quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Baktheria – “System Sickness” – 2015 – NBQRecords (Importado)

São 13 composições (incluindo uma introdução) distribuídas em 27 minutos. Isto é, estes portugueses do Baktheria não vieram pra enrolar, e isso fica bem evidente neste debut da banda que conta com Ruy (vocal/guitarra, Machinergy), Rui Marujo (baixo, Speedemon) e Alex Zander (bateria, My Enchantment).

O trio junto tem passagens por bandas dos mais diversos estilos, mas que não refletem diretamente na sonoridade do Baktheria. O que temos aqui é um Crust com elementos de Death Metal, Thrash Metal e até Hardcore. Músicas objetivas, mas bem exploradas musicalmente compõe este trabalho.

Bases agressivas de guitarra, sem espaços pra solos comandam a selvageria que conta com um baixo nervoso e uma bateria devastadora para concluir o conjunto da obra. Ruy urra com raiva no coração e as letras seguem a temática que mais se encaixa ao estilo, isto é, a crítica social.

Sim, diante de sua objetividade a banda impõe velocidade e ritmos caóticos como meta, mas há momentos mais cadenciados e o trio se sai muito bem nisso. Como exemplo faixas como Traitor e Reset Your Life (To Null), que contam com momentos mais ‘brandos’ e provam que a agressividade permanece independente da rapidez.

Destaque ainda para as faixas Sorcery, Sickness, Murder e Blood. Adotando quebradas interessantes e rapidíssimas, o Baktheria consegue finalizar um álbum que pode ser ouvido diversas vezes seguidas sem soar cansativo. Aliás, o disco é empolgante do começo ao fim.


8,0

Vitor Franceschini


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Shinigami Records