terça-feira, 14 de julho de 2015

Wild Child – “Seven” – 2015 – MS Metal Records (Nacional)

Este é o segundo álbum de estúdio do Wild Child, banda formada em 2007 oriunda de Curitiba/PR. Primeiro que resenhamos, portanto a surpresa é bem grata, afinal é sempre bom ver uma banda mesclar estilos tão distintos dentro do Metal e do Rock pesado. Não só distintos, mas de ‘tribos’ bem diferentes.

Afinal, ao ouvir “Seven”, já na primeira composição, Never Let Yourself Down, já encontramos elementos do Hard Rock, Prog Metal e Rock Alternativo, o que chama atenção de cara. O mais pessimista, ao ler a resenha irá torcer o nariz, mas a coisa aqui realmente funciona.

Funciona porque o Wild Child possui técnica, coesão, peso na medida certa e não se perde em meio a tantas influências. Na verdade, o resultado final gera uma música de certa forma ‘simples’ (no quesito de acessibilidade), mas que pode agradar aos mais exigentes na questão peso.

Outro grande diferencial é os ótimos vocais de Erik Fillies que bebe na fonte de Matt Barlow (ex-Iced Earth) e Zakk Wylde (Black Label Society, ex-Ozzy), mas possui sua identidade própria, além de tornar o som ainda mais interessante. As fortes e independentes linhas de baixo também chamam atenção na parte individual.

Mas, o forte da banda é o conjunto e mesmo destilando sons com quebradas e mudanças interessantes de ritmos (não a esmo), conseguem resultar em uma musicalidade cativante. Destaque para All I Want, All I Need, Find Your Way e a longa e dividida em três partes Church Bells.


8,5

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records