noize” com o comando de lendário Paulinho Heavy. O Programa terá nessa edição o renomado grupo de Metal, Torture Squad, os músicos irão apresentar algumas músicas da carreira da banda, gravado no estúdio Orra Meu em São Paulo, e conceder entrevista exclusiva para o apresentador.
Uma das principais novidades que o programa irá oferecer ao público, é conferir em primeira mão, a première   do novo clipe do Torture Squad, “ Dont Cross My Path”.
O programa terá início às 20 horas com transmissão pelo canal de Web-Tv, “All TV”, responsável pela transmissão do “É Noize”.
Para assistir essa entrevista e conferir o Torture Squad tocando as músicas no programa, basta estar conectado no link: http://alltv.com.br/
O novo clipe de “Dont Cross My Path” será oficialmente disponibilizado dia 01 de junho no canal da banda no YouTube.https://www.facebook.com/paulheavy.toledo/videos/1683794238323076/

Formação
Mayara “Undead” Puertas – vocal
Rene Simionato – guitarra
Castor – baixo
Amilcar Christófaro – bateria

Mais informações:
Site Oficial: www.torturesquad.net.br


QUILOMBO: Banda fala sobre conceito do vindouro EP “Itankale” em entrevista ao site Roadie Metal, confira!

A banda paulista QUILOMBO foi destaque em um dos maiores portais relacionados à música pesada do Brasil, o Roadie Metal.

E em um bate papo abrangente, que abordou os mais variados temas, o baterista e vocalista Panda Reis falou principalmente sobre o aguardado EP “Itankale” e as temáticas abordadas, bem como seu posicionamento e embasamento histórico, confira:

“O processo de pré-produção tem sido bem na moral, sem pressa, sem colocar o carro na frente dos bois, até porque não temos mais aquele desespero juvenil do passado, eu já estou no underground há tanto tempo, que chega um momento que você deixa as coisas fluírem naturalmente sem forçar nada, eu escrevi as letras antes das bases, mas isso porque sempre trabalhei assim no Oligarquia, e ainda não perdi a mania, provavelmente para o próximo, talvez mude a maneira de produção, mas estamos trabalhando até que bem rápido, todas as bases estão prontas e agora estamos encaixando as letras.
O conceito do álbum que na verdade será um EP, vem na qualidade do descendente africano em evoluir sempre, mas nunca deixar o passado, nunca esquecer seus ancestrais e sua cultura milenar, talvez pra quem não tenha essa descendência, pode não entender porque damos tanto valor a nossa ancestralidade e a nossa cultura, mas nós, afro, somos assim, seguimos em frente sempre olhando pra trás e trazendo o passado para o presente, temos a capacidade de renovação incrível, e isso permeia todo o EP... O nome mesmo já diz, Itankale significa ‘Evolução’, em língua Iorubá, e esse disco fala disso, da habilidade que meu povo tem de evoluir sempre, mas sempre com a base no que passou, sempre trabalhando o pretérito e o presente, preparando o futuro, falamos das merdas que os brancos fizeram conosco , mas contamos à parte que os brancos esconderam, manipularam e depreciaram, para assim justificar a dominação e opressão. Mas cada vez mais, historiadores africanos e afrodescendentes vem contando a verdadeira história e é assim que deve ser, ter a visão dos esquecidos da história, é uma maneira muito mais real e competente de se chegar perto da verdadeira verdade.
Somos uma banda, os três trabalham no processo de composição, isso aqui é um Quilombo, e nos Quilombos todos trabalhavam, ao contrários das cidades européias onde os brancos não queriam saber de trabalho e o achava indigno (risos).”

A entrevista também tratou sobre o início do QUILOMBO, influências, cena brasileira e política dentro do Heavy Metal, leia a entrevista completa no link a seguir: http://roadie-metal.com/quilombo-contamos-a-parte-da-historia-que-os-brancos-esconderam-manipularam-e-depreciaram-para-assim-justificar-a-dominacao-e-opressao/

Ainda sem previsão de lançamento, “Itankale” vem sendo gravado no estúdio O Beco e produzido por Luiz e Renato da Caffeine Sound, juntamente com o grupo, a arte e projeto gráfico está a cargo da competente empresa Elefante 011 e em breve será divulgada, aguarde!

QUILOMBO é formado por Allan Kallid na guitarra e vocal, Bruno no baixo e Panda Reis na bateria e vocal, a banda segue agendando shows e levando seu estilo contestador aos quatro cantos, produtores interessados escrevam para pandadrums@hotmail.com e solicite mais informações.

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:
http://www.facebook.com/quilombometal 
http://www.twitter.com/quilombodeath
http://www.sanguefrioproducoes.com/artistas/QUILOMBO/57
 

PANDEMMY: Ouça agora a entrevista para o programa Comando Noise!

A banda pernambucana PANDEMMY concedeu uma entrevista à última edição do programa Comando Noise, capitaneado pelo apresentador José Eduardo Brondi.

Neste bate papo, o guitarrista Pedro Valença falou um pouco sobre o início do grupo, atual trabalho “Rise Of A New Strike” e sua proposta, atual formação e muito mais, confira:

https://soundcloud.com/jose-eduardo-brondi/65-comando-noise-20052018

Em paralelo, o PANDEMMY segue trabalhando em novos materiais para 2018, que inclui um single e também um Split-CD, e em breve estará divulgando maiores informações, aguarde!

Imprensa interessada em entrevistar ou resenhar qualquer álbum da banda, escreva para contato@sanguefrioproducoes.com e solicite o press kit.

Produtores: Leve o PANDEMMY para seu evento, escreva para pandemmy@gmail.com e solicite mais informações.

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:
https://www.facebook.com/pandemmyofficial/
http://pandemmy.blogspot.com.br/
https://www.sanguefrioproducoes.com/artistas/Pandemmy/44


IMPIEDOSO: Em entrevista, banda anuncia mudanças na formação, confira!

A horda IMPIEDOSO, um dos principais nomes do Metal catarinense, concedeu uma entrevista ao blog Underground Extremo e na mesma trouxe muitas novidades para este ano de 2018.

