quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Stromwitch – “Bound To The Witch”


(2018 – Nacional)

Hellion Records

Décimo primeiro disco dos alemães do Stormwitch, “Bound To The Witch” é um disco que traz em sua essência tudo aquilo que a banda sempre apostou em seus 37 anos de carreira. Sim, o grupo está na ativa há quase quarenta anos e, apesar de alguns hiatos, sempre se manteve fiel à sua proposta, porém atual.

O disco transita entre a NWOBHM e o Power Metal, sendo que a primeira referência volta a ser forte na sonoridade da banda, devido aos riffs tradicionais, muito bem elaborados e executados de forma soberba pela dupla de guitarristas Volker Schmietow e Tobi Kipp, este último estreando em estúdio com o grupo. Os solos são simples, mas precisos e cirúrgicos, se aproveitando da melodia natural inclusa nas músicas.

A cozinha de Jürgen Wannenwetsch (baixo) e Marc Oppold (bateria, que retorna ao Stormwitch após 11 anos) comanda uma sessão rítmica simples e precisa, que dita um ritmo que foge da velocidade barata, e mantém um andamento marchante e semi cadenciado, dando prioridade ao conjunto da obra.

Andy Aldrian hoje canta de uma forma menos agressiva, equilibra mais suas linhas e foge de exageros, mantendo um ótimo equilíbrio. O forte de praticamente todas as composições são os refrãos, onde músicas como Odins Ravens, Stormwitch, a cavalgada e épica King George e The Ghost of Mansfield Park se destacam.

A versão nacional ainda traz três bônus, sendo regravações de Stronger Than Heaven, do álbum homônimo de 1986, além de Rats in The Act também de “Stronger Than Heaven” e Priest of Evil, do debut “Walpurgis Night” (1984). Com produção da própria banda, “Bound To The Witch” tem uma sonoridade condizente com os tempos atuais, sem cair nas armadilhas do modernismo barato. Um disco gostoso de ouvir.


8,5

Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records