quarta-feira, 12 de setembro de 2018

W.A.S.P. – “W.A.S.P.”


(1984 – 2018 – Relançamento – Nacional)

Hellion Records

Nada poderia ser melhor do que este relançamento via Hellion Records que este debut do W.A.S.P. E não bastasse isso, o primeiro disco da banda comandada por Blackie Lawless (nesta época baixista e vocalista) vem completo e com bônus, já que na época, a faixa Animal (Fuck Like a Beast) foi removida após censura da própria gravadora, a Capitol Records. Mas ela está aqui.

O disco ainda traz duas bônus, sendo os b-sides Show No Mercy, que saiu no single da própria Animal (Fuck Like a Beast) e o cover para Paint It Black dos Rolling Stones, que saiu originalmente no single L.O.V.E. Machine. Isto é, um verdadeiro deleite para os fãs da banda e do Hard Rock.

Musicalmente o debut é a verdadeira essência da mescla entre o Hard Rock e o Heavy Metal, onde as guitarras cortantes de Chris Holmes e Randy Piper tornam a sonoridade da banda única, com riffs bem compostos e solos que aderem uma melodia mais intensa e saem um pouco do contexto, sem sair do ritmo.

A seção rítmica formada pelo baixo direto de Lawless e pelas levadas de bateria com pegada de Tony Richards dá o peso necessário, sendo que Lawless e seu vocal cheio de drives esbanja categoria a época, criando uma característica própria. Tudo envolto a temáticas e visual de horror, totalmente influenciados por Kiss e Alice Cooper, mas com um ar mais agressivo, o que chocou muito nos anos 80.

Impossível não delirar com faixas como L.O.V.E. Machine, a empolgante Hellion, uma das baladas ‘terrorificas’ mais legais da história do Rock, que é Sleeping (In The Fire), On Your Knees, a angustiante Tormentor, entre outras, já que o tracklist é praticamente perfeito. “W.A.S.P” ficou em 74ª no top 200 da Bilboard e em 1998 recebeu disco de outro nos EUA por atingir 500 mil cópias vendidas. Um clássico absoluto.


10

Vitor Franceschini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records