sexta-feira, 24 de maio de 2019

Arte News: PANNDORA: Show com os canadenses do Skull Fist em junho


PANNDORA: Show com os canadenses do Skull Fist em junho
Em processo de finalização do novo álbum, “Uranie”, a banda paranaense de Heavy Metal PANNDORA anuncia seu próximo show, após um grande tempo dedicado nos estúdios. No dia 19 de junho, véspera de feriado, dividirão o palco com os canadenses do Skull Fist, em nova turnê pelo Brasil, e também com o Motörbastards, que iniciou como um tributo ao Motörhead e hoje também possui material próprio. O show será realizado no Tribo's Bar (Av. Cerro Azul, 628), em Maringá/PR, a partir das 20h, com ingressos custando R$ 30,00. O Skull Fist surgiu em 2006 na cidade de Toronto, e logo se destacou com a demo “No False Metal”, seguida do EP “Heavier Than Metal”, iniciando assim uma jornada intensa dentro da N.W.O.T.H.M. (New Wave of Traditional Heavy Metal), que ganhava força ao lado dos também canadenses do Cauldron e dos suecos do Enforcer. Lançado no ano passado, “Way of the Road” mantém o Skull Fist como um dos grandes destaques deste movimento, com a empolgação e energia habituais.

E no Brasil coube ao PANNDORA manter o tradicionalismo do Heavy Metal em alta. De seu início em 2000 até agora foram realizados incontáveis shows, lançamentos de EPs, vídeo clipes e o debut “The Heretic’s Box”,culminando agora com “Uranie”, que será lançado em outubro pela gravadora francesa Infernö Records. Renata Paschoa (vocal), Luana Bomb e Rebeca Rastelli (guitarras), Taise Bijora (baixo) e Adrismith (bateria) estão se preparando para a turnê de divulgação de “Uranie”, e muito em breve datas de shows serão anunciadas. Para levar a banda para a sua cidade basta entrar em contato pelo e-mail wargodspress@gmail.com.

Confira mais informações sobre o evento:

Ouça o álbum “The Heretic’s Box Extended” no Spotify:

Contatos:
Facebook: 
www.facebook.com/panndoraband
Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br


SANGUE NOISE: Confira quais as bandas destaques no bloco do programa Comando Noise

Comando Noise foi ao ar no último domingo, dia 19/05/2019, e acompanhado dele, o bloco SANGUE NOISE, que tem os clientes da Sangue Frio Produções em sua playlist.

Divulgando as bandas IMPERIOUS MALEVOLENCE, com faixas do “Doomwitness”, AMADUSCIAS, com músicas do clássico “War And Conflicts”, NECROMANCER com destaque para o debut álbum “Forbidden Art”, VULCANO trazendo o atual trabalho de estúdio “XIV” e THE CROSS com o atual trabalho “Still Falling”.

Ouça agora o programa de número #90 na íntegra: 
https://www.mixcloud.com/comandonoise/90o-comando-noise-19052019/

Confira a programação completa aqui: 
https://www.facebook.com/comandonoise/posts/2263635097210089

O programa Comando Noise é apresentado por José Eduardo Brondi, o ‘Titio Bron Bron’, e vai ao ar todo domingo a partir das 20 horas pelas seguintes web rádios:

Radio Baixada Santista: 
http://www.radiobaixadasantista.com.br/
Skate Metal Old Web Radio: 
http://skatemetalold.com/
Web Rádio Alternativa Rock: 
http://radioalternativarock.com/

Bandas interessadas em participar do bloco Sangue Noise escreva para 
contato@sanguefrioproducoes.com e solicite mais informações.

Contato Comando Noise: 
titiobronbron@gmail.com
Sites relacionados:
https://www.facebook.com/comandonoise/
https://www.sanguefrioproducoes.com/
https://www.comandonoise.com/sanguenoise/



OLDLANDS: Banda concede entrevista ao Noctum Zine, confira!

Logo após lançar seu debut álbum “Source of Eternal Darkness”, o ‘one-man-band’ paranaense OLDLANDS segue trabalhando na divulgação do mesmo e foi destaque no Noctum Zine.

Em entrevista, Vox Morbidus comentou um pouco sobre como é tocar um projeto sozinho, sua visão sobre o Black Metal e seu atual momento, influências neste atual CD, projetos futuros e muitos mais.

O bate papo completo você pode conferir na edição #11, abril/maio de 2019. Para adquirir, basta escrever para 
afcumarizal@gmail.com ou pelo WhatsApp (84) 99601-3870 e solicitar mais informações.

https://sanguefrioproducoes.com/upload/imagens/mediaset/OLDLANDS_Noctum_Zine.jpg  

Em paralelo, “Source of Eternal Darkness” tem ganhado destaque na imprensa especializada, tendo diversas críticas positivas acerca do mesmo. Todas as resenhas, entrevistas e matérias especiais sobre o OLDLANDS podem ser conferidas no clipping da banda disponibilizado pela Sangue Frio Produções: 
https://www.sanguefrioproducoes.com/upload/clipping/Oldlands.pdf

Imprensa interessada em resenhas ou entrevistas escrevam para 
contato@sanguefrioproducoes.com e solicitem o press kit.

Ouça “Source of Eternal Darkness” nas principais plataformas digitais:

MOTÖRBASTARDS: Banda é confirmada no ‘Agosto Negro 9’

Mais uma edição de um dos maiores eventos catarinenses, e em um grande festival, nada mais apropriado que se ter o melhor do Rock n’ Roll do MOTÖRBASTARDS.

O ‘Agosto Negro 9’ vem aí e o power trio paranaense foi confirmado como uma das atrações ao lado de outros grandes nomes do Metal brasileiro como MX, Leviaethan, Orquídea Negra e muito mais. Como já é tradição, Laguna/SC sediará mais esta edição, que acontecerá entre os dias 02 e 04 de agosto, confira:

https://sanguefrioproducoes.com/upload/imagens/mediaset/MOTORBASTARDS_Agosto_Negro.jpg
Link do evento no Facebook para mais informações: 
https://www.facebook.com/events/532163200641970/
Ingressos no 1º lote, custando R$ 80,00 (+ taxas) podem ser adquiridos aqui: 
https://minhaentrada.com.br/evento/agosto-negro-9-laguna-sc--13306

Em outras notícias, o MOTÖRBASTARDS divulgou recentemente que já se encontra no Funds House Studio, em Curitiba/PR para a gravação e produção do seu vindouro álbum, intitulado “We Are Bastards”. No início deste ano, a banda divulgou o single “Nightmare”, com três faixas, que está servindo de prévia para novo trabalho, ouça:


BURN ARTWORKS: Presente no livro “Arte Arcana: Lucifero”, veja!

(Foto: Marco Antônio)

Não tem como 2019 estar sendo mais positivo para a BURN ARTWORKS, em meio à divulgação da sua bem recebida exposição “Em Chamas – A Arte de Alcides Burn”, a empresa estará presente em um importante livro artístico.

Trata-se do “Arte Arcana: Lucifero”, que será lançado pela Heavy Music Artwork no dia 19/09/2019. A BURN ARTWORTKS participará com sua arte intitulada “Dark Divinity”, que foi usada para ilustrar uma camisa da banda Keep Of Kalessin da Noruega.

https://sanguefrioproducoes.com/upload/imagens/mediaset/BURN_ARTWORKS_Lucifero.jpg

O livro contém 280 páginas com artes de 100 artistas, capa dura com acabamento brilhante e está disponível para pré-venda pelo site 
https://heavymusicartwork.bigcartel.com com desconto pelo código promocional ‘LUCIFER15’.

Bandas interessadas em conhecer mais sobre o trabalho da BURN ARTWORKS acesse 
http://www.burnartworks.com/.

Produtores interessados em levar a exposição “Em Chamas – A Arte de Alcides Burn” para seu evento escreva para 
alcidesburn@gmail.com e solicite mais informações.

