sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Pyogenesis – “A Century In The Curse Of Time” – 2015 – Shinigami Records (Nacional)

Como pode uma banda ter suas raízes fincadas no Doom Metal e depois se tornar Alternative/Poppy Punk? Esses malucos do Pyogenesis conseguiram tal feito mesmo já demonstrando tendências alternativas em seus primeiro registros. A discografia da banda é uma salada de frutas, mas o fato é que conseguiram criar uma identidade.

Mas, “A Century In The Curse Of Time”, sexto disco de estúdio da banda, é sem sombras de dúvidas seu melhor trabalho. Afinal, encontramos a banda transitando pelos melhores momentos de sua carreira, apostando no peso e músicas muito bem estruturadas.

Além de guitarras sujas e pesadas, o trabalho traz resquícios do Doom Metal que a banda um dia praticou (com direito a vocal gutural) e um clima Space Metal em várias das composições. Melhor ainda, a veia alternativa aparece bem pouco, o que faz com que a sonoridade aqui contida soe ainda mais original.

Definitivamente não tem como rotular o som do Pyogenesis, de tão ambiciosa e diferenciada que sonoridade deste disco é. Por exemplo, quando você pensa que Steam Paves Its Way (The Machine) traz a banda Death Metal, uma brusca quebrada de andamento surge e mostra arranjos intrincados e diferentes, porém ‘lights’.

O lado Doom/Pos-Punk aparece em The Best Is Yet to Come que ainda contém algo de New Wave e é a primeira composição a chamar atenção de cara. Ainda há músicas ótimas como Lifeless que é a cara do disco, trazendo praticamente todos os elementos que compõem “A Century In The Curse Of Time” e The Swan King.

Vale destacar a boa produção que consegue soar suja e com uma qualidade ímpar, mérito de Flo V. Schwarz (guitarrista/vocalista/tecladista) que produziu, mixou e masterizou o disco no Un Pop Studio. Além de surpreendente, “A Century In The Curse Of Time” é um disco conceitual que fala sobre a mudança da sociedade no século 19 sob a influência da industrialização. Inusitado, mas muito legal!


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records