A principal delas, citadas no bate papo, foi a mudança em sua formação, quando o baixista Nahash comentou que o, então vocalista e um dos fundadores, Azoth, não faz mais parte da banda, confira:

“Impiedoso passou por diversas mudanças de formação. Mas felizmente nunca de estilo. Sei que existem bandas que possuem os mesmos membros por décadas, mas são poucas que ficam 100% desse tempo na ativa, sem um período de “férias”. Nós nunca paramos, e creio que isso gera um certo desgaste. Ensaiamos toda semana, organizamos eventos, tocamos em shows, criamos e gravamos músicas.E todos na banda se envolvem muito nisso tudo. Realmente dão o sangue por isso. Todos que passaram por aqui deixaram sua marca, e ficam por um tempo considerável. Posso até dizer que seria mais tempo individual do que dura a maioria das bandas por aí. Agranamariu tocou comigo por quase 10 anos (4 deles no Impiedoso), Jaghar ficou por aqui 12, Aldebaran está aqui à 10 e Mortuum à 6. Recentemente (e a Underground Extremo está sabendo de primeira mão!) nosso vocalista e um dos fundadores do Impiedoso, o Azoth, deixou a horda depois de 20 anos! Então, quando achamos que a coisa está estabilizada, acontece algo para nos surpreender (risos).
A formação atual é a seguinte: Aldebaran na bateria, Mortuum na guitarra e Nahash no baixo. O novo vocalista será anunciado em breve.”

A entrevista também falou sobre a discografia do IMPIEDOSO, métodos de composição, shows e muito mais, confira: http://undergroundextremo666.blogspot.com.br/2018/05/entrevista-impiedoso-black-metal-e-luta.html

Ouça o atual trabalho “Reign in Darkness” no Spotify: https://open.spotify.com/album/0y0vJQAg5U0GvQgV7tV3Kn

Adquira-o agora em sua versão física pelo valor de R$ 23,00 (+ frete via Carta Registrada, PAC ou Sedex): http://bit.ly/ImpiedosoReignInDarknessSFR

Contato para shows: impiedoso@impiedoso.com

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:
https://www.facebook.com/ImpiedosoHorde/ 
https://www.sanguefrioproducoes.com/artistas/Impiedoso/47


BRUTALLIAN: revelado nome, track list, participações especiais e vídeo dos bastidores das gravações do novo disco
Cada vez mais próximos do lançamento oficial do segundo disco da carreira, o Brutallian, revela informações pertinentes sobre a produção e liberação do aguardo novo álbum.

Intitulado de “Reason For Violence”, o novo registro da banda terá 11 faixas e várias participações especiais. O Brutallian confirmou que todo o processo de gravações já está encerrado e agora as faixas estão sendo mixadas, processo esse que deverá levar mais 30 dias.

A banda reuniu nomes com forte expressividade no cenário nacional, Vitor Rodrigues(ex-Torture Squad/Voodoopriest), Matteus Cavina (Cavina), Eraldo Junior (Púrpura Ink), Nyelson Weber (Tanatron), Henrique Sugmyana (Fúria Louca), Fagner LimaCaio Carvalho, estão confirmados como músicos que irão contribuir em determinadas faixas do álbum “Reason For Violence”.

Outro fator importante sobre o novo álbum são imagens do backstage das gravações que foram liberadas pela banda em seu canal oficial no YouTube. Confira abaixo o primeiro vídeo disponibilizado pela banda:


O retorno de um dos nomes mais impactantes do país está muito próximo de acontecer. Assim como em 2016 com o lançamento de “Blow on the Eye”, o Brutallian cria enorme expectativa em torno do lançamento de seu novo registro de estúdio.

Track List oficial de “Reason For Violence”:
01 – Reason For Violence
02 – Fear Inside Rage Outside
03 – Matacabra (feat. Caio Carvalho)
04 – Cast in Iron (Matteus Cavina)
05 – The Ride
06 – Love is All Around (but the World) – (feat. Vitor Rodrigues)
07 – Rear Naked Choke
08 – From Hell We Are (feat. Eraldo Junior/Nyelson Weber/Henrique Sugmyama/ Fagner Limam)
09 – Real Life is Not What You’re Looking For
10 – A Tomorrow’s Nightmare
11 – Sagacious Amra

Formação:
Pablo Barros – Vocal
Lex Wave – Guitarra
Fabio Matta – Baixo
Raul Campos – Bateria

Mais informações:


3ª edição do SÃO HELL ROCK CITY ataca com 9 bandas da cena underground
É neste sábado! A chama do rock vai incendiar São Leopoldo com o melhor do rock! O Vale dos Sinos é a meca underground das bandas gaúchas na 3ª edição do São Hell Rock City, na Embaixada do Rock. Tudo acontece no dia 26 de maio, a partir das 19h com 9 bandas. A produção é da Vedita Productions. Ingressos no local ou antecipado com as bandas a R$ 10.

As atrações são: Discrença (D-Beat/Raw Punk - Esteio); Eduardo Branca (Rock'n'Roll - Porto Alegre); Eletroacordes (Rock - Porto Alegre); Mephistor (Heavy Metal - São Leopoldo);  Punkzilla (Punk Rock - Porto Alegre); Ripping My Soul (Trash Metal - Porto Alegre);  Sangria Desatada (Hard Rock - Porto Alegre); Visagge (Punk Rock - Canoas); e Year Zero (Tributo ao Ghost/Doom Metal -Portão).

O sucesso das duas edições anteriores sustentam a realização do atual encontro underground. Para o produtor da Vedita, Robson Elias Vaz, o apoio, as parcerias e adesão de bandas e artistas de outros municípios revelam o movimento em torno da valorização da música em suas mais variadas vertentes.  “A cena independente da região e Capital concentra todos os estilos – hard core, punk rock, rock'n'roll, blues, heavy metal, trash metal, etc.  – em uma amostragem para todos os gostos”, aponta.

Serão horas ininterruptas e de intensidade da produção da cena independente da região, com apresentação de 30 minutos para cada banda, promovendo a união entre os estilos e mantendo vivo o underground. A efervescência dos festivais locais na Embaixada do Rock e arredores credencia também o São Hell como um dos mais representativos neste último ano.

A Embaixada do Rock fica na Rua Presidente Roosevelt, 806, Centro, São Leopoldo (RS). Cobertura do evento por conta da Metal Despacho. Saiba mais do evento pelo link goo.gl/mAURQM


ANN MY DICE lança teaser
No período que antecedeu o lançamento do novo EP, o Ann My Dice colocou um teaser online para o single "Through The Rain". Em breve, a banda anunciará a data de lançamento do EP "Thorn". Também o single "Through the rain" aparecerá em breve através do canal de bandas do youtube.

Confira o teaser:



TRUCHŁO STRZYGI assina com Godz Ov War
A Godz Ov War Productions tem o orgulho de apresentar “Pora Umierać”, álbum completo de estreia da antiga escola britânica de Heavy Metal da banda polonesa TRUCHŁO STRZYGI.