Contato BURN ARTWORKS: 
alcidesburn@gmail.com
Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:
http://www.burnartworks.com/
https://www.facebook.com/alcides.burn
https://www.instagram.com/alcidesburn/
https://sanguefrioproducoes.com/clientes-corporativos/BURNARTWORKS/27


AUTORAL vs AUTORAL: conheça o projeto
O rock and roll nacional deu seus primeiros passos nos anos 60, com o movimento Jovem Guarda. Mas foi nos anos 80 que o rock realmente se instalou no Brasil, com ícones que são reverenciados até hoje.
No começo dos anos 2000, infelizmente, o rock nacional foi sendo cada vez mais aprisionado, marginalizado, até se tornar um estilo estrangulado. Com muito espaço pra bandas covers e bandas internacionais, o material nacional perdeu força, voltou-se ao underground, e poucas são as bandas fiéis ao estilo que ainda hoje mostram-se relevantes.
Mas isso está em transformação. Hoje em dia vemos cada vez mais bandas boas, com qualidade de material, despontando por aí, conseguindo notoriedade e espaço no coração dos fãs. E isso se deve a uma nova união entre os grupos, amizade e companheirismo, que estão reforçando a cena, ao contrário do que vinha acontecendo nas décadas anteriores. As disputas de ego e espaço estão ficando para trás, e uma nova era do rock nacional está nascendo.
O projeto chamado de Autoral vs Autoral vem para corroborar esse movimento, propondo uma ideia diferenciada - bandas autorais tocando sons de outras bandas autorais, num sentido de apoio e parceria que são tão necessárias para que essa renovação ocorra.

OBJETIVO
O objetivo do projeto Autoral vs Autoral é promover o intercâmbio cultural entre as bandas de rock and roll nacionais. Mobilizar e fortalecer a cena rock and roll do país, criar espaços físicos e virtuais e apoiar as bandas autorais, suas composições e suas visões artísticas, além de propor uma aproximação entre as bandas e seus respectivos fãs através de divulgação mútua.

COMO FUNCIONA?
O projeto Autoral vs Autoral pretende lançar um álbum digital em canais de streaming (Spotify, Deezer, iTunes, etc) e também como download com link direto, tendo como conteúdo bandas autorais de rock and roll nacional fazendo uma versão tributo à outras bandas de rock and roll nacional autorais contidas no projeto. Será uma troca entre um determinado número de bandas, sendo que banda X grava o som de banda Y, banda Y grava o som de banda Z, banda Z grava o som de banda X e assim por diante.
As bandas serão escolhidas pelo projeto e, assim que definido o cast final do álbum, haverá um sorteio para definir quais bandas tocarão o som de quais bandas. Por este movito, só serão permitidas bandas que já tenham algum material lançado, a fim de facilitar a escolha da música final de cada grupo.
A escolha da música a ser gravada ficará em cargo do grupo, sem interferência das outras bandas ou do projeto, contanto que mantenham-se dento do intuito de rock and roll nacional. Não há necessidade das músicas serem em português, mas será dada essa preferência. Cada banda vai escolher como fazer o seu tributo, se vai tocar na versão original, ou se vai dar sua própria cara.
A partir do momento do aceite, a banda homenageada abre mão de direitos autorais sobre esta versão, entendendo que toda a ideia será para promoção mútua entre os grupos.

STREAMING
É necessário que a banda participante tenha pelo menos uma faixa lançada de forma oficial, com ISRC registrado (ISRC é a abreviação de International Standard Recording Code, ou Código de Gravação Padrão
Internacional. É um padrão internacional de código para identificar de forma única as gravações). Esse código é necessário para que se coloque as músicas prontas nas plataformas de Streaming, e para que as bandas donas das músicas originais recebam royalties por cada play.
Os royalties advindos do número de plays nas plataformas de streaming independem totalmente do projeto Autoral vs Autoral, sendo apenas um acordo entre as plataformas e as bandas.
Importante: Bandas que não tenham ISRC mas querem ter, entrem em contato com o projeto sobre este assunto, que conseguimos fazer isso por um valor promocional.
A GRAVAÇÃO
As bandas estão totalmente livres para gravarem onde quiserem, em seus estúdios de preferência, tendo em vista a qualidade do produto final. Não haverá interferência do projeto ou de outras bandas para as gravações e seus devidos valores, ficando sempre a cargo dos grupos participantes.
Caso não haja um estúdio de preferência, o projeto Autoral vs Autoral tem uma parceria com o estúdio BIP, no
Ipiranga - SP, que oferece valores acessíveis em um ótimo ambiente para que sua música saia o melhor possível.

BIP STUDIO
André Bortolai - 11 98337-3261
O pagamento pode ser feito 50% no início das gravações e 50% na entrega do material, ou no início dividido em

PRAZOS
A escolha das bandas se dará até dia 15/05
O sorteio acontecerá no dia 20/05
O prazo final para entrega do material gravado será 20/07
O prazo final de lançamento do álbum será 20/08
Os prazos são mandatários e deverão serem respeitados por todos os envolvidos, a não ser em casos de extrema necessidade.
É importante entender que, neste projeto, necessariamente uma banda vai tocar o som de outra banda que também estará no projeto. Então, após o aceite, a banda terá até o dia 15/05 para desistir se for o caso. Após este prazo, não será mais aceitável desistir, senão irá prejudicar a outra banda que fará sua versão. Tenha isso sempre em mente para planejar seus passos. Será enviado um email de confirmação com direitos e deveres, que deverá ser respondido com um ok para ciencia das regras gerais.

VALORES
O projeto Autoral vs Autoral não cobrará nem autorizará nenhuma cobrança para nenhuma banda. Não existem taxas ou valores para fazer parte do projeto, a não ser aqueles que serão gastos pelos grupos para gravar as suas músicas. Estes valores, como dito antes, ficarão apenas a cargo das próprias bandas.
Também não haverá nenhum tipo de pagamento, nem pelo uso de imagem, de logos, de músicas e composições dos grupos envolvidos. As bandas que aceitarem entrar no projeto devem ter em mente o explicitado em
“Objetivo”, e saber que este movimento é sem fins lucrativos, visando apenas um fortalecimento da cena rock and roll nacional.
Importante: Em caso de desistência após o prazo final de 15/05, haverá cobrança de uma multa contratual no valor de uma gravação completa no BIP Estúdio (vide “A Gravação”) para o grupo desistente. O valor da multa servirá para que a banda prejudicada tenha condições de gravar novamente a música de outra banda e/ou repor gastos decorrentes da gravação.

DIVULGAÇÃO
O projeto terá três canais principais.
1) O mais importante será o Instagram, com um endereço único que divulgará as bandas e os materiais de forma constante. - www.instagram.com/AutoralvsAutoral
2) O segundo será o Facebook, com uma página dedicada ao projeto com todas as novidades e passo a passo. - www.facebook.com/AutoralvsAutoral
3) O terceiro, mas não menos importante, será o Youtube, que mostrará trechos das músicas quando possível, vídeos de divulgação e muito mais. (Disponível quando começarem a surgir os materiais).
Em todos esses canais as bandas podem enviar material para a produção do projeto (no email: mpbriani@gmail.com) para ser postados no decorrer dos trabalhos. Vídeos ou fotos de backstage, ensaios, gravações, brincadeiras, anuncios, etc. Tudo o que imaginarem e for relevante.

