quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Válvera – “Cidade em Caos” – 2015 – Muqueta Records/Voice Music (Nacional)

Não chega a ser novidade, mas o resultado que o Válvera atinge neste seu debut é raro. Afinal, a banda oriunda da capital paulista, consegue fazer Metal e ser acessível ao mesmo tempo. Além do resultado sonoro, isso é explicado pelo fato de seus músicos possuírem um background vasto abrangendo desde MPB, Punk, Blues e o próprio Metal.

Primeiramente que fique claro que o som proposto pelo quarteto pode ser mais viável que o comum, porém não significa que não tenha peso. Pelo contrário, o disco tem guitarras até o talo, com riffs muito bem elaborados com certa dose de melodia e uma timbragem atual, mas que não soa insossa e artificial como os padrões modernos, mérito da produção de, nada mais nada menos, que Marcello Pompeu e Heros Trench (Korzus) no Mr. Som Estúdio.

Talvez o fato de cantar em português traga um ar mais comercial para a sonoridade do Válvera, mas é latente que o vocalista Glauber Barreto (também guitarrista) não forçou isso devido às suas interpretações agressivas, com um timbre rouco e inteligível. Aliás, as letras são bem interessantes variando entre temas pessoais, diversão e Rock and Roll com bastante equilíbrio.

As levadas mais cadenciadas evidenciando os riffs pesados unidos com a melodia são os carros-chefe da banda. Destaque para as faixas Cidado do Caos, O Miserável e Hora do Show. É claro que muita gente conservadora no Metal irá torcer o nariz, mas é disso que o estilo precisa, versatilidade e acessibilidade, e o Válvera é uma grande arma nessa luta.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records