O grupo, composto por músicos ainda jovens, mas experientes, já entregou mais de 40 minutos de black heavy metal, intransigente e implacável, agressivo e ainda melódico (o bom caminho) com uma vibe punk, inspirando-se nas obras-primas dos antigos deuses!

Oito faixas gravadas no Bestial Sound Studio e Na Batorego, em colaboração com o Golgotha ​​Studio, mixadas por Tomasz W. e P., e masterizadas por Tomasz W., serão lançadas em CD em 1 de junho de 2018. Obras de Julia Yousif.

Tracklist:
01.Apokaliptyczny Młot (Obliteracja Poprzez Życie)
02.Sadystyczny Masowy Mord
03.Płonie Czarna Zorza
04.Świat Pędzi ku Przestrodze (Pradawne Demony)
05.Śmierć i Płomień
06.Busola do Nikąd
07.Jestem (Żyję, Gniję, Umieram)
08.Stary Kult Śmierci (Ozłocone Truchło)

Mais informações:


NERVOCHAOS: anunciando desligamento de músico
O NERVOCHAOS anuncia o desligamento de Lauro Bonometti, que deixa a banda por motivos pessoais. O músico era guitarrista e vocalista da banda e participou do último álbum lançado, ‘Nyctophilia’, e das gravações da demo-tape ‘Of Evil and Men’, que será lançada nas próximas semanas.

Até segunda ordem, a banda seguirá como um trio, com o guitarrista Guiller reassumindo os vocais. Todos os shows da turnê serão mantidos.

A banda agradece todos os serviços prestados pelo músico e deseja sucesso em seus projetos pessoais.

Em breve novidades sobre a Demo, o novo álbum e mais uma grande turnê do grupo pelo mundo.


Sites Relacionados:


TORMENTA: banda toca no Franca Metal Fest ao lado do Krisiun
Enquanto trabalha em seu novo álbum, a TORMENTA também vai agendando shows para apresentar as músicas novas e antigos sons favoritos de seu público.

Um dos shows confirmados pelo grupo é o festival Franca Metal Fest, um dos mais tradicionais eventos do interior paulista que este ano conta com o Krisiun como headliner e nomes como Mortifer Rage, Luxúria de Lillith e Madness.

O festival acontece no dia 11 de agosto e mais informações podem ser conferidas pelo link: https://goo.gl/d4KsS6

A TORMENTA segue preparando um novo trabalho. A banda está no Under Studio com o renomado produtor Romulo Ramazini onde registra o aguardado álbum de inéditas.

Ainda sem título revelado, o disco está previsto para esse ano. Em breve muitas novidades serão apresentadas.


Sites Relacionados:


AS DRAMATIC HOMAGE: banda em matéria para site mexicano
E o nome dos cariocas do AS DRAMATIC HOMAGE vai ganhando cada vez mais força mundo afora. Agora o grupo foi tema de matéria em um site do México.

O site se chama Metal Maniacs News e é um dos mais conceituados do underground mexicano. Para conferir a matéria – em espanhol – visite:


Foi disponibilizado um lyric video para a faixa que dá título ao mais recente trabalho do AS DRAMATIC HOMAGE, ‘Enlighten’. O trabalho de edição do lyric video ficou nas mãos da produtora Wolff Videomaker, que conseguiu com maestria transmitir todo o clima cósmico e transcendental que o grupo consegue aplicar em sua música:


‘Enlighten’ foi gravado no Hcs Studio, no Rio de Janeiro, com produção da própria AS DRAMATIC HOMAGE e lançamento em parceria com o selo Cold Art Industries e lançado em 2016. O disco pode ser conferido por completo no YouTube e Spotify, siga os links:



Sites relacionados:



CROSSING ETERNITY: Power Trio lançará debut 'The Rising World' via Rockshots Records
De origem romena/sueca, o novo trio de power Metal Sinfônico CROSSING ETERNITY está se preparando para lançar seu primeiro álbum 'The Rising World' para o mundo em 15 de junho de 2018 via Rockshots Records.

'The Rising World' combina elementos do metal moderno com paisagens sonoras psicodélicas aludindo à inocência ao Rock dos anos 70. O álbum contém treze canções épicas, amplamente variadas em composição e arranjo. As letras são uma extensão natural desta experiência musical e são contos de uma jornada espiritual. Às vezes falam sobre o lado invisível do mundo, outras vezes falam de personagens mágicos de contos de fadas. A natureza humana e a dinâmica causal das interações humanas também estão entre os tópicos abordados.

A aventura do CROSSING ETERNITY começou no verão de 2017, quando o guitarrista/compositor Manu Savu entrou no estúdio com a cabeça cheia de ideias de músicas ao lado do colega romeno Berti Barbera, vocalista da banda, e o sueco Uffe Tillman, assumindo funções na bateria. Embora a banda seja nova, os três músicos apaixonados e experientes levam de 25 a 30 anos de experiência. Esta mistura de experiência e grande variedade de influências musicais permite-lhes criar um som que descrevem como grande, orgânico, pessoal, vibrante e honesto.

Aproveitando o privilégio de dividir o palco com grandes nomes como Uriah Heep, Ten Years After, Scorpions, Larry Coryell, Blood, Sweat and Tears, a principal prioridade da banda é expandir seus limites e tocar em todo o mundo, encontrando oportunidades para tornar sua música conhecida e apreciado em tantos países quanto possível.

Pré-venda do álbum disponível no seguinte link: http://bit.ly/Risingworld_PREORDER

Videoclipe de 'Crossing Eternity':


Conheça mais da banda:


Obs.: As notas publicadas nesta seção são de responsabilidade das assessorias das bandas/artistas.

terça-feira, 22 de maio de 2018

The Dead Daisies – “Burn it Down”


(2018 – Nacional)

Shinigami Records

O supergrupo The Dead Daisies tomou forma de acordo quando lançou seu terceiro álbum, o excelente “Make Some Noise” (2016, também lançado aqui pela Shinigami Records), até porque a banda incialmente parecia um projeto. A prova disso é este quarto trabalho, que mostra que os caras não estão pra brincadeira.

Apesar de mais abrangente e, de certa forma, mais brando, “Burn It Down” é um disco que mantém a regularidade do grupo liderado pelo guitarrista australiano David Lowy, que tem ao seu lado a seleção John Corabi (vocal), Doug Aldrich (guitarra), Marco Mendoza (baixo) e Deen Castronovo (bateria).

O novo trabalho mostra a banda pendendo para um lado mais alternativo e revelando novas influências como o Country Rock, por exemplo, mas em doses bem homeopáticas. As músicas soam menos dinâmicas, porém o peso talvez seja ainda maior aqui.