BENE FÍCIOS
Participar do projeto trará vários benefícios para a banda. Alguns estão abaixo, outros virão com o tempo.
Estamos fazendo várias parcerias para que as bandas tenham mais e mais motivos para participar deste celebração do rock underground.
Benefício 1) BIP Estúdio
As bandas terão valor promocional para gravar suas faixas do projeto no estúdio BIP, no Ipiranga/SP. Mas não apenas isso. TODAS as bandas do projeto - mesmo as que não gravarem suas faixas lá - terão desconto para gravarem seus CDs, EPs e etc no BIP Estúdio. Entre em contato e descubra mais - 11 98337-3261
Benefício 2) Marcel Briani Arts As bandas do projeto também terão valores promocionais em artes gráficas. Capas de CD, encartes, logotipos, sites, anúncios, social media e tudo mais que a banda precisar. Veja mais em www.cargocollective.com/marcelbriani
Benefício 3) Into Chaos Produções
Todas as bandas terão desconto para fazerem seus lyric videos com a Into Chaos. Não há necessidade de ser sobre a música do projeto, pode ser qualquer som que a banda desejar. Para saber mais, entre em contato no intochaosprod@gmail.com 
Benefício 4) Olhar Atento Fotografia
As bandas do projeto terão desconto para sessões de foto profissionais, fotos oficiais de banda, fotos de shows e eventos e etc. Para saber mais, entre em contato no whats - 11 95966-6550 / www.instagram.com/olharatentooficial
SHOW DE LANÇA MENTO
A ideia é que seja realizado um show de lançamento do álbum reunindo as bandas participantes, tocando algumas músicas de seu próprio repertório, mais o som que entrará no álbum. Para isso o projeto está buscando parcerias, que em breve serão anunciadas nos canais que forem criados.
Mais detalhes sobre o evento serão divulgados tão logo possível, mas haverá espaço para que as bandas vendam seus materiais de merchan e divulguem seus próprios trabalhos da maneira como acharem satisfatória.
Ainda que o local por hora não esteja definido, é certeza que será realizado em São Paulo - SP, num final de semana a ser definido após se encerrarem os prazos de gravação.
IMPORTANTE - Bandas de fora de São Paulo: O festival será feito dentro do cenário underground, portanto não há verba para trazer bandas de fora da cidade. Banda que quiserem vir para divulgar seus trabalhos serão muito bem vindas, mas devem ter em mente que terão que arcar com os próprios custos. Não há, no entanto, nenhum impedimento caso a banda queira estar na coletânea e não puder comparecer ao show, uma coisa não elimina a outra.

Inscreva-se entrando em contato:
Marcel Briani - (11) 9.9274.8673 (Whatsapp)


NERVOCHAOS: ‘Feast of Cain’ é novo clipe que antecede o lançamento de ‘Ablaze’
Faltando poucos dias para o lançamento do novo álbum, ‘Ablaze’, o NERVOCHAOS lança mais um videoclipe do novo album, para a faixa “Feast of Cain”.

“Feast of Cain” é o quarto vídeoclipe do novo álbum e novamente contou com a produção da Video Dayz, com direção de Jeorge Simas, direção de fotografia por Douglas Ferreira.  A maquiagem ficou à cargo de Stephanie Rodriguez de la Ascension e assistência de Sidney Arakaki.


O clipe também está disponível no Facebook: https://www.facebook.com/watch/?v=2348390631924730

‘Ablaze’, oitavo álbum do NERVOCHAOS, marca a entrada da banda na Hammerheart Records, que fará o lançamento mundial no dia seis de junho. O material foi gravado no Alpha Omega Studio (Blevio / Itália), ao lado do produtor Alex Azzali que também o mixou e masterizou. Toda arte do álbum foi criada por Nornagest (Ibex Designs), que já trabalhou com nomes como Enthroned, Morbid Angel, Destroyer 666 e muitos outros.

Com o lançamento do novo álbum, a banda embarca em uma grande turnê mundial. Na primeira parte da tour, Ásia, Oceania e Oriente Médio receberão o NERVOCHAOS, junto com Incantation, Vader e os conterrâneos do KRISIUN em alguns shows.

Assista também aos outros videoclipes do álbum:
‘Demonic Juggernaut’ – https://youtu.be/Q6Um0BeNmCk
‘Of Evil and Men’ – https://youtu.be/XWseAUqPteM
‘Whisperer in Darkness’ – https://youtu.be/6x5t65X6vbk

Links relacionados:


KHORIUM: novas músicas em festival com Ratos de Porão e Dead Fish
Neste domingo, 26 de maio, o KHORIUM volta aos palcos no festival VR do Rock, em Volta Redonda/RJ. O evento, que tem como headliners as bandas Ratos de Porão e Dead Fish, contará com uma super estrutura de dois palcos e uma grande praça com alimentação e produtos variados.

O festival acontecerá na Vila Santa Cecília, ao lado da Praça Brasil, nos dias 25 e 26 de maio, das 14h às 22h. Mais informações podem ser conferidas pelo link: https://www.facebook.com/events/289471478660504/

Além de estrear a nova formação, que conta com o baixista Roberto Bizarelo e os veteranos G. Moreira e Shalon Webster, o KHORIUM irá apresentar músicas inéditas, de seu vindouro novo trabalho.

O grupo vem trabalhando exaustivamente no sucessor do premiado EP ‘Manual Prático do Brasil’ e, pouco-a-pouco, vai apresentando detalhes. Um deles é a participação da vocalista da banda NERVOSA, Fernanda Lira.

O trabalho está sendo gravado no estúdio Total Produções, produzido pelo vocalista G. Moreira, que também assinará a mixagem e masterização do material.

Quem quiser ir acompanhando o trabalho do trio, o KHORIUM está disponibilizando pequenos studio reports em suas redes sociais, é só curtir e acompanhar!

O primeiro EP, ‘Manual Prático do Brasil’, está disponível nos principais aplicativos de streaming do mundo, veja alguns links:


Links relacionados:


FUNERATUS: trio divulga primeiros shows com a nova formação
Seguindo na promoção de seu mais recente trabalho, o premiadíssimo ‘Accept The Death’, o FUNERATUS apresenta as primeiras datas de sua turnê com o novo baterista Bruno Pereira.

09/06 São Paulo em Chamas, Morfeus Club SP/SP
15/06 Metal Rebbelion Fest, Ribeirão Preto/SP

Mais datas estão sendo negociadas e confirmadas. Se você é produtor, dono de casa de show e quer contratar o FUNERATUS, bastar entrar em contato com a banda por e-mail ou redes sociais.

O novo álbum, ‘Accept The Death’, não apenas colocou o FUNERATUS entre os principais nomes do Metal nacional na atualidade, como pode ser considerado um novo clássico do estilo.

Mais uma prova da força desse disco é a presença do mesmo entre os principais lançamentos latino-americanos de um dos principais sites de América Latina, o chileno Headbangers Latinoamerica (http://bit.ly/2SvXtAR). Isso se junta a mais de uma dezena de citações de um dos melhores discos do ano no Brasil para que fãs e apoiadores de nosso underground possam se orgulhar. ‘Accept The Death foi citado no Brasil em sites como Metal na Lata, Bruno Medeiros (MetalWani), Dark Radio, Musikkaos, Underground Extremo, Dicas de Metal, Rock Vibrations, Heavy Metal Thunder, Cangaço Rock, Rock Meeting e Mundo Metal.

‘Accept The Death’ está disponível para venda. Além da versão física, lançada em uma parceria com a Distro Rock Records e a Extreme Sound Recs, ele também está disponível em música digital, confira alguns links:


Links relacionados:


SUN DIAMOND: banda fala como é “transformar” suas músicas em acústicas
Dona de uma pegada rápida e de muita energia a SUN DIAMOND também tem um outro lado, mais intimista, lado que já mostrou em algumas apresentações acústicas e que está prestes a mostrar para quem ainda não presenciou como é este lado.

A verdade é que se requer muito talento para transformar músicas compostas para guitarras elétricas em versões acústicas sem deixa-las piegas ou cômicas. E uma coisa é unânime> todos que conferiram as versões da SUN DIAMOND aprovaram.

