quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Perdition’s Light – “Endzeit 2.0”

(2017 – Importado)
                      
Independente

O duo de Munique, Perdition’s Light faz um Dark Metal, algo entre o Black e o Death. Sorath: (baixo, guitarra, sintetizadores e vocais) e Umbra (vocais, sintetizadores e programação de bateria) produzem o que também podemos chamar de Ambient Metal, devido às ambientações (lógico - risos), que são trabalhadas para a criação das faixas.

Alternância de vocais extremos e limpos, melodias e harmonias cuidadosamente escolhidas e feitas para salientar o clima denso do álbum. “Endzeit 2.0” contem dez faixas, que tem de ser ouvidas com atenção, pois há vários elementos de música extrema permeando as canções. No entanto, mais uma vez (risos), o que se destaca são as ambientações criadas. Ficaram perfeitas para a agonia imprimida nos vocais e nas letras.

Muitos pensam que trocar, algumas vezes, o “orgânico” - como, por exemplo, a bateria - pelo digital e/ou programável pode fazer com que artistas percam pontos (risos) no resultado final do trabalho. Logicamente ao vivo é outra história, mas em termos de estúdio a dedicação é a mesma (senão maior). O Perdition’s Light está aí para, no mínimo, corroborar os argumentos favoráveis às propostas do gênero.

Faixas: 1. Dark Passenger 2. Bleeding Tides 3. Seelentransplantation                                               4. Mighty Observer 5. Fall of Mankind 6. Die Sichten der anderen Seite                                      7. Mournings Breeze 8. Blackend wine of Remembrance 9. Crop of Fatality                                                                10. Endzeit 2.0.


9,5

Adalberto Belgamo


          

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records