O primeiro destaque fica para a faixa Rise Up, que traz um riff inicial matador, uma melodia bem imposta e fortes refrãos. Talvez soe bem aos ouvidos porque a faixa de abertura, Resurrected, não caiu bem apesar de ter qualidade. A faixa título retrata bem o conteúdo do disco, mostrando influências de Blues/Rock, andamento quebrado e mais um refrão forte.

Bitch é outra ótima faixa e Leave Me Alone é um baita de um Rock and Roll pesado e dinâmico que acorda a gente após algumas músicas sem sal. Mesclando Hard Rock, Rock and Roll, Rock Alternativo, Country e Blues, o The Dead Daisies acerta mais uma vez e mantém seu legado, criado em pouco tempo, intacto.


8,0

Vitor Franceschini


Advena - “Realität”


(2017 – Importado)

Independente

Banda jovem oriunda da Alemanha, O Advena chega ao seu primeiro trabalho após cinco anos de estrada. O grupo une em “Realität” toda a bagagem que adquiriram neste tempo. Inicialmente uma banda de Metalcore, hoje o quinteto traz desde essas influências até o Melodic Death Metal e o Thrash.

A primeira característica que chama atenção na banda é a forma como equilibram as coisas. Afinal, quando vemos sobre sua gama de influências, logo pensamos em algo extremamente moderno. Mas o Advena foge desses excessos e consegue trazer uma sonoridade atual, porém preservando elementos orgânicos.

Aliás, a banda se assemelha a muitos nomes do Melodic Death Metal dos anos noventa em suas variações. Os vocais limpos, por exemplo, não soam piegas e nem pop, são linhas mais complementares e sombrias. Mas, vale destacar que a dominância fica por conta dos guturais.

O instrumental é consistente, com riffs dinâmicos e sólidos, sendo que a cozinha comanda a variação rítmica cheia de quebradas e viradas. Com agressividade, a banda consegue manter uma dinâmica interessante e ainda dá espaços para arranjos de teclados que enriquecem as composições.

A banda canta em alemão, mas é quase imperceptível e nota-se mesmo quando se lê o encarte. A produção boa só precisava de mais consistência, os timbres soam um pouco leves para a proposta da banda. No mais, “Realität” é um disco bem bacana e deve ser conferido.


8,5

Vitor Franceschini

Arte News: Clássico filme THE WARRIORS inspira festival em São Paulo


Clássico filme THE WARRIORS inspira festival em São Paulo

No Espaço 555, Warriors Festival reúne 10 bandas da nova e velha geração do punk, hardcore e crossover no dia 21 de julho

Nos últimos instantes da década de 1970, Warriors – Os Selvagens da Noite lotou cinemas e logo causou frenesi como um dos mais eletrizantes filmes de ação do momento, mostrando a realidade violenta das ruas e o engajamento de jovens em gangues para lutar contra o sistema. Não à toa as ideias do filme ganharam notoriedade na ainda incipiente cena punk rock brasileira nos anos seguintes e, como uma homenagem e reverência à época, a Agência Sobcontrole criou o Warriors Festival, que acontece dia 21 de julho no Espaço 555, com 10 bandas!

Periferia S.A., Skamoondongos, DFC, Surra, Cosmogonia, Norte Cartel, Direction, Faca Preta, Santa Muerte e Eskrötasão as bandas escaladas para a primeira edição do Warriors Fest, cujos ingressos já estão à venda online e, a partir do dia 27/5 também em pontos físicos, sem taxa (mais informações no serviço abaixo).

Assim como a gangue Warriors, protagonista do filme, que se aventurou pelas ruas de Nova Iorque para defender a integridade dos integrantes e escapar de armadilhas dos grupos rivais, as bandas do festival – da nova e velha geração punk/hardcore/crossover – representam a resistência da música de protesto ante modismos e as adversidades em estar na linha de frente do sempre sólido e persistente underground brasileiro.

Periferia S.A. – Jão, guitarrista e membro fundador da banda de hardcore/crossover thrash Ratos de Porão, também canta e toca guitarra no Periferia S.A com antigos integrantes do RDP, Jabá (baixo e vocal) e Dru (bateria). É um ícone nacional do punk de protesto que nasceu nos anos 80, ficou inativo por 23 anos e, reformulado desde 2014, está firme na proposta de executar um som intenso e agressivo com letras que colocam o dedo na ferida da sociedade e do retrógrado tradicionalismo.

Skamoondongos – O Warriors Fest recebe a primeira banda paulista de ska, formada em 1995. Os incontáveis shows dentro da cena punk e a perseverança para se consolidar levou o Skamoondongos a um incrível contrato com a gravadora Paradoxx, e assim chegaram e conquistaram fama além de um nicho. MTV, paradas de sucesso da rádio 89 são apenas alguns dos veículos por onde circularam constantemente nas décadas passadas. Reativada em 2014 por Axl Rude e Wellington Mello da formação clássica original, a banda é composta também por músicos experientes no cenário nacional, com passagens no Cólera, Radio Ska, Maleducados, Falsones, Nokaos, entre outras.

DFC – Molecada 666, Igreja Quadrada do Triângulo Redondo e O Mal Que Vem par Pior são títulos de músicas e álbuns desta lendária banda do Distrito Federal que permeiam o imaginário de qualquer fã de hardcore/crossover. Desde o início da década de 1990 fazem uma autêntica mistura de D.R.I., Attitude Adjustment, Varukers, Cryptic Slaughter, Dead Kennedys, Agnostic Front, Discharge, R.D.P., com canções cantadas em português repletas de sarcasmo.

Surra – Thrash punk antifascista, assim se autodeclara o Surra, que desde 2012 é mesmo uma porradaria – das boas. Os paulistas é hoje uma das bandas mais ativas e requisitadas da música pesada, com álbuns elogiadíssimos pela crítica e público: Bico na Cara (2012), Tamo na Merda (2016) e o EP Ainda Somos Culpados (2017). Já dividiu o palco com grandes nomes como Sepultura, Ratos de Porão, Project46, Dead Fish e Claustrofobia e tocou em grandes palcos e festivais, como o Hangar 110, Carioca Club, Oxigênio Fest e Roça’n’Roll.

Cosmogonia – Representante do Riot formada em 1993 em Osasco (SP) só por mulheres, a feminista Cosmogonia faz punk/hardcore agitado e energético. Entre 1998 e 2006 a banda gravou alguns singles e participou de coletâneas. Voltou em 2017 após um hiato de 12 anos com Gabi nos vocais, Maria Esther na guitarra e Dani na bateria, oriundas da formação de 2005 a 2007. Farol no baixo se junta à banda no final do ano passado. Ouça ‘O Sentir que Violenta’, uma música que resume a criatividade e ferocidade das mensagens da banda.