Agora o grupo nos conta um pouco sobre como é esse processo de “transformação” de suas versões:

“O processo de transformação fluiu de uma maneira muito natural. A Sun Diamond é uma banda que preza por temas melodiosos e nossos vocais, em mais de 80% dos momentos, são limpos. Quando estávamos no processo de composição do nosso primeiro disco, fazíamos reuniões regadas ao formato Voz e Violão e sempre deu muito certo pra banda. Passar as músicas do formato plugado (com fogo total) para um formato mais tranquilo foi um processo muito natural e divertido, como sempre é, aliás.

“Ao fazermos alguns shows pela nossa cidade e adjacentes, percebemos que quem nos escuta e aprecia, relata que nossas músicas são de fácil acesso, com melodias fáceis de entender. Tanto pro ouvinte que costuma apreciar um formato voz e violão, mais calmo, quanto no formato do bom e velho Rock N Roll e Heavy Metal (guitarras distorcidas, bateria e baixo mais velozes e com mais ganho/volume e vocais mais agudos com drive) nós apostamos e esperamos que esse EP acústico expanda ainda mais o nosso alcance e mais pessoas conheçam, apreciem e apoiem o nosso trabalho.”

Logo poderemos todos conferir essa visão diferente das músicas do grupo, já que o EP acústico está prestes a ser lançado. Uma data oficial será anunciada em breve! O trabalho contará com quatro versões acústicas de faixas do CD ‘Sun Diamond’, de 2017, são elas:

Go To The Yard
Detached
To Call Home
Frozen Bones

O material foi gravado nos estúdios O Barril, Fábrica e Rabbit’s Lair, a mixagem e masterização ficaram nas mãos do experiente produtor João Figueirôa.

Links relacionados:


DAMAGEWAR: novo EP disponível e novo baixista no time
Está disponível no YouTube do DAMAGEWAR o novo EP do grupo, ‘Dead Eyes Upon Me’, e já pode ser ouvido gratuitamente.

O EP conta com duas músicas: a inédita faixa-título e uma belíssima versão para a clássica ‘Dirty Bitch’ do lendário MX. Confira:



‘Dead Eyes Upon Me’ foi gravado nos estúdios Damagewar e Flight, com produção da banda e Rogério Oliveira. Rogério também mixou e masterizou o trabalho. A capa ficou nas mão do vocalista e designer JP Carvalho.

O DAMAGEWAR também anuncia um novo membro na formação: Eduardo Ossucco, experiente músico que assumo o baixo da banda.

Em breve o EP também estará disponível nas principais plataformas de música digital do mundo.

Links relacionados:


HELLWAY PATROL: banda conta sobre a experiência na Europa
O HELLWAY PATROL já está de volta de sua “turnê” pela Europa e nos conta um pouco de como foram as apresentações por lá.

Quem reparou nas aspas da palavra turnê, ela tem um significado: os músicos do HELLWAY PATROL foram para a Europa como músicos de suporte ao cantor norte-americano Willie Heath Neal e em seus dias de folga usaram o tempo para promover a banda e, inclusive, se apresentar em algumas ocasiões. O HELLWAY PATROL conta:

“Pra gente foi uma honra ter sido convidado por ele pra essa tour e acompanha-lo nos abriu muitas portas que seria muito difíceis de serem abertas apenas como Hellway Patrol, uma banda underground do Brasil praticamente desconhecida na Europa. Nos divertimos muito durante a tour inteira e fomos muito bem tratados em todo o canto. Voltaremos ano que vem com certeza.

“Entre as cidades memoráveis que passamos, podemos destacar Arlon, a cidade mais antiga da Bélgica. Além daquela vista e das cervejas maravilhosas feitas em monastérios que a gente provou, tocamos numa casa por onde passaram bandas como Belphegor, Biohazard, Bolzer, Dying Fetus, GBH, Gorgoroth, Moonspell, Nashville Pussy, Nile, Orange Goblin, Sepultura, Supersucker, Stoned Jesus,Terrorizer, pra citar algumas. Então foi incrível estar naquele ambiente, desfrutando daquela estrutura e tocando num festival country lotado de headbangers também. Mais uma vez mostrando a união de estilos que acontece na Europa ao contrário da segmentação que rola aqui.”

Claro que, como bons brasileiros, a “zoeira” não podia faltar:

“A van que usamos pra fazer a tour foi alugada na Inglaterra, ou seja, o volante ficava do lado oposto ao que estamos acostumados. Então as vezes o Netto, no banco do passageiro, cobria o rosto com uma toca e fingia que estava dirigindo sem enxergar no resto da Europa. A reação das pessoas sempre nos fazia rir pra caralho.”

Como dar tudo certo é impossível na Lei de Murphy das bandas de Metal brazucas, é claro que o HELLWAY PATROL teve “aquela” situação inusitada:

“Terminando o show de Amsterdã fomos buscar a van para carregar o equipamento e quando chegamos na vaga, cadê a van? Passando o susto descobrimos que ela tinha sido guinchada pois estava num lugar de estacionamento rotativo. Tivemos que pegar um uber até o pátio do órgão de transito e pagar quase 500 euros pra tirar ela de lá. Doeu. Fiquem espertos quando forem estacionar em Amsterdã. Alias, evitem Amsterdã, tem cidades bem mais legais na Holanda pra curtir tudo o que tem lá! (risos)”

Mas no final a experiência, tanto como HELLWAY PATROL, quanto como músicos de suporte de Willie Heath Neal. A banda finaliza o relato:

“A recepção foi muito melhor do que a gente esperava. Tanto pelos fãs de metal, onde rolaram só os shows do Hellway Patrol, quanto pelo publico country que ficou muito interessado pelo nosso trabalho também. Em Kiel no norte da Alemanha tivemos que tocar nosso set duas vezes porque já haviam acabado as músicas e não nos deixavam sair do palco. No geral o público que aparecia nos shows era realmente muito misto. Desde a molecada de 18, 19 anos a senhorinhas de mais de 70. No mesmo ambiente. Todo show tinha punks, headbangers, hillbillies e rockabillies, até rappers ou sei lá mais o que. Todos estavam lá pra curtir o som do Willie, o nosso som e pra eles importava mais se divertir e apreciar música bem feita e bem tocada do que a “pose” de pertencer a uma só cena, usando as roupinhas certas, sabe? Eu vejo isso acontecendo aos poucos no Brasil, principalmente aqui em Londrina onde a mesma galera vai pra show de Stoner, Black Metal e Soul Music por exemplo e espero que isso se torne regra no país inteiro também.”

O HELLWAY PATROL prepara material novo e muitas novidades para breve. Seu premiado vinil 7” de ‘Desert Ghost’ e outros materiais do HELLWAY PATROL estão à venda. Para compra basta entrar em contato com a banda por um de seus canais oficiais. Envio para todo o Brasil. Além da versão em vinil, o EP está disponível nas principais plataformas de música digital do planeta, confira alguns links:




DROWNED: discografia disponível para audição no YouTube
Além do projeto ‘Background Soundtracks Vol. 1’, o DROWNED vem fomentando seu canal do YouTube com seus discos completos para audição gratuita!

Já estão disponíveis para audição todos os álbuns até o mais novo, ‘7th’. Confira pelos links:


Quem reparar, vai ver que o disco ‘Butchery Age’, segundo full, não está aí, a banda explica a ausência: ele está em processo de remasterização.

Lembrando que o DROWNED segue também publicando suas versões:

Iron Maiden ‘The Wicker Man’: https://www.youtube.com/watch?v=7LR7xTDSRkY
Ratos de Porão ‘Beber Até Morrer’: https://www.youtube.com/watch?v=dPZp_NuLBbA

Já o mais recente álbum, ‘7th’, lançado no ano passado, foi premiado como um dos melhores lançamentos nacionais de 2018, tanto no Brasil como no exterior por sites como Arrepio Produções, Metal na Lata, Gaveta de Bagunças, Rebel Rock, Underground Extremo, Heavy Metal Thunder, Metal Com Bolacha, Cangaço Rock, Roadie Crew e Headbanger Latinoamerica.

