quinta-feira, 6 de outubro de 2016

InteraBanger: Brujeria



A seção InteraBanger do Blog Arte Metal, além de procurar inovar e tirar o veículo de certa rotina, tem o intuito de interagir com o leitor, músicos e especialistas no assunto sobre álbuns polêmicos ou não de bandas já consagradas e relevantes. Outros assuntos relativos às bandas ‘mainstream’ (ou nem tanto) também serão comentados esporadicamente.

A bola da vez é o quarto álbum da polêmica banda Brujeria. Intitulado “Pocho Aztlan”, o disco saiu após um hiato de 16 anos sem lançar nada completo e pelo que apresenta saciou a sede dos fãs. Lançado sob expectativa, de cara trouxe um clipe assustador (que pode ser visto no final da seção).

“Lindo. Pensa numa desgraceira que a gente só pensa em dizer que é lindo. Valeu cada segundo da espera.” (J.P. Carvalho, vocalista Yekun - https://www.facebook.com/yekunmusic/?fref=ts)

“Achei muito bom na verdade, surpreendente até, pois considero a banda bastante ‘overrated’.” (Clovis Roman, X-PressoN - https://www.facebook.com/X-PressON-100293350068392/?fref=ts)

“É um bom álbum! Não é o melhor da banda! Não é um álbum que te prende como os outros. Não chega nem perto de algo como “Raza Odiada” (1995) ou “Matando Güeros” (1993). Eles buscaram uma outra sonoridade. Digamos que é um álbum que precisa de atenção. Talvez com o passar do tempo se torne um ótimo álbum! Temos que ouvir bem. Hoje, eu não compraria esse CD. Digo, hoje!” (Barão Douglas Silva, Cold Art Industry Distro - https://www.facebook.com/Cold-Art-Industry-Distro-638263612981864/?pnref=lhc)

“Eu gostei bastante. Tá melhor que o “Brujerizmo” (2000), mais ‘orgânico’. Não é nem sombra do “Raza Odiada” e “Matando Güeros”, mas é ‘honestão’. E o mais importante: divertido.” (Vitor Caricati, guitarrista Overhate - https://www.facebook.com/overhateband/?fref=ts)



“Sou suspeito pra comentar, gosto de tudo que o Brujeria gravou e este novo disco possui todas as principais características da banda, certamente será um dos melhores do ano no estilo.” (Fabio Reis, Mundo Metal - https://mundometalblog.blogspot.com.br/)

“Eu achei ‘ducaralho’ esse play... Voltaram ignorantes! Concordo que não é o melhor álbum do Brujeria, mas é muito foda!!!” (Junior Moreira, guitarrista Hamok e Terrorcult - https://www.facebook.com/hamokdeathmetal/?fref=ts - https://www.facebook.com/terrorcult/?fref=ts)

“Ótimo disco! Formação da banda está maravilhosa e lançaram um disco maravilhoso, melhor que o “Brujerizmo”. Que não demorem outra eternidade para lançar outro disco.” (Raphael Arizio – Black Legion Productions - http://www.blacklegionprod.com/)

“”Pocho Aztlan” é um belo disco pra quem aprecia um Metal mais extremo, a fórmula que o Brujeria utiliza é sempre uma tacada certa. Letras que falam de drogas, divisão racial, satanismo e problemas na fronteira obviamente não ficaram de fora desse disco, que pode não agradar de cara aos fãs mais conservadores, mas a real é que o Brujeria é um caso à parte e merece um lugar digno de respeito no cenário Grindcore mundial por sua autenticidade!” (Diego de Moura, leitor – Descalvado/SP)

“Amei , adorei, melhor álbum do ano sem dúvida, acho muito difícil alguma banda conseguir superar eles em 2016.” (Luiz Evandro Cavalheiro Moreira, leitor – São Gabriel/RS)

“Valeu a pena a espera. Simplesmente um álbum com a cara do Brujeria, sem soar forçado, como muita gente tava esperando, inclusive eu.” (Flávio Diniz, Morticínio Produções - http://morticinio.blogspot.com.br/)

“Excelente álbum. Muito melhor que "Brujerizmo". Retorno mais que digno!” (Ricardo Leite Costa, Metal Na Lata - https://www.facebook.com/metalnalata)

“Brujeria sendo Brujeria e não preciso dizer mais nada.” (Leandro Vianna – A Música Continua a Mesma - http://musicacontinuaamesma.blogspot.com.br/)

“Gostei muito desse álbum, achei diferente dos outros, acho que deram um diferencial pra fugir um pouco do que estamos acostumados, não é o melhor, mas me surpreendeu.” (Roberto Pinna – Blog/Rádio Metal Supremo - https://radiometalsupremo.blogspot.com.br/)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records