quarta-feira, 1 de julho de 2015

Encéfalo – “Die To Kill” – 2015 – Retch Records/Rising Records/Terceiro Mundo Chaos/Infernal Rites Distro (Nacional)

Curiosamente “Die To Kill”, segundo álbum dos cearenses do Encéfalo, começou a ser preparado antes da tour europeia de mesmo nome e a banda o terminou depois de retornar. Curiosamente também, o vocalista e guitarrista Alex Maramaldo – um dos fundadores da banda – deixou o grupo depois, que seguiu como trio.

Porém, “Die To Kill” não parece reflexo destes obstáculos, e mostra o Encéfalo destilando tudo aquilo que sabe: Thrash/Death Metal de qualidade, com ênfase em ótimos riffs de guitarras, mas tendo uma cozinha consistente com um baixo bem firme e uma bateria com boa pegada.

Continuando a abordar o caos da humanidade de uma forma geral em suas letras, o Encéfalo continua se mantendo equilibrado e mostra uma leve evolução técnica. Leve porque a banda mostra ainda mais feeling, fazendo algo mais variado e intrincado, porém sem perder a agressividade.

Há uma boa e equilibrada variação rítmica nas composições que duram em média cinco minutos. Outro ponto positivo é o equilíbrio encontrado entre as faixas, tornado difícil a escolha dos destaques que de qualquer forma podem ficar para Endless Suffering e Psywar, mas não muito à frente das outras.

O que caiu um pouco em relação ao renomado debut, “Slave of Pain”, foi a produção, mas se mantendo boa, já que a do álbum anterior se mostrava acima da média. Apesar da baixa em sua formação, o Encéfalo parece se manter firme e, se depender deste trabalho, subirá mais alguns degraus.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records