O disco está disponível em versão física e digital e pode ser comprado nas melhores lojas ou com a banda. A versão digital também está disponível nas melhores plataformas, confira alguns links:


Links relacionados:


A 25ª EXPERIÊNCIA expande conceitos do progressivo psicodélico em novo single

Compacto digital de duas faixas é lançado pelo selo da Abraxas no streaming

Com nova formação e mais referências musicais, A 25ª Experiência acaba de lançar o novo compacto digital - com duas músicas – pela Abraxas Records. “Alquímica” e “Oh! Man! Estourei me chinelo” são duas composições que condensam a verve do rock anos 70, mas sem tirar os pés dos dias atuais, e completa tudo com fuzz, órgãos, pianos elétricos e sintetizadores. Ouça nas principais plataformas de streaming: https://sl.onerpm.com/5990972394.

Ambas as canções foram compostas por Fabrício Pinho (guitarra e voz). Completam a banda os novos membros André Mainardi (baixo e voz), Humberto "RMNY" Fernandes (teclas e voz) e Gabriel Rêgo (bateria).

"Alquímica" tem uma letra que foi concebida através da observação da natureza, associando-a a conceitos da matemática como os conjuntos numéricos de forma filosófica: os números racionais, naturais e reais. “Traz uma mensagem de esperança e um apelo para que as pessoas busquem entender a importância da individualidade para si e para as pessoas”, conta a banda. O instrumental é influenciado por artistas como Camel, Yes e Clube da Esquina.

“Oh! Man! Estourei Meu Chinelo” é uma faixa instrumental, influenciada principalmente pela sonoridade do álbum "Bundles", da banda inglesa Soft Machine, mas traz também aspectos sonoros de bandas como King Crimson e a já citadas Camel e Yes.


DARKHAOS: Renato cumprirá agenda até agosto e banda já busca novo vocalista
A banda de heavy/thrash metal de Fortaleza/CE, Darkhaos, ensaia em estúdio para o lançamento do primeiro EP ‘Shouting at your Grave’, cujo o single autointitulado já foi liberado nas plataformas de streaming. Apesar de ter iniciado os trabalhos de composição das demais músicas, o vocalista Renato Ferreira não poderá acompanhar a banda a partir de agosto de 2019, pelo motivo de dedicação a outros projetos musicais e pessoais.
Darkhaos e Renato construíram uma história muito positiva durante o tempo que estivemos juntos. Ele está saindo, pois quer fazer algo mais conectado ao tipo de som que ama, que é o power metal. Em consenso, concordamos que uma banda como a Darkhaos não extrairia dele 100% do que sabe fazer”, argumenta o baterista Kallil van Derick, um dos fundadores da banda.
O último show com Renato será no programa ‘Ensaios Abertos’ da Rede CUCA, em Fortaleza, que acontecerá no CUCA Mondubim, no dia 18 de julho às 19h. A apresentação será gratuita.
Aproveitando o pronunciamento da saída do frontman, a Darkhaos abre seletiva para o novo vocalista que, uma vez efetivado, iniciará as gravações do álbum e cumprirá a agenda de shows. Quem possuir aptidão para cantar no estilo heavy metal tradicional e thrash metal é só entrar em contato com a banda ou sua assessoria Brauna Music Press – Comunicação Musical, por um dos canais que estão no final desta nota.
Se inscreva no canal do YouTube da Darkhaos
A Darkhaos está presente nas principais pistas de streaming
Spotify
Deezer
Claro Música
iTunes / Apple Music
Google Play
Amazon Music
Contato
(85) 98928-6143


IGNISPACE regrava “Viagem Ao Fundo do Ego”, clássico do rock nacional dos anos 80

Originalmente gravada em 1987 pelo grupo carioca Egotrip, a versão do Ignispace será lançada como single e estará no tracklist do disco de estreia, “The Inner Source”


Formada na cidade de Piracicaba/SP em 2018, a Ignispace é a soma da jovem e talentosa vocalista Larissa Zambon, com três músicos experientes vindos da genial banda progressiva Ansata: o baixista Rafael Romani, o guitarrista Rafael Benato e o baterista Thiago Siqueira.
O EP “Rise Beyond”, lançado também em 2018, é a primeira amostra de que o quarteto sabe disponibilizar a experiência do passado a serviço do presente. Não obstante o saber técnico-musical, com o Ignispace eles sabem bem onde querem chegar: fazer metal que seja acessível para o máximo de pessoas possíveis, não exclusivamente para metaleiros!

“Rise Beyond” tem proposta estética baseada no metal, porém com elementos de outros segmentos, como a música eletrônica, por exemplo. O objetivo dualístico do grupo é de tanto explorar artisticamente como o de construir uma identidade musical plural que permita a aproximação e a fruição a todo tipo de pessoas.
Sucedendo o EP virá o álbum cheio de estreia da Ignispace que está sendo gravado no Ignisound Studio em Rio das Pedras/SP, com previsão para lançamento no segundo semestre de 2019.
O título do álbum já está definido: “The Inner Source”. O disco reunirá 11 faixas e, musicalmente, pretende aprimorar a proposta apresentada em “Rise Beyond”.

Antes, porém, o quarteto lança o primeiro single do álbum: “Viagem Ao Fundo do Ego”.
A música é uma canção original do grupo carioca Egotrip, lançada no álbum homônimo de 1987. A versão do Ignispace, mais pesada, contará com a participação muito mais do que especial de ninguém menos que Nando Chagas, guitarrista/vocalista do Egotrip e um dos compositores da música (ainda faziam parte da genial formação da banda o saudoso baixista Arthur Maia, o saxofonista José Rubens, o guitarrista Francisco Frias e o baterista Pedro Gil, filho de Gilberto Gil, também já falecido).

O guitarrista Rafael Benato explica a ideia de regravar “Viagem Ao Fundo do Ego”.
"Lembro-me de quando eu tinha seis ou sete anos. Na época era exibida a novela "Mandala" na Rede Globo. Essa música, "Viagem Ao Fundo do Ego", fazia parte da trilha-sonora da novela e tocava muito nas rádios. Ela me chamou atenção de cara! Me atreveria dizer que foi a primeira música que gostei na vida! Obviamente eu não entendia o contexto da letra, porém a melodia, harmonia e o refrão, principalmente, me chamavam muito a atenção e me empolgava demais. As frases "Coragem pra encarar... Coragem pra enfrentar..." despertavam e ainda despertam em mim algo inexplicável. Talvez de forma subconsciente eu já imaginasse o que estava por vir, ou ainda, o que está por vir. Agora na fase adulta, o contexto Jungiano e Platônico fazem sentido. Fiquei muito empolgado quando o Rafael Romani sugeriu que fizéssemos uma versão dessa música. Ter a participação do Nando Chagas é algo que fez correr algumas lágrimas... Me pego aqui agora no auge dos meus 38 anos pensando "uma música que foi tão emblemática e mexia comigo, sendo regravada por nós, e com a participação de um dos compositores...". Gostaria muito de voltar no tempo e dizer para o meu Eu de seis anos de idade: "Você gosta demais dessa música não é? Daqui uns 30 anos você vai regrava-la!". Tudo que posso dizer é que é uma emoção, satisfação e orgulho muito grandes ter a oportunidade de fazer esse trabalho. Espero que vocês curtam na mesma proporção que curtimos fazer isso. Foi feita com muito amor.".

