terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Jag Panzer – “The Deviant Chord”

(2017 – Nacional)
                                         
Shinigami Records
                     
São mais de 35 anos de estrada, o que faz do Jag Panzer uma das bandas mais importantes do Metal tradicional norte-americano, ainda mais se pensarmos pelo lado de que o quinteto do Colorado existe até hoje (mesmo tendo alguns hiatos em sua carreira) em terras que atualmente são hostis ao estilo.

Este décimo disco da banda é uma aula de como fazer Heavy Metal sem soar datado, mantendo as características da banda e ainda soar versátil. O disco é bem dosado em todos os aspectos e marca o retorno do vocalista Harry "The Tyrant" Conklin, cantor original do grupo que vai e volta sempre.

Com muita coesão, o disco mostra linhas de guitarras muito bem impostas, com bases sólidas e solos proporcionais. Tudo aliado a uma cozinha decente, com precisão e que ajuda na variação de andamento, principal característica do trabalho e o que o faz tão especial.

‘The Tyrant’ é um ótimo vocalista, imponente e com um ótimo equilíbrio, ele dá o tempero necessário que as composições do disco possuem. Composições com arranjos riquíssimos, fortes refrãos e uma melodia viciante que permeia equilibradamente todas as composições.

A produção do disco é mais um ponto de equilíbrio, soando atual e vanguardista ao mesmo tempo, dando mais qualidade ainda ao trabalho. O difícil é destacar algo em um ‘tracklist’ excelente como este. Talvez, se tiver com pressa, ouça Born of the Flame, Foggy Dew, Divine Intervention e Long Awaited Kiss, esta última definitivamente a melhor power-ballad de 2017.


9,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records