segunda-feira, 14 de julho de 2014

Brutal Exuberância – “Território Perdido” – 2012 – Independente (Nacional)

O Brutal Exuberância é um dos nomes mais tradicionais do Metal de Manaus/AM e este “Território Perdido” é o seu primeiro e único álbum oficial até então. Antes a banda lançou as demos “Planeta Cobiçado” (2006) e “Guerra dos Mundos” (2008). Na época a eram um quarteto e hoje se resumem a um trio.

A banda investe em um Thrash Metal típico brasileiro, mas não se faz de rogada e bota o pé em outros gêneros como Hardcore e Crossover também. Há até uma faixa quase Grindcore, caso da animalesca Alcoholic Domination.

O trabalho das guitarras é bem agressivo e objetivo, investindo principalmente em bases sólidas. A cozinha segue essa agressividade, além de possuir pegada e um baixo bem poderoso. O vocal do também guitarrista Naldo é um gutural interessante e inteligível, o que é importante, pois a maioria das letras é em português.

Destaque para Apocalipto e seu refrão pegajoso, a divertida Metal, Essa é Minha Vida, Território Perdido e a mais ‘trampada’ Futuro Incerto. Morro de Fome Mas Não Trabalho possui uma veia Punk/Hardcore total e, apesar de legal, destoa um pouco das outras composições.

A variação na produção pode ser um dos fatores negativos, mas a mesma não chega nem perto de ser ruim, já que o trabalho feito por Eddie Souza sob a supervisão da banda, no Studio E.S.P., foi bom. No final, o conjunto da obra sai com ponto positivo e demonstra um verdadeiro Metal ‘brazuca’.


7,5

Vitor Franceschini


Um comentário:

  1. Não sei, acho que o Vitor ta puxando nosso saco, hahahaha, ótima resenha, foi muito bem intendida pelo Vitor, nossa obra, feita com pouca grana e muita força vontade.
    Vale ressaltar, que só tínhamos grana para gravar em alta qualidade 2 musicas, que você citou como bem feitas( Território e Futuro Incerto). As outras foi na raça mesmo!
    ass:Naldo

    ResponderExcluir

Shinigami Records