Desenhada pelo artista Ronaldo Corte-Real, a capa do single “Viagem Ao Fundo do Ego” também tem um significado especial para o grupo, como explica o baixista Rafael Romani.
“Quando decidimos lançar o cover do Egotrip para “Viagem ao Fundo do Ego” como um single, imediatamente lembramos dessa arte que tínhamos guardada, pois ela expressa exatamente nosso entendimento do significado da letra. E como acreditamos que nada é por acaso, e que coincidências não existem, resolvemos usá-la. A capa foi criada há algum tempo pelo artista piracicabano Ronaldo Corte-Real, que infelizmente veio a falecer logo após a criação da arte. Ronaldo, ou Ronex como era mais conhecido, era um grande amigo nosso e responsável pelas artes de nossa banda anterior. Sendo essa sua última criação, é nossa homenagem a ele. O conceito da capa mostra a individualidade do ser humano, cada um como um universo próprio e ainda assim inserido em um plano maior. É preciso olhar para dentro, reconhecendo nossas falhas e encarando nosso ego para assim conhecermos nosso verdadeiro eu e nossa missão aqui, evoluindo e nos conectando ao Todo. Não é fácil conviver em sociedade, sendo cada indivíduo tão único e complexo, mas estamos todos conectados de alguma forma e por isso é imprescindível que cada ser humano trabalhe a si mesmo para que possa então exteriorizar isso e trazer mais equilíbrio e harmonia para o ambiente que o cerca.”

“Viagem Ao Fundo do Ego” será lançado em Junho em data a ser anunciada.

Enquanto o single e o novo álbum não chega, assista o vídeo oficial para a faixa título do EP “Rise Beyond”:
https://youtu.be/dMte_SzXWjA

Ouça também o EP “Rise Beyond” na íntegra nas principais plataformas digitais:
Spotify: 
https://spoti.fi/2E7iWJ5


ANDRALLS apresenta lyric video para 'Bleeding for Thrash'
 

"Bleeding for Thrash" é a faixa-título do sexto álbum de estúdio do Andralls
 

A faixa-título de "Bleeding for Thrash", sexto disco de estúdio do Andralls, marcado para ser lançado oficialmente no dia 25 de junho pela Distro Rock Records e Metal Under Store, acaba de ganhar um lyric video. "A faixa-título começa de um jeito diferente que o Andralls costuma fazer, com uma levada suingada, mas depois volta para o 'fasthrash' que sabemos fazer. A letra fala sobre como manter atitudes certas e destruir todas as regras", explicou Alexandre "Xandão" Brito, um dos fundadores e que hoje é acompanhado por Alex Coelho (vocal e guitarra) e Felipe Freitas (baixo). "'Bleeding for Thrash' realmente caiu como uma luva. O disco traz um Andralls muito agressivo, técnico, sujo e rápido, como sempre foi. São pouco mais de 30 minutos divididos em 11 temas para headbanger nenhum ficar sem bater cabeça", acrescentou o baterista.

Para ver o lyric video de "Bleeding for Thrash", acesse: 
https://youtu.be/qjyCyntauz0

Gravado no Papiris Studio (SP) ao lado do produtor Caio Monfort e masterizado no Absolute Master por Neto Grous, "Bleeding for Thrash" foi, segundo Xandão Brito, composto "nos moldes antigos". "Alex Coelho e eu compusemos a maioria das músicas fazendo jams de bateria e guitarra. Curiosamente, foi dentro da mesma sala em que começamos a tocar juntos lá pelos idos de 1993/94", contou. "O processo foi longo, pois tivemos o cuidado de colocar todos os elementos que gostamos e havíamos usado nos discos anteriores. É thrash metal, mas traz pitadas de death, punk, metal tradicional, industrial e até referências de country music em uma das faixas. "São pouco mais de 30 minutos, divididos em 11 temas para headbanger nenhum ficar sem bater cabeça. Stay fasthrash!", concluiu o baterista.

O show de lançamento de 'Bleeding for Thrash' ocorre no dia 19 de julho, a partir de 19h, no Espaço Som (Rua Teodoro Sampaio, 512 - Pinheiros), em São Paulo. Na ocasião, a banda Corpsia fará o lançamento de "Murder Mind". Pontos de Venda: Mutilation (Galeria do Rock)
Estúdio 785 - Rua Capote Valente, 785 – Pinheiros
Estúdio Espaço Som - Rua Teodoro Sampaio, 512 – Pinheiros
Ingressos Antecipados R$ 15,00 - Na Porta R$ 20,00
Infos em 
https://is.gd/RP2tEO

Site relacionado: 
www.facebook.com/andrallsfasthrash

Contato para shows: 
onfirebookingagency@gmail.com
Instagram: @andrallsfasthrash
YouTube: Andralls Thrash


A morbidez sonora e climática de NOSTOS

O trio conta em entrevista como foi o processo de criação da track e o seu papel como banda extrema no Brasil.  

O novo single da Nostos, intitulado "Altar" apresenta  o crescimento musical da banda, que incorpora elementos do obscuro, sombrio e do melancólico em uma só track, questionando as promessas de fé em contraste com o sacro e profano.

Navegando entre o black e doom metal, evocando aspectos sombrios, riffs marcados e fúnebres, andamento lento, Nostos, atinge o ápice com seu vocal intenso e nos emerge para um outro nível de morbidez sonora e climática.

"Altar" transcendi os gêneros black/doom em uma perfeita simbiose entre o caótico e emocional, representando o estado emocional e mental da banda em seu processo de criação, ligando sua música a experiências de vidas passadas e a questionamentos pessoais.

O novo single da banda foi gravado em parceria com com os engenheiros de som Dennis Israel e Jens Bogren. Jens Bogren é reconhecido mundialmente por ter trabalhado com bandas como Opeth, Dimmu Borgir, Sepultura, Arch Enemy, At the Gates, Katatonia, Babymetal, Soilwork, James LaBrie, Moonspell, God Forbid, Kreator, Devin Townsend, Ihsahn, Dark Tranquillity, Paradise Lost, Amon Amarth, entre outros.

Após o bem sucedido lançamento do EP “Misfortune” e do single "Altar', o trio que fechou com selo brasileiro (Electric Funeral Records) e Holandês (Back from the grave tapes), promete explorar os aspectos mais sombrios de seu som e ir além de suas impressões passadas do Metal Extremo. Atualmente a banda se encontra em estúdio finalizando o próximo trabalho e com previsão de lançamento de clipe para segundo semestre de 2019.

Confira aqui "Altar":

Nostos conta em um bate-papo rápido como foi o processo de criação da track, a mensagem por trás e o seu papel como banda extrema no Brasil.

Como foi masterizar com Jens Borgen e mixar com Dennis Israel?
Nostos:  Esse pessoal é de um profissionalismo se igual. Cumprem prazo, entregam o prometido e por aí vai. Não é atoa que são requisitados a todo momento. E como nós somos fãs das bandas com as quais eles trabalham, pra gente foi uma grande honra.

O crescimento musical da banda é notado desde o último EP lançado. O que mudou no som e estética da banda?
Nostos: O som que tentamos propagar é sombrio, denso, melancólico. Algumas vezes isso vem numa roupagem mais rápida, outras vezes mais lenta.  São testes. A gravação também foi melhor, até mesmo pelas pessoas envolvidas. Isso afeta tudo. Como a Nostos surgiu de uma proposta de estúdio, como o Bathory, Deathspell Omega e Darkthrone, curtimos o lance da surpresa de uma nova experiência.

Qual a mensagem por trás de Altar?
Nostos:  O contraste entre o sacro e o profano. O momento imediatamente ao apagar das luzes, onde homem comum começa a questionar as promessas da fé. O crepúsculo da fé...

A banda pretende lançar mais algum material em breve?
Nostos: Sim. Vamos fazer mais um single. E se chamará Grief.

Como a Nostos se vê dentro do mercado black/doom do brasil? A espaço para as bandas extremas?
Nostos: Sinceramente não sei. Antes o pessoal chegava em casa e ia direto pro instrumento ou pro toca discos. Hoje ele chega em casa e vai postar foto no facebook. Pior ainda, ele nem precisa chegar em casa pra fazer isso... Isso afeta esse mercado e tudo porque vira um movimento de aparências, o metal vira um acessório, um adorno. É mais importante postar a foto com a camisa da banda X do que de fato ouvir o último disco (inteiro) da banda X.