Norte Cartel – O hardcore rápido e ácido dos cariocas ecoa há mais de 10 anos pelo mundo, oriundo das cinzas da seminal Solstício e cujo norte é sempre as raízes nova-iorquinas eternizadas por Madball, Sick of it All e Warzone. O debut Fiel à Tradição e o segundo álbum, De Volta ao Jogo, são registros que colocam o Norte Cartel no alto escalão do hc nacional que prega respeito, amizade e união.

Direction – Banda nova, velhos conhecidos do punk/hardcore no Brasil. O Direction foi formado em 2016 por Thiago de Jesus, André Vieland, Rafael Stringasci e Fausto Oi, que tocam ou tocaram em bandas seminais da cena, como Good Intentions, Inspire, Live By The Fist e Dedication. O time de peso lançou o debut Mesmo Horizonte no mesmo ano em que nasceu, onde apresentam 10 músicas calcadas numa sonoridade old school, com muita melodia.

Faca Preta – O autêntico street punk do Faca Preta está em plena crescente e hoje a banda é uma das mais empolgantes da cena. Foi formada em 2013 por experientes músicos do underground nacional e tem, hoje, Marcelo na bateria, que também é baterista do Chuva Negra. Na bagagem, um EP de 2016, com o hit São Paulo, e o single Vida Dura, que saiu na coletânea Para Incomodar Vol.2, organizada pela Hearts Bleed Blue e Semper Adversus. 

Santa Muerte – É latente a influência do thrash metal e do crossover oitentista na música do Santa Muerte, banda formada por três meninas na capital paulista em 2012. O som rápido e cru, popularmente apontado como “direto e reto”, ganha autenticidade pela voz estridente de Marília Massaro, também a guitarrista.

Eskröta – Mais uma representante do thrash 80 formado apenas por mulheres, o Eskröta aposta em riffs metalizados e na verve punk. O power-trio está na ativa desde o ano passado e atualmente divulgam o EP Eticamente Questionável, masterizado por Prika Amaral (Nervosa) e mixado por Leeo Mesquita (Surra). 

SERVIÇO
Warriors Festival
Data: 21 de julho de 2018
Horário: das 14 horas às 22 horas
Local: Espaço 555
Endereço: Avenida São João, 555 – Centro/SP (próximo à Estação República do metro e da Galeria do Rock)
Ingresso: R$ 30 (1º lote – estudante e promocional); R$ 40 (2º lote – estudante e promocional) 
Físico (sem taxa): Galeria do Rock, na Loja 255 (1º andar, tel 3361-6951); Penha, na Ska Skate (rua Capitão João Cesário, 79, tel 2305-7000)
Ingressos nos pontos físicos somente a partir do dia 27.05. 
Censura: 14 anos. Menor de 14 somente acompanhado com responsável


LETHAL SENSE: ‘Underground We Trust 6’ acontece neste fim de semana em Montenegro/RS

A ‘podridão’ em forma de Death Metal do LETHAL SENSE chegará a Montenegro/RS neste final se semana. Isso por que o grupo se apresenta no ‘Underground We Trust 6’, ao lado das bandas Losna, OssoS, Troll, Ilegível, Methodos e Nonconformity.

O evento, que acontece dia 26/05 (sábado), tem seus ingressos sendo vendidos nos valores de R$ 10,00 (+ 1Kg de alimento), ou R$ 15,00 no local, confira:

http://sanguefrioproducoes.com/upload/imagens/mediaset/0711e96bf81ece158c58ecac388a22a1.jpg
Link do evento no Facebook para mais informações: https://www.facebook.com/events/1819651911671760/

Em outras notícias, o LETHAL SENSE anunciou recentemente sua nova linha de camisetas oficiais do atual trabalho “Toxic Zumbie”. Com os tamanhos P, M, G e GG disponíveis, e no valor de R$ 30,00 (+ frete) as camisetas podem ser adquiridas acessando o link a seguir: https://sanguefrioproducoes.com/n/1418

http://sanguefrioproducoes.com/upload/imagens/mediaset/efd07a221bfd8e6af5c99e345c79b6bf.jpg

Ouça todos os álbuns do LETHAL SENSE no Bandcamp: https://lethalsense.bandcamp.com/ 

 
NECROMANCER: “Forbidden Art” está disponível na loja da Sangue Frio Records, adquira agora!

Mesmo trabalhando em um novo álbum, os cariocas do NECROMANCER seguem divulgando o atual CD “Forbidden Art” e está ainda mais fácil de adquiri-lo.

Após o debut álbum ser divulgado nas principais plataformas digitais, o mesmo pode ser comprado pelo valor de R$ 17,00 (+ frete - carta registrada, PAC ou Sedex) no site da Sangue Frio Records, que aceita boleto e cartão de crédito via Mercado Pago, PagSeguro ou Paypal, confira: http://bit.ly/NecromancerForbiddenArtSFR

Você também pode comprar este outros produtos do NECROMANCER diretamente com a banda pelo Facebook: https://www.facebook.com/necromancerbr/

http://sanguefrioproducoes.com/upload/imagens/mediaset/6f2b212b541af8e6bcb16a683fd094b4.jpg

O NECROMANCER lançou recentemente a faixa que leva o nome da banda em formato de lyric vídeo, assista:
https://youtu.be/k6B5LaKlJ08

Encontre o “Forbidden Art” nos principais serviços de streaming:


ASKE: “'Broken Vow' é um trabalho inovador”

Destaque nacional e internacional, o novo trabalho da banda paulista ASKE, “Broken Vow”, segue rendendo ótimos assuntos, como aconteceu na recente entrevista ao site Chama do Metal.

O guitarrista Lucas Duarte falou, dentre outros assuntos, sobre o método de composição e produção deste atual EP, além da sua repercussão e o que ele representou para esta nova fase do duo.

Perguntado sobre a evolução encontrada neste material e se “Broken Vow” poderia ser considerado um ‘divisor de águas’ para o grupo, Lucas respondeu:

“Acredito que sim, “Broken Vow” é um trabalho inovador, podemos dizer que é mais “maduro” do que os lançamentos anteriores, no bom sentido, claro. Além disso, é o primeiro trabalho onde pude contribuir no processo de composição.”

