sexta-feira, 1 de maio de 2015

Nando Moraes – “Ignited!” – 2015 – Independente (Nacional)

Não se pode chamar de febre, mas quando uma boa parte de guitarristas (ou que tentavam o ser) resolveu gravar álbuns solos e instrumentais, muitos deles o fazia para outros guitarristas. Era aquela ‘fritação’, como se fosse cartilha pra aprendiz de guitarras, sem ‘feeling’, notas e mais notas, ‘licks’, arpejos, solos, enfim... chato pra ‘dedéu’, um terror pra quem não é músico, como este que vos escreve.

Hoje a coisa mudou pra melhor, mesmo sendo um ‘tipo de música’ que não atraia tanta gente. Os músicos atuais se preocupam com o conjunto da obra, mesmo com ênfase e um instrumento (no caso aqui, a guitarra), melodia e agradar também aos leigos. Este primeiro disco de Nando Moraes (ex-Lethal Fear) tem exatamente esta proposta.

Em “Ignited” Nando traz composições que caminham entre o Rock e o Metal, mas que ainda abrem passagens para o Blues, como pode se ver em Once A Shuffle Time, uma canção bem diferenciada para o gênero, que possui ótimos arranjos e talvez seja a mais leve do disco.

O guitarrista não varia muito nos ritmos, sendo que a maior parte das canções é cadenciada, mas não lentas (se é que dá pra entender). A música mais dinâmica é Rite of Passage (Staring The Flames) que abre o disco, mas mesmo assim não chega a ser rápida e possui boas viradas.

Aliás, o guitarrista dá bastante espaço para a cozinha, tendo evidentes as linhas de baixo de André Garcia e a bateria de Bruno ‘Méba’ bastante explorada. Ainda há espaço para ótimas camadas de teclados, a cargo de Bruno Santos, que casaram perfeitamente na proposta do disco.

Vale mencionar que Nando destila ótimos solos, sem ‘mirabolância’, mas desenvolveu ótimos riffs que soaram fundamental para dar peso e equilíbrio à “Ignited!”. Destaque ainda para The Voyager e para a faixa título. A produção é ótima, a cargo de Nando e Fabio Ferreira e o disco vem numa bela embalagem digipack. Vale à pena conferir.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records