Quem fez a capa do single altar?
Nostos: O vocalista da Nostos, Pedro. É baseada no filme The Witch, do Robert Eggers, que é uma das melhores coisas feitas ultimamente. Black Phillip!!!


ROADIE METAL: em celebração aos 05 anos de existência, é liberada coletânea “Five Years Death” com as bandas de meta extremo assessoradas pela empresa
Para celebrar junto aos seguidores da Roadie Metal, preparamos dois presentes para agradecer a todos que fazem parte de nossa história nesses 05 anos de nossa existência.

O primeiro presente acaba de ser liberado, já se encontra disponível a coletânea “Roadie Metal – Five Years Death” que conta com 27 bandas brasileiras e assessoradas pelaRoadie. Essa edição contém apenas nomes que trabalham em linhas de Thrash, Death, HC, Core e Breakdown.

O material se encontra disponível em TODAS as plataformas digitais gratuitamente. Abaixo deixamos os links do Spotify para sua audição. Caso utilize outra plataforma, basta buscar por “Roadie Metal – Five Years Death” e escutar no volume máximo. Em breve a edição “Roadie Metal – Five Years Heavy” com bandas de Heavy, Hard, Rock, Classic, também estará disponível para quem curte linhas mais tradicionais.

Fica nossa singela homenagem e agradecimento aos mais de 60 mil likes em nossa page e70 mil seguidores que nos ajudam e apoiam nossos conteúdos! Vocês são Fodas!

Spotify:

Tracks:
CD01:
01 – Attomica – Feeling Bad
02 – Claustrofobia – Zica do Pântano
03 – Faces of Death – Priest From Hell
04 – Necrofobia – Rotten Brain
05 – Infector Cell – Corrupção Passiva
06 – R.I.V. – Rainbow Warrior’s Mayday
07 – Jailor – Jesus Crisis
08 – MOFO – We Are Metal
09 – Dfront SA – Retranca
10 – Monstractor – Brazilian Roswell
12 – Exylle – Immortal Dies
13 – Herd – Crushing Demons

CD02:
01 - Torture Squad – Blood Sacrifice
02 – Gutted Souls – Organic Portal
03 – Division Hell – Toxic Faith
04 – Quintessente – The Belief of the Mind Slaves
05 – Death Chaos – Forsaken
06 – Grinding Reaction – Recuse a Cegueira
07 – Half Bridge – Full of Hate
08 – Feios Sujos e Malvados – Tortura
09 – Invokaos – Clube da Luta
10 – Honra – Negativo
11 – DxLxM – Festival do Absurdo
12 – Necrowar – Verdict
13 – Inanimalia – Messenger
14 – Saga HC – Malandragem do Covarde

Conheça nossos canais:

Site oficial: 
http://roadie-metal.com
Roadie Metal Assessoria: 
http://roadie-metal.com/press
Página no Facebook: 
https://www.facebook.com/RoadieMetal
Página da assessoria: 
https://www.facebook.com/roadiemetalassessoria


Novo clipe "Aquele Beijo" da ELETROACORDES banda tem lançamento na CCMQ
Demorou, mas saiu! Depois de alguns percalços na produção do clipe "Aquele Beijo", da Eletroacordes, o lançamento do vídeo será lançado durante show da banda no dia 05 de junho, às 20h na Sala Carlos Carvalho da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ). Envolto em uma atmosfera densa e sensual, a gravação do vídeo no período de seis meses, com tempo de duração de 5'19'', buscou locações em externas no litoral norte gaúcho, região metropolitana e em Porto Alegre, além de registros de shows e gravações em estúdio. O evento de lançamento tem participação especial do músico Demetrius. Ingressos a partir de contribuição espontânea.    
A canção faz parte do próximo EP do quarteto gaúcho, com título provisório intitulado "O Que me Resta!?!" a ser lançado no segundo semestre com outras quatro canções. Estética sensual, sonoridade incomum e ousadia em imagens registradas no mais puro psicodelismo, o roteiro que preenche o  clipe roteirizado de “Aquele Beijo” foi produzido de forma independente, exigindo além de várias externas, takes em mini-estúdios, utilizando recursos em 360 graus, saturação de cores e emprego de matizes e filtros em cor e P&B. Personagens, além da própria banda, fazem parte da narrativa.
No total, foram armazenados 130 GB de imagens e áudio com estimativa de 18 horas de duração de cenas captadas. O projeto sofreu duros golpes até ser concluído, uma vez que a formação original da banda foi interrompida por duas vezes desde 2018 e as gravações foram engavetadas diante da falta de continuidade. Com aporte de um novo integrante, novo revés na Eletros com o abandono deste mesmo músico em pleno processo de gravação. Para completar, a trilha, originalmente gravada, também foi prejudicada diante de ocorrência de furto de material audiovisual. Mas a Eletroacordes não se rendeu e concluiu as gravações em maio.  
Além da sonoridade mais arrojada, tanto o clipe como o novo EP foram compostos pela nova formação do grupo, com Rodrigo Vizzotto (voz, guitarra, harmônica, teclado e banjo), Marcelo Bacci (baixista), Luis Tissot (guitarra) e Mateus Melo (bateria). A direção do vídeo fica por conta do jovem diretor Lucas Noronha da NPPAC de Porto Alegre, com roteiro e pré-produção de Marcelo Noronha e participação da atriz Lu Sieber. A estética e figurino ficaram pela criação de Clau Sieber e a produção musical da Casa Sonora, por Wagner Rodrigues. O músico Leo Jost empresta sua voz para os backings vocais da música.
A banda, que já produziu outros quatro clipes roteirizados, além de mais de 35 registros de shows, aposta na versatilidade de divulgar a canção pelas mídias sociais. Também já está em curso, o planejamento para outra canção que a banda interpreta, intitulada “Violino Amarelo”, de autoria de Natanael Piva. A produção fica a cargo da  NPPAC  e previsão de lançamento para o segundo semestre. Confira o teaser do clipe "Aquele Beijo" no Canal Eletroacordes no You Tube em http://abre.ai/ViH .  
O show de lançamento busca variações inspiradas em nuances psicodélicas e antecipa o que será o terceiro EP da banda, em fase de produção. Com onze shows em 2019, incluindo recentemente a apresentação no Teatro de Arena, na Capital, a Eletros executa novas sonoridades, com experimentações mais ousadas, além de releituras de canções ambientadas também no blues, jazz e pop.  A apresentação, com cerca de 1 hora de duração – incluindo 12 músicas autorais – mescla antigas e novas composições da banda. As novidades ficam por conta das canções inéditas “Sono Tão Profundo” e “Passageiro”, e ainda as clássicas “Quem foi que Disse” e “Alucinada”.
Iniciada pelo caminho do mais puro rock em 2009, a Eletroacordes seguiu até ano passado como trio, transcendendo pela música eclética, sem rótulos ou receitas prontas, plugado nas origens dos anos 70. Os mais de 100 shows executados na Capital e Interior gaúcho, já dão o tom do evento, incluindo versões em set acústico e releituras de novas músicas. Claro, o tradicional “Toca Raul” não deixará de ser atendido.
A Sala Carlos Carvalho fica no 2º andar da CCMQ, na Rua dos Andradas, 736, no Centro Histórico, Porto Alegre (RS).


"Heatstrokes", novo disco do SUNROAD, já disponível

Além do lançamento nacional, o oitavo disco de estúdio do grupo goiano também ganhou edições na Europa e Estados Unidos pela Roxx Records

O contexto cultural do rock ‘n’ roll fundamenta-se na combinação de outras diferentes culturas e ritmos: country, blues, R&B, gospel. Posteriormente, o rock ‘n’ roll passou a estabelecer especificidades próprias que engendraram novas combinações: rockabilly, hard, progressivo, punk, metal. Obviamente que a sorte de todas essas novas combinações e definições devem-se aos artistas que estiveram à vanguarda do estilo.