Leia e entrevista completa aqui: http://www.chamadometal.com/2018/05/aske-broken-vow-e-um-trabalho-inovador.html

Ouça “Broken Vow” na íntegra:
YouTube: https://youtu.be/_3Qe9yo3H54

Encontre nas demais plataformas digitais: https://sanguefrioproducoes.com/n/1213

ATENÇÃO IMPRENSA: Interessados em resenhar “Broken Vow” ou entrevistar o ASKE, escreva para contato@sanguefrioproducoes.com e solicite o press kit.

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:
https://www.facebook.com/askeoficial/
https://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Aske/27 


ALERTA RECORDS: novos itens do Antidemon e Holy Blood em catálogo
A distribuidora Alerta Records, através de uma parceria com a V.o.G. Records, trás para o território nacional  3 itens do catálogo do selo americano, sendo eles:

* Antidemon - "Tormenterror" : Neste dvd está registrada a apresentação que o trio brasileiro fez no Chile no ano de 2016, além de vários extras tais como videos promocionais, entrevistas e trechos de outras apresentações;

* Antidemon  - "Ring Of Fire (Anillo de Fuego)" : Originalmente lançado de forma independente em 2002, a nova versão deste clássico vem com um encarte remodelado e inclui, como bônus, a versão em áudio do show presente no dvd "Tormenterror";

* Holy Blood - "Glory To The Heroes" : 1º EP desta verdadeira instituição ucraniana do Folk/Death Metal.

Combos estão sendo oferecidos para aqueles que queiram adquirir os itens:

Combo 1 - CD "Anillo de Fuego" + EP "Glory To The Heroes"  por R$ 65,00 + frete

Combo 2 - CD "Anillo de Fuego" ou EP "Glory To The Heroes"  + DVD "Tormenterror" por R$ 70,00 + frete

Combo 3 - CD "Anillo de Fuego" + EP "Glory To The Heroes" + DVD "Tormenterror" por R$ 120,00  com frete já incluso.

Todos os materiais estão disponíveis para pronta entrega, mas em quantidade limitada. Para adquirir estes e demais produtos da loja, basta visitar o site www.alertarecords.com.br ou fazer contato pelo email alertadistro@hotmail.com


HALF BRIDGE fecha seu lineup apresentando o novo baterista
Após anunciar Laysson Mesquita como novo baixista do Half Bridge, a banda goiana de Deathcore/Breakdown, apresenta aos fãs o novo baterista, fechando o ciclo das principais novidades do grupo após a confirmação e retorno de um dos nomes mais importantes do estilo no país.

Experiente baterista e com passagens por diversos grupos, Lucas Santos, assume as baquetas do Half Bridge. O músico possui todo feeling e técnicas necessárias para manter a explosão rítmica que faz parte das harmonias e arranjos da musicalidade da banda. Lucas toca desde 2008, quando iniciou sua carreira de forma amadora e com o tempo foi se especializando até chegar aos dias de hoje, no qual possui total domínio sobre seu instrumento.

Agora com a formação fechada o Half Bridge dará início as gravações do novo disco, muitas músicas já estão compostas e muito em breve o grupo irá entrar em estúdio para começar a produzir as primeiras faixas do vindouro e aguardado primeiro Full da carreira.

Formação oficial do Half Bridge:
Cássio Rodrigues – Vocal
Pedro Jordan – Guitarra
Lucas Sapalacio – Guitarra
Laysson Mesquita – baixo
Lucas Santos – Bateria

Mais informações:


TENEBRARIO se apresenta com o lendário grupo inglês de N.W.O.B.H.M Grim Reaper em São Paulo
O tradicional grupo paulistano de Heavy/Doom Metal Tenebrario, foi uma das bandas selecionadas para fazer a abertura do show da lendária banda inglesa de N.W.O.B.H.M Grim Reaper. O evento faz parte da turnê comemorativa “See You In Hell – 35th Celebrate Tour 2018”. Com datas fechadas na Colômbia, Equador, Peru, Chile e no Brasil.

O grupo inglês executará o álbum “See You In Hell” na integra, comemorando o 35° aniversário, e o setlist ainda contará com outros vários clássicos de sua longa e vitoriosa carreira, certamente será uma grande oportunidade para os headbangers e amantes do Metal 80's.

Além do lendário Grim Reaper, show ainda conta com a participação de grandes nomes do underground paulistano: Tenebrario, Sweet Danger, Sentenciador e Álcool. O fest será realizado no dia 01 de junho, a partir das 19h, no Mineiro Rock Bar, em Osasco (SP).

Serviço:
Grim Reaper em São Paulo - “See You In Hell – 35th Celebrate Tour 2018”
Bandas: Tenebrario, Sweet Danger, Sentenciador e Álcool
Local: Mineiro Rock Bar (Avenida: Maria Campos, 706 centro, 06010-065 - Osasco/SP)
Data: 01/06/2018 (Sexta) 
Horário: 17h
Evento oficial do festival no Facebook: https://www.facebook.com/ events/1844684075576147/

Formação:
Alexdog (Baixo/vocal)
Eduardo Borrego (Guitarra)
Kaue Assis (Guitarra)
Waine Assis (Bateria)


Links relacionados:


EMPIRE OF SOULS disponibiliza single “Si Vis Pacem, Para Bellum” nas plataformas digitais
A conceituada banda santista de Black Metal, Empire Of Souls, através da Cangaço Rock Comunicações, disponibilizou o single “Si Vis Pacem, Para Bellum” para audição nas principais plataformas digitais.

O single é composto por duas músicas, e na versão física, ainda conta com um videoclipe para a faixa “To Become Maker”, que traz à tona um sentimento de irmandade entre a banda e seus seguidores. As músicas farão parte do novo álbum, intitulado “Clame Por Seu Deu$”, que deve ser lançado no segundo semestre deste ano de 2018.

Na época do lançamento, o material foi disponibilizado com uma tiragem limitada de apenas 200 cópias, numeradas a mãos, em formato CD, que se esgotou rapidamente.

Tracklist:
1. To Become Maker
2. Lycanthropic Duality

Ouça o single “Si Vis Pacem, Para Bellum” na íntegra:
iTunes/Apple Music: https://apple.co/2qER7zf
Google Play Music: https://bit.ly/2EUXbbU


Sites relacionados:


AL ARD assina com selo italiano
O influente selo italiano Code666 tem o prazer de anunciar que assinou com a banda de Black Metal Industrial AL ARD e lançará seu álbum de estreia em 22 de junho de 2018.

A gravadora comentou: "Tivemos a banda em nosso radar no ano passado e estamos impressionados com a qualidade da música e o comprometimento dos membros. Acreditamos que a estreia do AL ARD será um dos lançamentos mais memoráveis do ano."

