terça-feira, 24 de julho de 2018

Nervosa – “Downfall of Mankind”


(2018 – Nacional)

Napalm Records

Se alguém ainda tinha dúvidas “musicais” (as machistas enfie naquele lugar que não bate sol... risos) sobre o poder do power trio Nervosa, impossível não comprovar a maturidade e excelência em composição e execução, que encontramos em “Downfall of Mankind”.

São treze pauladas, retratando perfeitamente o caminho escolhido pelas integrantes do trio.  Thrash/Death Metal visceral e insano! Riffs /palhetadas poderosas e baixo/bateria marcantes nos convidam para um mundo harmônico e melódico feito para “quebrar o pescocinho” (risos).

A criatividade da banda transporta as influências “old school” para o século XXI, fazendo com que o trabalho soe atual e natural. Os vocais continuam agonizantes (no bom sentido – risos), destilando palavras, em que imperam a crítica social em um mundo cada vez mais caótico.

Formada em 2010, a Nervosa é a típica banda (ou trio, ou grupo... risos), que tem de - usando um clichê - “matar um leão por dia” e provar que o “gênero” no Metal (na música e na arte em geral) só é empecilho para quem cultua torturadores, a  Idade Média e bizarrices, as quais não cabem mais em uma sociedade dita como evoluída. Será?

Difícil destacar as melhores faixas do álbum, pois o massacre sonoro tem de ser apreciado por inteiro... sem moderação! Há a participação do João Gordo em Cultura do Estupro, escrita por ele e que fecha o álbum. Que letra e que disco, senhoras e senhores! “Downfall of Mankind” só comprova a merecida e constante ascensão do trio no Brasil e na gringa.


10

Adalberto Belgamo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records