Passados 70 anos desde seu limiar, a produção contemporânea de rock é esteticamente sólida em particularidades, e a própria definição de rock encontra na identidade dos artistas sua retórica fundamental. De forma que o maior desafio para novos músicos é desenvolver novas identidades a partir de identidades raízes. E negar essas raízes não é uma opção!

A banda goiana Sunroad é bem resolvida nesse sentido. Depois de mais de 20 anos de carreira, sete discos lançados e uma identidade musical bem definida, Warlley Oliveira (vocal), Mayck Vieira (guitarra), Van Alexandre (baixo) e Fred Mika (bateria) sentem-se absolutamente a vontade para falar sobre suas influências musicais. Aliás, Van Halen, Scorpions, Dokken, Def Leppard, Triumph, Led Zeppelin, entre outras bandas, foram algumas referências musicais do Sunroad para o processo criativo de seu novo álbum, “Heatstrokes”.

Essa honestidade musical só é possível porque no Sunroad tudo é feito de maneira consciente. O processo criativo do grupo não abre mão da razão para evitar excessos e pastichos, assim como também deixa o coração guiar para que o resultado final seja a representação de uma verdade artística.

Se nos dois últimos trabalhos, “Carved In Time” (2013) e “Wing Seven” (2017), o Sunroad enfatizou-se com mais vigor pelo hard/heavy, em “Heatstrokes” a proposta é assumir o hard e melodic rock como um caminho cujo destino final é o AOR.
“Poderíamos dizer que Heatstrokes é um trabalho de transição”, declara o baterista Fred Mika. “Dessa vez buscamos uma sonoridade um pouco mais sofisticada, e isso é resultado da verdade de cada integrante atual da banda. O aspecto melódico teve uma atenção especial nesse novo trabalho. Procuramos dosar menos nas notas, usar bases mais fluídas, justamente para permitir que os refrãos fossem mais valorizados. Aliás, a ideia de muitas músicas do álbum partiram dos refrãos. Desde nosso primeiro álbum tínhamos por objetivo compor músicas com refrãos fortes, e quando digo que Heatstrokes é uma transição, é porque queremos seguir evidenciando cada vez mais isso nos futuros trabalhos. E o AOR acaba sendo a consequência final desse desenvolvimento melódico”.

“Heatstrokes” foi gravado nos estúdios Musik e Drive, ambos em Goiânia/GO, e produzido por Fred Mika e Netto Mello. O álbum reúne 10 músicas, todas de autoria de Fred Mika e do ex-vocalista/guitarrista André Adonis: “Mind The Gap”, “Given And Taken”, “Screaming Ghosts”, “Lick My Lips”, “Unleash Your Heat”, “Heatstrokes”, “Empty Stage”, “Spelbound Age”, “Overwhelmed” e “Dare To Dream”.

Além do lançamento nacional pela Musik Records, “Heatstrokes” também ganhou edições na Europa e Estados Unidos pela Roxx Records.

“Heatstrokes” já está disponível em todas as plataformas digitais:
Spotify: 
http://bit.ly/2YlhOrU
Google Play: http://bit.ly/2HkSDzY
Youtube: http://bit.ly/30lBOfX

A versão física de “Heatstrokes” pode ser adquirida na Die Hard Records: 
https://bit.ly/30oREGx

Três Lyric-Videos já estão disponíveis:
Empty Stage - 
https://youtu.be/MXZk81IXpWI 
Lick My Lips - 
https://youtu.be/rYDwyP3GlBI
Mind The Gap - 
https://youtu.be/MkeGgCNIhGc

Mais Informações:
www.facebook.com/sunroadofficial


NEED ALL EXCHANGE lança novo vídeo
A banda de metal NEED ALL EXCHANGE acaba de lançar o vídeo da faixa "Crystal Clarity". A música é tirada do EP “El Proximo Viaje” de 2017.

A banda comentou: "Estamos empolgados em revelar o nosso último videoclipe 'Crystal Clarity', apresentando personagens cativantes e fantoches! Filmado inteiramente em nossa bela cidade natal, o centro histórico de Brownsville, Texas, veja o quão insano pode chegar aqui "


Mais informações:


REVEAL lança novo álbum e clipe
A Wormholedeath está orgulhosa em anunciar que o novo álbum do Reveal, "Overlord", foi lançado hoje em todas as plataformas digitais em todo o mundo.


A banda afirmou:
"Overlord" é o álbum mais importante de nossas carreiras musicais! Neste álbum você pode encontrar letras inspiradas em fantasia épica, como livros de Dragonlance ou Michael Moorcok e por experiências pessoais. A produção é a melhor que poderíamos querer e aconteceu entre três países (Alemanha, Suécia e Espanha). Agora você pode assistir ao nosso novo vídeo, "Master of Present and Past", inspirado no personagem de Raistlin Majere, um dos mais importantes no mundo do Dragonlance. Esperamos que você goste!
Lembre-se: é hora do Reveal #istimetoreveal
Tino, Rob, David, Jorge, Helena e Dani.


A Reveal também está feliz em anunciar a colaboração com a Nakerband, a prestigiada empresa de merchandising.
Para mais informações: https://nakerband.com/tienda/reveal/es

Plataformas digitais onde o álbum está disponível:


DIVINER lança lyric video
A banda grega de heavy metal / heavy power DIVINER acaba de lançar um lyric video para "Beyond The Border", o terceiro single do novo álbum "Realms of Time".

Link para o vídeo lírico: https://youtu.be/0bYbRb8xSto

"Realms of Time" será lançado no dia 7 de junho via Ulterium Records. O álbum estará disponível em CD, LP e digital.

"Realms of Time" foi produzido e mixado por Fotis Benardo (ex. Septic Flesh), masterizado por Henrik Udd (Powerwolf, Hammerfall, Myrath) e a obra foi criada por Jan Yrlund (Battle Beast, Apocalyptica, Korpiklaani).

Mais informações:
Diviner online

Ulterium Records online


BELLS AND RAVENS lança lyric video e prepara single
A banda de metal alemã BELLS AND RAVENS, o novo projeto do guitarrista e mentor Matt Carviero (ex CONTRACRASH), lançou um novo vídeo lírico para 'RISE', o single digital será lançado em 31 de maio de 2019. O vídeo pode ser visto aqui: https://youtu.be/4Bm_eY7s2fs

A música foi produzida, mixada e masterizada por Matt Carviero.

Depois de dois álbuns, celebrados por fãs e críticos, a banda sul-alemã de metal CONTRACRASH anunciou sua separação.

Não demorou muito para o guitarrista e mentor Matt Carviero lançar o novo material. No dia 31 de maio será solto o primeiro single não instrumental de seu novo projeto, BELLS AND RAVENS.

O título da faixa é "Rise" e é cantado pelo talentoso vocalista Selin Schönbeck (We Are Legend).

A música em si segue uma direção mais tradicional do que a CONTRACRASH era conhecida. Riffs pesados e muita melodia - Heavy Metal como você conhece e ama

Mais informações:


EGGS OF GOMORRH: nova faixa lançada e detalhes do novo split
Os turcos SARINVOMIT e os demônios necrosadistas suíços EGGS OF GOMORROH se unem para levantar o véu em um lançamento dividido neste 11 de julho. Obscenamente intitulado “Encomium of Depraved Instincts”, o split, com duas faixas de estúdio exclusivas e duas faixas ao vivo de ambas as bandas, será lançado pela Krucyator Productions (CD e digital) e pela Atavism Records (cassette).

Como a primeira prévia do lançamento, No Clean Singing é exclusivamente streaming de uma das faixas do EEGS OF GOMORRH "Shrine of Disgust". “A faixa apenas cimenta ainda mais a reputação desta banda de entregar formas surpreendentemente selvagens de mutilação sônica com impressionante habilidade técnica," elogiou o site No Clean Singing.

Ouça a música aqui: https://www.nocleansinging.com

Pré-encomendas:

Obs.: As notas publicadas nesta seção são de responsabilidade das assessorias das bandas/artistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records