A banda acrescenta: "Estamos super animados para fazer parte de uma das melhores gravadoras de metal underground do mundo. Não é um segredo que Aborym e DiabolicuM tenham sido uma grande influência para o nosso som e é uma honra para nós sermos do mesmo selo! Essa colaboração é um sonho que se tornou realidade para todos nós".


Mais informações estarão disponíveis em breve.


SAINT KARLOFF anuncia parceria com novo selo
Os noruegueses do Saint Karloff têm o prazer de anunciar sua parceria com a Twin Earth Records para lançar seu álbum de estreia, “All Heed the Black God”, que será lançado em 27 de julho de 2018.

A banda está compreensivelmente animada para lançar seu álbum de estreia para as massas. “Nós nos divertimos muito fazendo isso, e realmente esperamos que traga boas vibrações pesadas para as pessoas que estão por aí!”

Você pode conferir o Ghost Smoker aqui: https://www.youtube.com/watch?v=3kE1K8OIoOo

“All Heed the Black God” estará disponível em CD, vinil e download digital.


SAMUEL YURI: novo álbum ‘Epic Scales’ é oficialmente lançado. Ouça aqui!
Já está disponível nas plataformas digitais o novo álbum do músico SAMUEL YURI, ‘Epic Scales’.

Contando com 9 faixas, o álbum traz uma continuação do trabalho iniciado pelo compositor e multi-instrumentista em singles lançados desde 2017 e abrange Rock e Metal com variações que passam pelas músicas árabes na composição ‘Arab Theme III’ e heavy metal com as ‘Wind Before The Storm’ e ‘Storm’. ‘Wind Before The Storm’ descreve a inspiração musical do músico e sua fusão com a música e a tempestade e ‘Storm’ fala contra a poluição e a corrupção.

O álbum completo está disponível para audição nos canais oficiais do músico. Confira:


Vivendo em São Paulo, SAMUEL YURI tem muitos talentos. O músico tem como inspiração grandes bandas como The Doors, Led Zeppelin, Jimi Hendrix, Nirvana, Legião Urbana, System Of A Down, Evanescence e Metallica.

Sites Relacionados:
www.samuelyuri.com


DYSNOMIA: atração confirmada na segunda edição do Porto Brutal Fest
Seguindo em sua jornada de divulgação do novo álbum, ‘Anagnorisis’, o DYSNOMIA confirma presença no pesadíssimo festival Porto Brutal Fest, que está em sua segunda edição.

O festival que acontece na cidade de Porto Ferreira, São Paulo, reúne grandes nomes do underground brasileiro e conta, além do DYSNOMIA, com as bandas Disruption Path, Voracce, Vulture, Aberratio, Crystal Lake e o gigante Krisiun.

O evento acontece no dia 16 de junho no Porto Ferreira Futebol Clube e os ingressos antecipados já estão à venda. Para saber mais, visite: https://www.facebook.com/events/106825153523066/

A ‘Anagnorisis Tour’ começou com uma belíssima tour sul-americana e o grupo está estraçalhando pescoços por onde passa aqui no Brasil e anuncia que ainda tem datas para negociar. Produtores de shows que querem levar o DYSNOMIA para seus eventos, entrem em contato com a banda por e-mail ou Facebook.

O álbum ‘Anagnorisis’ foi gravado no Nova Estúdio e foi produzido por Érik Robert e Gabriel do Vale. O disco tem oito faixas e a arte da capa foi criada pelo brasileiro Carlos Fides (Evergrey, Kamelot, Adrenaline Mob, Almah).

‘The Fall of Phaethon’ é o primeiro single liberado. Confira o lyric video:


Para comprar o disco e também o merchandise oficial do DYSNOMIA, basta entrar em contato com a banda por e-mail, Facebook ou pelo link:



Sites relacionados:


MIASTHENIA: artista Marcio Menezes fala sobre a concepção da arte de ‘Antípodas’
Algo já tradicional nas obras da MIASTHENIA é o perfeito casamento entre a temática lírico-musical e a visual. Sempre contando com artistas talentosos, as músicas e temas do grupo sempre ganham vida m verdadeiras obras-de-arte.

Claro que com seu disco mais complexo e premiado até o momento, ‘Antípodas’, não seria diferente e a MIASTHENIA contou com a ajuda do talentosíssimo Marcio Menezes para transportar toda o clima do disco para sua arte.

Para nos contar um pouco de como foi a concepção e desenvolvimento da arte, o próprio Marcio publicou um vídeo em seu canal, assista:


Para conferir esse perfeito encontro entre música, texto e imagem, o CD de ‘Antípodas’ está à venda em digipack e pode ser comprado pelo e-mail: miasthenia.vendas@gmail.com. Ele também está disponível em formato digital:

Google Play: https://goo.gl/fwpJrC

‘Antípodas’ foi gravado, mixado e masterizado no BroadBand Studio em Brasília por Caio Cortonesi. Desenhos das capas do digipack e do livreto foram produzidas por Márcio Menezes (Blasphemator Art) e o layout e edição do encarte foi feito por Slanderer Crowley.


Sites Relacionados:


MEKA NISM: disponibilizando EP 'The War Inside' para audição completa
O som do MEKA NISM, de Orlando/Flórida, é poderoso, metálico, agressivo, melódico e na sua cara. Uma banda que dispara em todos os cilindros e com a carismática frontwoman, “Meka”. A banda retornou em 2018 com seu novo EP 'The War Inside', sucessor de seus três lançamentos anteriores 'Live From The Machine Shop' (ao vivo, 2016), 'The Shift' (EP, 2015) e 'The Dance At The End of The World' (EP, 2013).

O MEKA NISM se uniu à Idobi Radio para oferecer aos fãs a primeira audição do stream completo do EP. A banda comenta:

“Estamos extremamente animados para lançar nosso novo EP 'The War Inside'. Foi uma jornada incrível até agora e a resposta foi alucinante. Esta é uma oportunidade, não apenas para lançarmos novas músicas, mas para lançar novas músicas com um propósito. Tudo o que fazemos é carregado com a nossa intenção de ajudar a espalhar mensagens de cura e positividade através da nossa música. 'The War Inside' significa a capacidade de enfrentar seus demônios interiores, conquistar suas batalhas internas e ajudar a perceber que você pode mudar sua vida para melhor. Você tem a chave para a sua felicidade eterna e realmente não há nada na sua frente além de você mesmo."

