quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Hansen & Friends – “Three Decades In Metal”

(2016 – Nacional)
                                         
Shinigami Records

Na verdade são mais de trinta anos dentro do Metal. São quase quarenta anos dedicados ao estilo, afinal de contas Kai Hansen (Gamma Ray, Unisonic, ex-Helloween e outros) já se inserira no estilo na segunda metade da década de 70 em bandas como Gentry e Ancient Call, por exemplo.

Mas, o sucesso veio mesmo com o Helloween em 1985 e principalmente após as gravações dos ‘Keepers’ (1987), época em que criaram um estilo e angariaram seguidores do mundo todo. Para celebrar esse sucesso, Hansen juntou um time especial de músicos e chamou convidados de peso neste trabalho comemorativo.

Além dele próprio, é claro, Eike Freese (guitarra, Dark Age), Alexander Dietz (baixo, Heaven Shall Burn) e Daniel Wilding (bateria, Carcass, The Soulless) completam o time. E, se alguém acha que as músicas aqui só festejam e não são sérias, pode tirar o ‘cavalinho da chuva’.

Afinal, impressiona como as composições possuem qualidade, passam por mais de um estilo e acabam comprovando que a criatividade de Hansen estava um pouco presa no Gamma Ray. Por quê? Porque todas as músicas desse disco são superiores aos últimos lançamentos da banda, sem querer soar pejorativo.

Participam do disco Dee Snider (Twisted Sister), Piet Sielck (Iron Savior), Ralf Scheepers (Primal Fear), Tobias Sammet (Avantasia. Edguy), Michael Kiske (Unisonic), Frank Beck (novo vocalist do Gamma Ray), Roland Grapow (Masterplan), Clémentine Delauney (Visions of Atlantis), Marcus Bischoff (Heaven Shall Burn), Richard Sjunnesson (The Unguided), Michael Weikath (Helloween), Hansi Kursch (Blinda Guardian), além do tecladista Corvin Bahn.

Dificilmente sairia uma música ruim desse time todo, mas o que chama realmente atenção é a energia do trabalho, além da transição de Kai Hansen por estilos que poucos imaginariam como o Metal sinfônico e Metalcore em faixas como Left Behind (com Dietz e Clémentine) e All Or Nothing (com Clémentine). Os destaques ficam por conta de Contract Song (com Dee Snider), Make Headliness (com Sammet), Fire and Ice (com Clementine, Bischoff, Sjunnesson e Weikath), além de Follow The Sun (com Kursch & Tim Hansen).

Fato é que o disco é rico em detalhes, traz foco no Power Metal e no Hard Rock, mas não se prende a isso trazendo linhas mais ‘rockers’, além de possuir um peso natural e refrãos sensacionais. Ao mesmo tempo em que celebra a carreira de Hansen, mostra ainda mais seu poderio criativo. A versão nacional, lançada pela Shinigami Records, ainda traz um CD bônus somente com Kai Hansen nos vocais em todo o repertório. Simplesmente obrigatório aos fãs do mestre!


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records