Ouça 'The War Inside' na Idobi Radio em http://ido.bi/5n6

'The War Inside' está disponível em:

Videoclipe de 'The War Inside': https://youtu.be/zKm8hZhe8jI

Conheça mais da banda:


WITHIN THE GIANT’S REACH: lançado EP 'In The Beginning' completo via TheCirclePit
Fazendo música corajosamente retirada do presente e inspirada pela realidade do mundo que nos rodeia, a banda de San Antonio, Estados Unidos, WITHIN THE GIANT'S REACH, é uma tempestade de fúria. Criando uma sônica sinfonia de canções vindas do coração, a banda lançou seu EP de estreia, 'In The Beginning'.

Apresentando faixas como 'Scars' e 'Faceless' com temas sobre bullying e trolls da Internet, junto de músicas que oferecem força, autoconfiança e capacitação como 'Rise' e 'The Summit', o quinteto está pronto para causar impacto com os fãs, oferecendo a primeira audição da transmissão completa do EP via TheCicrclePit.com no seguinte link:


O guitarrista William Taylor comenta:

“Estamos felizes pelos fãs ouvirem o novo EP e sentirem a energia. Nós queremos que ele os acorde por dentro. Queremos inspirá-los a conquistar seus gigantes e fazer grandes coisas. Não importa o quão difícil seja… seguir em frente! Você só tem uma vida, então viva! Queremos projetar nossa motivação, nosso alcance para a música pesada e brutal, trazendo de volta a escrita de letras poéticas.”

O EP está disponível por meio do Bandcamp e do Big Cartel:

Vídeos:


Conheça mais da banda:


SOULLINE lança single "Leviathan" do próximo álbum "The Deep".
No período que antecedeu o lançamento do novo álbum intitulado "The Deep", o Soulline lança o single "Leviathan". Abaixo está uma visão geral de onde o single pode ser transmitido.


A banda também anunciou quando o novo álbum "The Deep" será lançado. O álbum aparecerá em todo o mundo no dia 19 de setembro de 2018 em todas as lojas online, serviços de streaming, site de selo, site da banda e muito mais.



BLACK PANTERA sentando o dedo na ferida dos problemas sociais
Um dos pontos fortes do Black Pantera é seu engajamento social, não que a banda atue demarcando ideologia em sua musicalidade, mas sim na exposição de grandes problemas gerados pelo homem. Seja pelos comandantes que estão no poder, como na divisão das esferas de cima para baixo, no qual o estado domina o militar que por sua vez domina o homem que por sua vez desfere suas desigualdades no crime.

Uma das músicas mais importantes do álbum é a faixa “Agressão”, a letra dessa canção consegue retratar o que é o álbum da banda, expressando revolta em uma dura crítica as ameaças sobre as tensões criadas entre os países da Coreia do Norte, Estados Unidos e Irã, que juntos, deixaram o mundo atônito e receoso de um início de uma terceira guerra mundial. O Black Pantera aponta para a ferida e consegue sintetizar que esse problema é muito mais complexo do que se possa parecer, desigualdade financeira, ganância, educação e ignorância, geram o monstro que sucumbe o homem ao seu próprio pesadelo, ou a sua própria destruição.

Confira o clipe de “Prefácio” do Black Pantera:

Recentemente o Black Pantera se apresentou ao lado do Brujeria e na Virada Cultural de São Paulo. O grupo mineiro vem crescendo e se consolidando como um dos nomes mais importantes do Crossover/Hardcore do país. Um novo clipe está sendo trabalhado e muito em breve será lançado oficialmente no canal oficial da banda no YouTube.

Formação:
Charles Gama – vocal, guitarra
Chaene Gama – vocal, baixo
Rodrigo “Pancho” Augusto – bateria

Mais informações:
Facebook
Instagram


TORII divulga seu segundo single
A dupla de Black / Death Metal TORII fez uma parceria com a Indy Metal Vault para a estreia de "Gates of Paradise II: The Cold Masque of Romance", o segundo single do próximo álbum “A Judgment Divine”. Visite o link que segue para transmitir:


TORII lançará seu novo álbum completo, “A Judgment Divine”, em 8 de junho. Pré-encomende o álbum e ouça o primeiro single, "The Grand Banquet", no seguinte local:



DIVIDING THE ELEMENT lança novo álbum
A banda Dividing The Element lançou seu álbum de estreia autointitulado em 5 de maio de 2018, enquanto participava da parte zimbabuense de um dos maiores movimentos de Metal underground que aconteceram - o Metal United World Wide.

Gravado em Harare em uma garagem convertida em estúdio e produzida pelo guitarrista / vocalista Chris Van, é o primeiro álbum de Metal do mundo a ter letras cantadas em Shona, idioma nativo do povo Shona do Zimbábue.

Chris Van e Sherlic White fundaram a banda em 2012. Depois de algumas mudanças de formação ao longo dos anos, a banda se estabeleceu em 4 membros: Chris Van (guitarra e vocal), Archie Chikoti (guitarra), Nick Newberry (bateria) e Mat Sanderson (baixo e backing vocal). Adquira o disco no Bandcamp da banda (Bandcamp).

Mais informações:


EM CHAMAS: banda estreou nova formação perante 3500 pessoas no último dia 13 de abril
No último dia 13 de abril, a banda capixaba Em Chamas retornou aos palcos com sua nova formação.Guilherme Mandrake, que antes ocupava o posto de baterista, agora assumiu os vocais da banda. O novo baterista se trata de Rondinele Domingos.

E esta apresentação não foi qualquer uma: a nova formação do Em Chamas subiu ao palco em frente de um público de aproximadamente 3500 pessoas no 10º Encontro Nacional de Motociclistas na cidade de Espera Feliz, em Minas Gerais. Os dados são oficiais e foram divulgados pelo Corpo de Bombeiros. Obtendo bastante sucesso e uma ótima aceitação de todo este público, o Em Chamas se credencia neste momento a alçar voos ainda mais altos com seu Heavy Metal.

Além de Gulherme Mandrake e de Rondinele Domingos, formam o Em Chamas o guitarrista Leo Faria e o baixista Lucas Matavelli. Neste momento a banda está em processo de criação e composição de seu primeiro full-length. Além disso, o grupo já tem vários shows marcados entre os meses de agosto e dezembro deste ano.

EM CHAMAS É FORMADO POR:
Guilherme Mandrake – vocais
Léo Faria – guitarras
Lucas Matavelli – contrabaixo
Rondinele Domingos – bateria

MAIS INFORMAÇÕES:

Obs.: As notas publicadas nesta seção são de responsabilidade das assessorias das bandas/artistas.

Shinigami Records